Páginas

terça-feira, 23 de maio de 2017

Universidad de Chile campeão chileno (Clausura 2017)

Terminou nesse último final de semana a edição de número 100 do Campeonato Chileno - Torneo Clausura 2017 com a Universidad de Chie terminando como a grande campeã. A conquista foi ainda no sábado na abertura da última rodada no estádio Nacional de Santiago diante de 45 mil torcedores. Empurrado por sua torcida, a La U bateu o time do San Luis por 1 a 0, gol do artilheiro Felipe Mora aos 21 minutos de jogo e com a vitória acabou levantando o caneco pela 18ª vez.
A maior parte do Clausura foi liderada pelo Colo Colo (onze das quinze rodadas) com o Deportes Iquique na cola. O s dois inverteram as posições no confronto direto na oitava rodada com a vitória do time de Iquique (3x2). Curiosamente a partir daí o time não venceria mais (terminando inclusive em sexto lugar) e duas rodadas depois o Colo Colo voltaria a liderança. Desde então a ameaça passaria a ser da Universidad de Chile, que fez diminuir uma diferença de seis pontos, ultrapassando-o na penúltima rodada. Com isso, a La U passaria a depender somente de si para por fim ao jejum de três anos e seis campeonatos chilenos, conquistado pela última vez no Apertura 2014.



Universidad de Chile - 18° título chileno
1940, 1959, 1962, 1964, 1967, 1969, 1994, 1995, 1999, 2000, 2004 (Apertura), 2009 (Apertura), 2011 (Apertura), 2011 (Clausura), 2012 (Apertura), 2014 (Apertura) e 2017 (Clausura)


classificação final do Clausura 2017 (edição 100 do Campeonato Chileno)

30 Universidad de Chile (campeão)
29 Colo Colo 29
24 Universidad Concepción
23 Universidad Catolica
22 Unión Española
   Deportes Iquique
   Audax
   Temuco
21 Everton
18 Deportes Antofagasta
   San Luis
   Huachipato
14 Palestino
13 Santiago Wanderers
8  Cobresal (rebaixado)

artilheiro
13 gols - Felipe Mora-CHI (Universidad de Chile)

mais assistência
8 assistências - Gonzalo Bustamante-CHI (Deportes Iquique)

Campeão do Clausura 2017, a Universidad de Chile garantiu vaga na Copa Libertadores 2018. Vice, o Colo Colo enfrenta o segundo colocado do Torneo de Transición a ser disputado no segundo semestre, confronto esse que dá ao vencedor uma vaga na Copa Libertadores e quem perder vai para a Copa Sul-Americana do ano que vem.


tabela acumulada Apertura 2016 - Clausura 2017

54 Universidad Catolica (campeão Apertura 2016)
52 Colo Colo
51 Universidad de Chile (campeão Clausura 2017)
50 Deportes Iquique
49 Unión Española
48 O'Higgins
39 San Luis
38 Temuco
   Universidad Concepción
37 Deportes Antofagasta
   Audax
36 Everton
   Huachipato
35 Palestino
31 Santiago Wanderers
24 Cobresal (rebaixado)

Melhor time na soma dos torneios Apertura e Clausura, a Universidad Catolica disputará a Supercopa do Chile 2017 contra o Colo Colo, campeão da Copa Chile 2016. A decisão será no mês de julho em partida única a ser realizada em campo neutro. Lanterna na classificação geral, o Cobresal está rebaixado para a segunda divisão do ano que vem.




segunda-feira, 22 de maio de 2017

Libertadores: Última semana de jogos da fase de grupos

Entre terça e quinta-feira teremos os últimos jogos da fase de grupos da Copa Libertadores 2017. Oito times já estão classificados para as oitavas de final, que se juntarão aos restantes que serão conhecidos nessa semana.
Confira os jogos da última semana de jogos da primeira fase e também um raio-x de cada grupo:


23/05 terça-feira
Santos x Sporting Cristal-PER
Santa Fé-COL x The Strongest-BOL
Nacional-URU x Lanús-ARG
Chapecoense x Zulia-VEN

24/05 quarta-feira
Peñarol-URU x Jorge Wilstermann-BOL
Palmeiras x Atlético Tucumán-ARG

25/05 quinta-feira
Atlético Nacional-COL x Barcelona-EQU
Estuudiantes-ARG x Botafogo
River Plate-ARG x Independiente Medellín-COL
Emelec-EQU x Melgar-PER
Grêmio x Zamora-VEN
Guarani-PAR x Deportes Iquique-CHI




Grupo 1 Barcelona e Botafogo 10, Estudiantes 6 e Nacional 3 

Barcelona e Botafogo já estão classificados e brigam apenas pelo primeiro lugar do grupo. Ambos têm a mesma pontuação e o saldo positivo de 2 gols, sendo que a equipe equatoriana fez um gol a mais (7 a 6). Estudiantes e Atlético Nacional brigam pela vaga da CopaSul-Americana: com seis pontos, os argentinos precisam de um empate para se garantirem na Copa Sul-Americana enquanto que o atual campeão da Libertadores (três pontos) só termina em terceiro se vencer e o Estudiantes perder. Com isso, ambos empatariam em pontos e os colombianos passariam graças ao saldo de gols, que nesse momento está empatado em -2 para cada lado.


Grupo 2 Santos 9, The Strongest 8, Santa Fé 7 e Sporting Cristal 2

Aqui o Santos está classificado e o Sporting Cristal eliminado e sem chances de ir a Sul-Americana. A briga pela segunda vaga fica entre The Strongest e Santa Fé no confronto direto: os bolivianos jogam pelo empate fora de casa enquanto que aos colombianos só a vitória interessa.


Grupo 3 River Plate 10, Emelec 7, Independiente Medellín 6 e Melgar 3

O campeão de 2015 River Plate já está com o primeiro lugar do grupo garantido e com mais uma vitória termina como o melhor time da primeira fase. Emelec e Independiente Medellín disputam a segunda vaga: ao time equatoriano basta vencer o Melgar em casa enquanto que o time colombiano precisa vencer o River fora e torcer por no máximo um empate na outra partida. Já o Melgar tem chances remotas de ir para a Sul-Americana, pois precisa vencer o Emelec no Equador, torcer por derrota do Independiente Medellín e descontar quatro gols negativos de saldo.


Grupo 4 San Lorenzo e Atlético PR 10, Flamengo 9 e Univ.Catolica 5 

Grupo definido com San Lorenzo e Atlético Paranaense classificados, o Flamengo na Sul-Americana e a Universidad Catolica eliminada.


Grupo 5 Palmeiras 10, Wilstermann 9, Atlético Tucumán 7 e Peñarol 3 

Situação cômoda para o Palmeiras, que pode até perder por um gol de diferença em casa para o Atlético Tucumán que mesmo assim avança para as oitavas. Já o time argentino precisa vencer e torcer por derrota do Jorge Wilstermann para o eliminado Peñarol, sendo que o time uruguaio não tem mais chance nem de ir para a Copa Sul-Americana, pois não termina mais em terceiro. Os bolivianos se garantem com uma vitória simples no Uruguai e até mesmo se empatar, desde que o Atlético Tucumán não apronte pra cima do Palmeiras.


Grupo 6 Atlético MG 13, Godoy Cruz 11, Libertad 6 e Sport Boys 2

Outro grupo já encerrado com Atlético Mineiro e Godoy Cruz nas oitavas, Libertad na Sul-Americana e Sport Boys eliminado.


Grupo 7 Nacional 8, Lanús e Chapecoense 7, Zulia 5

Único grupo em que todos ainda tem chances sendo que apenas o Zulia não depende apenas de suas próprias forças: o Nacional precisa somente empatar com o Lanús, que por sua vez avança se vencer independente do outro jogo. O empate garante os dois se a outra partida terminar empatada. A Chapecoense se garante nas oitavas com uma vitória simples enquanto que o Zulia precisa vencer o time brasileiro fora de casa e torcer por vitória do Nacional.


Grupo 8 Grêmio e Guaraní 10, Deportes Iquique 9 e Zamora 0

Um empate em casa sobre o já eliminado e com a lanterna do grupo garantido Zamora é o que o Grêmio precisa pra se classificar. Diante das circunstâncias pode se dizer classificado se levar em conta que o time venezuelano perdeu todos os jogos até aqui. A verdadeira briga desse grupo é pela outra vaga entre Guaraní e Deportes Iquique, com o time paraguaio com a vantagem de poder empatar em casa. Ambos só se garantem juntos nas oitavas caso empatem e o Grêmio seja goleado pelo Zamora.





domingo, 21 de maio de 2017

Especial Campeonato Brasileiro 2017 (Série A)


Começou semana passada mais uma edição do Campeonato Brasileiro Série A e assim como fizemos com os outros campeonatos nacionais também trazemos pra você um resumo histórico da principal competição de clubes do Brasil:


participantes da edição 2017 (divididos por estados e cidades)

São Paulo 
Corinthians, Palmeiras e São Paulo (São Paulo)
Ponte Preta (Campinas)
Santos (Santos)

Rio de Janeiro
Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco (Rio de Janeiro)

Minas Gerais
Atlético Mineiro e Cruzeiro (Belo Horizonte)

Paraná 
Atlético Paranaense e Coritiba (Curitiba)

Bahia
Bahia e Vitória (Salvador)

Santa Catarina
Avaí (Florianópolis)
Chapecoense (Chapecó)

Rio Grande do Sul
Grêmio (Porto Alegre)

Pernambuco
Sport Recife (Recife)

Goiás
Atlético Goianiense (Goiânia)


atual campeão
Palmeiras

subiram da Série B 2016 para a Série A 2017
Atlético Goianiense, Avaí, Bahia e Vasco

caíram da Série A 2016 para a Série B 2017
América (MG), Figueirense, Internacional e Santa Cruz



histórico dos campeonatos nacionais

Taça Brasil (1959 a 1968)

A Taça Brasil foi criada para definir o representante brasileiro na recém-criada Copa Libertadores da América. Quase nos mesmos moldes da atual Copa do Brasil, participavam os campeões estaduais e era disputada no sistema mata-mata até a final. O Bahia foi o primeiro campeão em 1959 e o Santos o time que mais vezes venceu a competição (cinco, todas consecutivas).

Os campeões

5 Santos (1961, 1962, 1963, 1964 e 1965)
2 Palmeiras (1960 e 1967)
1 Bahia (1959)
  Cruzeiro (1966)
  Botafogo (1968)


Taça Roberto Gomes Pedrosa (1967 a 1970)

Conhecido popularmente como Robertão, a competição nada mais era que o antigo Torneio Rio-São Paulo ampliado com clubes de outros estados. Muitos a consideram como o embrião do atual Campeonato Brasileiro, pois ao contrário da Taça Brasil era disputado em sistema de grupos com um quadrangular final e não em mata-mata. Teve apenas quatro edições e o Palmeiras foi o único a vencê-la por mais de uma vez.

Os campeões

Palmeiras (1967 e 1969)
1 Santos (1968)
  Fluminense (1970)  


Campeonato Brasileiro (desde 1971)

Antes da unificação dos títulos nacionais em 2010 creditava-se a primeira edição do Campeonato Brasileiro apenas em 1971, dando ao vencedor Atlético Mineiro o status de primeiro campeão nacional, apesar de a mesma ser a continuação do antigo Robertão.
A competição teve vários nomes ao longo dos anos: Campeonato Nacional de Clubes (1971 a 1974), Copa Brasil (1975 a 1980, 1984 e 1986), Taça de Ouro (1981 a 1983 e 1985), Copa União (1987 e 1988),  Campeonato Brasileiro (1989 a 1999), Copa João Havelange (2000) e por fim desde 2001 a nomenclatura atual de Série A. 
Em todos esses anos houve várias fórmulas (algumas esdrúxulas), formatos de competição, número de participantes e critérios de disputa. Podemos dizer também que o Brasileirão é dividido em duas eras: a das finais que foi até 2002 e a atual era dos pontos corridos. São Paulo, Flamengo e Corinthians são os maiores vencedores com seis títulos cada. Cruzeiro e Flamengo são os dois únicos times a participarem de todas as edições desde 1971, já contando com a atual edição do Brasileirão e além dos dois, São Paulo e Santos formam o quarteto de times que nunca foram rebaixados para a segunda divisão.

Os campeões

6 São Paulo (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)
   Flamengo (1980, 1982, 1983, 1987, 1992 e 2009)
   Corinthians (1990, 1998, 1999, 2005, 2011 e 2015)
5 Palmeiras (1972, 1973, 1993, 1994 e 2016)
4 Vasco (1974, 1989, 1997 e 2000)
Internacional (1975, 1976 e 1979)
   Cruzeiro (2003, 2013 e 2014)
   Fluminense (1984, 2010 e 2012)
Grêmio (1981 e 1996)
   Santos (2002 e 2004)
1 Atlético Mineiro (1971)
   Guarani (1978)
   Coritiba (1985)
   Sport Recife (1987)
   Bahia (1988)
   Botafogo (1995)
   Atlético Paranaense (2001)


Todos os campeões brasileiros (1959 a 2016)

Um total de dezessete clubes já faturaram o Campeonato Brasileiro. Apenas Palmeiras e Santos venceram as três competições nacionais. Bahia, Cruzeiro e Botafogo ganharam a Taça Brasil e o Brasileirão enquanto que o Fluminense conquistou o Robertão e o Brasileirão. Já o restante venceu apenas de 1971 pra cá:

9 títulos 
Palmeiras (1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994 e 2016)

8 títulos 
Santos (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968, 2002 e 2004)

6 títulos 
São Paulo (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008)
Flamengo (1980, 1982, 1983, 1987, 1992 e 2009)
Corinthians (1990, 1998, 1999, 2005, 2011 e 2015)

4 títulos
Vasco (1974, 1989, 1997 e 2000)
Fluminense (1970, 1984, 2010 e 2012)
Cruzeiro (1966, 2003, 2013 e 2014)

3 títulos 
Internacional (1975, 1976 e 1979)

2 títulos 
Bahia (1959 e 1988)
Botafogo (1968 e 1995)
Grêmio (1981 e 1996)

1 título 
Atlético Mineiro (1971)
Guarani (1978)
Coritiba (1985)
Sport Recife (1987)
Atlético Paranaense (2001)


maiores participações do Campeonato Brasileiro (1959 - 2017)

Somando-se as edições da Taça Brasil (dez), da Taça Roberto Gomes Pedrosa (quatro) e Campeonato Brasileiro (47) temos um total de 61 edições do Brasileirão (já contando a atual edição). Desde 1959 nada mais nada menos que 157 clubes de 22 Estados participaram ao menos de uma edição. O recordista de participações é o Grêmio (58), ausente em apenas três edições (Taça Brasil de 1962 e Campeonatos Brasileiros de 1992 e 2005). Santos e Cruzeiro aparecem com uma participação a menos e Palmeiras e Atlético Mineiro com 54 participações.

TB Taça Brasil (1959 - 1968)
RG Roberto Gomes Pedrosa  (1967 - 1970)
CB Campeonato Brasileiro (1971 - 2017)

58 participações
Grêmio (9 TB, 4 RG, 45 CB)

57 participações
Santos (7 TB, 4 RG, 46 CB)
Cruzeiro (6 TB, 4 RG, 47 CB)

54 participações
Atlético Mineiro (4 TB, 4 RG, 46 CB)
Palmeiras (6 TB, 4 RG, 44 CB)

53 participações
Botafogo (4 TB, 4 RG, 45 CB)

52 participações
Flamengo (1 TB, 4 RG, 47 CB)

51 participações
Fluminense (2 TB, 4 RG, 45 CB)

50 participações
Internacional (1 TB, 4 RG, 46 CB)
São Paulo (4 RG, 46 CB)
Vasco (2 TB, 4 RG, 44 CB)

49 participações
Corinthians (4 RG, 45 CB)

45 participações
Bahia (6 TB, 3 RG, 36 CB)

41 participações
Atlético Paranaense (1 TB, 2 RG, 38 CB)




Mundial Sub-20 2017

Começou ontem na Coreia do Sul mais uma edição do Campeonato Mundial Sub-20, a edição de número 21 da maior competição de seleções da categoria. Quatro seleções representarão a América do Sul: Argentina, Equador, Uruguai e Venezuela.  Serão 24 seleções divididas em seis grupos de quatro cada, com as duas primeiras e as quatro melhores terceiras colocadas avançando aos mata-matas até a final.
A edição desse ano será jogado em seis cidades sul-coreanas: Incheon, Suwon, Cheonan, Daejeon, Jeonju e Seogwipo. A final está marcada para o dia 11 de junho em Suwon. Finalistas do ano passado, a campeã Servia e o vice Brasil não se classificaram para essa edição. Espanha, Russia e Gana são os outros campeões ausentes. Duas vezes vice, a Nigéria também ficou de fora.
Assim como nas edições anteriores desde a criação do blog em 2013 faremos a cobertura somente das seleções sul-americanas.
Confira abaixo os grupos do Mundia Sub-20 2017 com as seleções participantes e os jogos das seleções sul-americanas da primeira fase, já com os resultados das partidas de ontem e hoje:


Grupo A Argentina, Coreia do Sul, Guiné e Inglaterra
Grupo B Alemanha, México, Vanuatu e Venezuela
Grupo C Costa Rica, Irã, Portugal e Zâmbia
Grupo D África do Sul, Itália, Japão e Uruguai
Grupo E França, Honduras, Nova Zelândia e Vietnã
Grupo F Arábia Saudita, Equador, Estados Unidos e Senegal


jogos dos sul-americanos da primeira fase

20/05 sábado
Argentina 0x3 Inglaterra
Venezuela 2x0 Alemanha

21/05 domingo
Uruguai 1x0 Itália

22/05 segunda-feira
Equador x Estados Unidos

23/05 terça-feira
Argentina x Coreia do Sul
Venezuela x Vanuatu

24/05 quarta-feira
Uruguai x Japão

25/05 quinta-feira
Equador x Arábia Saudita

26/05 sexta-feira
Argentina x Guiné
Venezuela x México

27/05 sábado
Uruguai x África do Sul

28/05 domingo
Equador x Senegal


todos os campeões

6 títulos
Argentina (1979, 1995, 1997, 2001, 2005 e 2007)

5 títulos
Brasil (1983, 1985, 1993, 2003 e 2011)

2 títulos
Portugal (1989 e 1991)
Iugoslávia / Servia (1987 e 2015)

1 título
União Soviética (1977)
Alemanha (1981)
Espanha (1999)
Gana (2009)
França (2013)


Top 10 do ranking de pontos

232 Brasil
164 Argentina
142 Espanha
100 Uruguai
 92 Portugal
 87 Gana
 77 Alemanha
    México
 76 Nigéria
 71 Estados Unidos


participações dos sul-americanos (somando 2017)

18 Brasil
15 Argentina
14 Uruguai
 9 Colômbia
   Paraguai
 6 Chile
 3 Equador
 2 Venezuela
 0 Bolívia
   Peru


maiores participações (já contando 2017)

Ao todo 89 seleções participaram pelo menos de uma edição do Mundial Sub-20 desde o seu inicio em 1977. Vanuatu e Vietnã estão estreando nesse ano:

18 participações
Brasil

15 participações
Argentina
Espanha
Australia

14 participações
Uruguai
Mexico
Estados Unidos

13 participações
Coreia do Sul

11 participações
Nigeria

10 participações
Alemanha
Portugal
Inglaterra


algumas curiosidades

  • Ate aqui o Brasil só não esteve em duas das vinte edições disputadas (1979 e 2013). Essa será a terceira ausência dos brasileiros.
  • Quarto no ranking, o Uruguai e a seleção mais bem colocada entre as não-campeãs.
  • Somando-se com o histórico da antiga Iugoslávia, a Servia disputou três edições e conquistou dois títulos, um excelente aproveitamento de 66%.
  • São onze títulos ganhos por países da Conmebol (America do Sul), três da UEFA (Europa) e uma da CAF (Africa).
  • Três confederações jamais conquistaram titulo Sub-20: Concacaf (Américas do Norte e Central), AFC (Asia) e OFC (Oceania) sendo que apenas dessa ultima não teve seleção finalista.
  • Apenas Portugal (1991) e Argentina (2001) foram campeões jogando em casa. 
  • Argentina por duas vezes (1979 e 2001) e Brasil (1985) são as únicas seleções campeãs com 100% de aproveitamento, tendo vencido todos os jogos que fizeram na campanha vitoriosa.
  • A maior goleada pertence ao Brasil, um 10 a 0 frente a Bélgica em 1997.
  • Das 21 edições (contando 2017), oito foram realizados na AFC / Asia (contando Austrália), quatro na UEFA / Europa, três na Conmebol / America do Sul e CAF / Africa, duas na área da Concacaf e apenas uma, a ultima na OFC / Oceania.



sábado, 20 de maio de 2017

Flamengo: brasileiro mais eliminado na primeira fase da Libertadores

Ao perder de virada nos acréscimos para o San Lorenzo na Argentina, o Flamengo viu sua classificação quase certa para as oitavas de final da Copa Libertadores 2017 ir para o ralo e consequentemente a eliminação precoce ainda na fase de grupos (a quinta em treze participações). Com isso, passou a ser o time brasileiro com mais eliminações na primeira fase superando o Palmeiras. Mas é bom lembrar que o atual campeão brasileiro ainda corre risco de não se classificar, embora as chances de isso ocorrer são quase nulas...
Com três eliminações nas últimas três participações (2012, 2014 e 2017) o Flamengo também é o recordista no quesito de quedas consecutivas, juntamente com mais três times: Palmeiras (1973, 1974 e 1979), Vasco (1975, 1980 e 1985) e São Paulo (1978, 1982 e 1987).
Por outro lado, cinco times jamais caíram na primeira fase: Goiás, Paysandu, Criciúma, Cruzeiro e São Caetano, sendo esses dois últimos com mais de uma participação. O time mineiro aliás jamais foi eliminado em nenhuma das treze edições.
Veja a lista abaixo de todas as eliminações dos clubes brasileiros, lembrando que a lista poderá sofrer mudanças caso haja eliminação de outros brasileiros ainda na briga, casos de Palmeiras, Grêmio e Chapecoense:


5 eliminações 
Flamengo (1983, 2002, 2012, 2014 e 2017) - em 13 participações

4 eliminações 
Palmeiras (1973, 1974, 1979 e 2016) - em 17 participações

3 eliminações
Vasco (1975, 1980 e 1985) - em 8 participações
São Paulo (1978, 1982 e 1987) - 18 participações
Internacional (1976, 1993 e 2007) - em 11 participações

2 eliminações
Bahia (1960 e 1964) - em 3 participações
Atlético Mineiro (1972 e 1981) - em 9 participações
Fluminense (1971 e 1985) - em 6 participações
Grêmio (1982 e 1990) - em 17 participações
Coritiba (1986 e 2004) - em 2 participações
Corinthians (1977 e 2011 - fase Pré) - em 13 participações
Atlético Paranaense (2002 e 2014) - em 5 participações

1 eliminação
Náutico (1968) - em 1 participação
Santos (1984) - em 13 participações
Bangu (1986) - em 1 participação
Guarani (1987) - em 3 participações
Sport (1988) - em 2 participações
Juventude (2000) - em 1 participação
Santo André (2005) - em 1 participação
Paulista (2006) - em 1 participação
Botafogo (2014) - em 5 participações

nenhuma eliminação
Cruzeiro - em 15 participações
São Caetano - em 3 participações
Criciúma - em 1 participação
Paysandu - em 1 participação
Goiás - em 1 participação
Paraná Clube - em 1 participação