Páginas

sexta-feira, 20 de março de 2015

Libertadores: Resultados de 17 a 19 de Março



Ao golear novamente o Zamora-VEN, agora fora de casa e já eliminar o time venezuelano, o Boca tornou-se a primeira equipe argentina a garantir vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores 2015. Com doze pontos, o time de Buenos Aires termina no mínimo em segundo de seu grupo enquanto que por outro lado, seu maior rival está quase eliminado: com três pontos em quatro jogos, a situação do River está desesperadora e o campeão da Sul-Americana do ano passado já não depende de suas próprias forças para seguir adiante. Outra decepção é a Universidad de Chile, lanterna do grupo do Internacional.
Outro classificado é o Tigres-MEX da chave do River. Corinthians e Racing também têm suas classificações bem encaminhadas e só um desastre os tiram das oitavas.
Por causa da data-FIFA da semana que vem só voltaremos a ter rodada da Libertadores no dia primeiro de Abril (não é mentira), ainda que com apenas duas partidas do grupo de São Paulo e Corinthians. As demais equipes retornam entre os dias 7 e 9 do próximo mês.

17/03 terça-feira
Danúbio-URU 1x2 Corinthians
Sporting Cristal-PER 0x2 Racing-ARG
Zamora-VEN 1x5 Boca Jrs-ARG
Tigres-MEX 4x0 San José-BOL
The Strongest-BOL 5x3 Universidad de Chile-CHI

18/03 quarta-feira
Emelec-EQU 1x1 Internacional
Estudiantes-ARG 1x0 Libertad-PAR
Táchira-VEN 1x1 Guaraní-PAR
Santa Fé-COL 0x1 Atlético Mineiro
São Paulo 1x0 San Lorenzo-ARG

19/03 quinta-feira
River Plate-ARG 1x1 Juan Aurich-PER
Palestino-CHI 1x1 Montevideu Wanderers-URU
Mineors-VEN 0x2 Cruzeiro
Nacional-COL 2x3 Barcelona-EQU

classificação

Grupo 1 Colo Colo e Santa Fé 6, Atlas e Atlético 3
Grupo 2 Corinthians 9, São Paulo 6, San Lorenzo 3 e Danúbio 0
Grupo 3 Cruzeiro e Universitário 5, Huracán 3 e Mineros 1
Grupo 4 Emelec e Internacional 7, The Strongest 6 e Universidad de Chile 3
Grupo 5 Boca 12, Wanderers 7, Palestino 4 e Zamora 0
Grupo 6 Tigres 10, Juan Aurich 5, River Plate e San José 3 
Grupo 7 Estudiantes e Libertad 7, Nacional 5 e Barcelona 3
Grupo 8 Racing 9, Guaraní e Sporting Cristal 5, Táchira 2

próximos jogos

01/04 quarta-feira
San Lorenzo-ARG x São Paulo
Corinthians x Danúbio-URU



  • Os venezuelanos do Zamora jogaram em casa na história da Libertadores pela oitava vez, perderam cinco e tirando o jogo de quarta havia perdido somente pelo placar de 1 a 0. Após a vitória por goleada, o Boca chegou aos 121 jogos como visitante, tendo mais vitórias que derrotas (47 a 46) e ainda empatando os outros 28.
  • Essa foi a primeira vitória do The Strongest sobre a Universidad de Chile na história. Nas outras três partidas o time boliviano havia perdido duas e empatado uma.
  • No jogo de opostos, o Tigres continua sem perder em casa (12J - 8V e 4E) enquanto que o San Jose segue vencer como visitante (18J - 2E e 16D).
  • O Danúbio havia recebido apenas uma vez times brasileiros pela Libertadores (1x2 Santos em 2005) enquanto que o Corinthians nunca perdeu jogando no Uruguai. Em quatro jogos foram duas vitórias (2x1 Fênix em 2003 e 2x0 Racing em 2010) e dois empates (1x1 Bella Vista e 1x1 Nacional, ambos os jogos pela edição de 1991). Com o resultado de terça o Danúbio soma duas derrotas em casa para clubes do Brasil enquanto que o Corinthians permanece invicto jogando no Uruguai.
  • Esse foi o jogo de número cem que o Sporting Cristal fez em casa. Venceu 44, empatou 29 e perdeu 27, marcando 162 gols e sofrendo outros 120. Não perdia em seus domínios há nove jogos. Seu adversário, o Racing, não perde como visitante desde 1997 coincidentemente para o próprio Cristal (1x4). Esse foi o oitavo jogo entre ambos e ainda não houve empate (5 vitórias do Racing e 3 do Sporting Cristal). Os dois times venceram o outro tanto em casa quanto fora.
  • Em seis confrontos em casa contra clubes paraguaios o Estudiantes enfrentou times diferentes. Já o Libertad conheceu sua 29ª derrota em 61 jogos como visitante.
  • Ao ser derrotado pelo Atlético, o Santa Fé perdeu uma invencibilidade de dezessete jogos como mandante pela Libertadores enquanto que o Atlético não vencia fora há quatro jogos.
  • Com a vitória de quarta, o São Paulo completou 81 jogos como mandante, tendo vencido 61. Não perde para clubes estrangeiros em casa há dezoito jogos e continua sem ser derrotado por clubes argentinos (11J -10V e 1E). O atual campeão da Libertadores venceu uma única vez atuando no Brasil pelo torneio (1x0 Guarani em 1988).
  • Inter e Emelec chegaram a oitava partida entre ambos e o time brasileiro continua sem perder para os equatorianos (cinco vitórias e três empates). Porém, os gaúchos não vencem como visitante há nove jogos e antes dessa partida havia perdido os três últimos.
  • O Guarani não vence como visitante desde 1970 (1x0 Rangers-CHI). Antes de empatar com o Táchira somava nove derrotas seguidas e a última vez que não havia voltado para casa com derrota foi em 2004 quando empatou sem gols com o Jorge Wilstermann na Bolívia.
  • Em 70 partidas como visitante o Cruzeiro soma agora 28 vitórias, sendo recordista brasileiro isolado. Em sete jogos atuando na Venezuela jamais perdeu (5V e 2E).
  • Em três confrontos contra clubes uruguaios pela Libertadores em seus domínios o Palestino havia vencido todos enquanto que o Wanderers vinha de três derrotas seguidas fora de casa.
  • E o Barcelona finalmente quebrou um incômodo tabu: não vencia fora de casa há 22 jogos. A última vitória havia sido no confronto doméstico frente ao Espoli em 1996. Já fora do Equador não conseguia vencer desde 1992.
  • Embora tenha empatado em casa, o River ainda mantém uma invencibilidade de onze jogos sem perder no Monumental de Nuñez e o Juan Aurich jogou apenas pela segunda vez na Argentina (na primeira havia sido goleado por 5 a 1 pelo Estudiantes em 2010).


Nenhum comentário:

Postar um comentário