Páginas

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Os 50 maiores confrontos sul-americanos (Parte 3)

Na terceira parte do especial sobre os 50 maiores confrontos sul-americanos postaremos cinco dos Top 10 enquanto que na semana que vem será a vez dos confrontos restantes:


Peñarol-URU x Olímpia-PAR
Os pioneiros na América do Sul

Os dois times decidiram a primeira final de Libertadores da história, com vitória uruguaia. Na edição seguinte novo confronto, dessa vez pelas semifinais e novamente deu Peñarol. Em 1969 e em 1974 os jogos foram pela fase de grupos e o time uruguaio deixou o Olímpia para trás de novo. Somente em 1990 pelas semifinais da Supercopa que os paraguaios obtiveram a primeira vitória no confronto, e com juros: um sonoro 6 a 0 que valeu a classificação para a final. Depois, mais dois encontros pela Mercosul em 1998 e 1999 com mais três triunfos paraguaios.

14 jogos
7 vitórias do Peñarol
3 empates
4 vitórias do Olímpia

1960 Libertadores 1x0 e 1x1 final
1961 Libertadores 3x1 e 2x1 semifinal
1969 Libertadores 1x1 e 1x0 1ª fase
1974 Libertadores 0x0 e 2x0 1ª fase
1990 Supercopa 2x1 e 0x6 semifinal
1998 Mercosul 2x4 e 2x3 1ª fase
1999 Mercosul 0x1 e 3x0 quartas


Racing-ARG x Nacional-URU
Primeira final por dois torneios diferentes

A primeira vez que Racing x Nacional se enfrentaram foi pela fase de grupos da Libertadores de 1962. Cinco anos depois, os dois decidiram a competição em uma melhor de três, com o time argentino campeão. Em 1989 novo encontro, dessa vez decidindo a recém-criada Recopa Sul-Americana, dando ao confronto o status de primeiro a se repetir por dois torneios diferentes. Mas ao contrário de 22 anos atrás, dessa vez deu Nacional campeão. Ainda houveram mais dois confrontos: pela extinta Supercopa de 1993 e pela Libertadores dez anos depois.

11 jogos
3 vitórias do Racing
5 empates
3 vitórias do Nacional

1962 Libertadores 2x3 e 2x2 1ª fase
1967 Libertadores 0x0, 0x0 e 2x1 (desempate) final
1989 Recopa 1x0 e 0x0 final
1993 Supercopa 1x1 e 1x3 1ª fase
2003 Libertadores 2x1 e 4x1 1ª fase


Santos x Peñarol-URU
Velhos rivais

Esse confronto foi nos anos 60 um dos maiores não só da América do Sul, mas também do mundo. Na década citada os dois times somados tinham cinco Libertadores e quatro Mundiais conquistados. Decidiram a Libertadores de 1962 com triunfo santista e três anos depois deu Peñarol (também em uma melhor de três) nas semifinais. Depois de um bom tempo voltaram a se encontrar nos anos 90 pela Supercopa e em três oportunidades: em 1990 e em 1991 deu Peñarol e em 1966 foi a vez do time brasileiro eliminar os uruguaios. Em 2011 novo embate, dessa vez na final da Libertadores e assim como cinqüenta anos atrás deu Santos campeão.

14 jogos
6 vitórias do Santos
4 empates
4 vitórias do Peñarol

1962 Libertadores 2x1, 2x3 e 3x0 (desempate) final
1965 Libertadores 5x4, 2x3 e 1x2 (desempate) semifinal
1990 Supercopa 0x0 e 2x2 (2x4 pênaltis) 1ª fase
1991 Supercopa 2x3 e 0x0 quartas
1996 Supercopa 2x1 e 3x0 1ª fase
2011 Libertadores 0x0 e 2x1 final


Cruzeiro x Colo Colo-CHI
O confronto que mais se repetiu e por torneios diferentes

Ninguém na América do Sul se enfrentaram mais vezes e por competições diferentes tanto quanto Cruzeiro x Colo Colo. Foram dezenove jogos por Supercopa, Recopa, Libertadores e Mercosul. E tudo isso em um intervalo de apenas vinte anos! Na única final entre ambos, a Recopa de 1992 deu Colo Colo campeão. Porém, nos outros mata-matas a vantagem é do time brasileiro, que jamais fora eliminado pelos chilenos.

19 jogos
8 vitórias do Cruzeiro
8 empates
3 vitórias do Colo Colo

1991 Supercopa 0x0 e 0x0 (4x3 pênaltis) 1ª fase
1992 Recopa 0x0 (4x5 pênaltis) final
1993 Supercopa 6x1 e 3x3 1ª fase
1995 Supercopa 1x0 e 0x0 1ª fase
1996 Supercopa 3x2 e 4x0 semifinal
1997 Libertadores 1x0 e 2x3 (4x1 pênaltis) semifinal
         Supercopa 2x4 e 2x0 1ª fase
1998 Copa Mercosul 1x2 e 5x0 1ª fase
2001 Copa Mercosul 1x1 e 0x0 1ª fase
2010 Libertadores 4x1 e 1x1 1ª fase


Boca Jrs-ARG x Peñarol-URU
Freguesia em Libertadores entre os gigantes

Dos catorze jogos que Boca e Peñarol fizeram até hoje, o time uruguaio venceu apenas dois. Se contarmos somente partidas de Libertadores pior ainda: nenhuma vitória nos dez jogos entre as duas equipes. Foram sete vitórias do Boca e três empates, com direito ao time argentino eliminar o Peñarol das edições de 1963 (semifinais), 1977 (1ª fase), 1979 (semifinais) e em 1986 (1ª fase), mas aqui ambos morreram abraçados pois o triunfo boquense ajudou seu arquirrival River Plate. O último encontro em Libertadores aconteceu em 2000 na fase de grupos onde ambos seguiram adiante. A única vez que o Peñarol conseguiu eliminar o Boca de um torneio foi pelas quartas de final da Supercopa de 1990, quebrando um tabu de oito jogos sem vitória sobre o time argentino.

14 jogos
9 vitórias do Boca Jrs
3 empates
2 vitórias do Peñarol

1963 Libertadores 2x1 e 1x0 semifinal
1977 Libertadores 1x0 e 1x0 1ª fase
1979 Libertadores 1x0 e 0x0 fase semifinal
1986 Libertadores 2x1 e 1x1 1ª fase
1990 Supercopa 1x0 e 0x2 quartas
1994 Supercopa 0x1 e 4x1 1ª fase
2000 Libertadores 0x0 e 3x1 1ª fase


E aí, sentiram falta de algum confronto até aqui? Semana que vem (dia 24) postaremos os cinco que completam nosso Top 10.




4 comentários:

  1. Esqueceu do tradicionalíssimo Choque-Rei e até mesmo do Derby Paulista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erick essa lista diz respeito a confrontos de clubes de países diferentes por competições internacionais.

      Excluir
  2. Perdão Marcelo. Seria muito legal um ranking sobte os maiores clássicos brasileiros em Libertadores (possivelmente um dos citados no meu post anterior sendo o lider do ranking?! Galo x sp é interessante também...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Erick, anotamos sua sugestão e iremos fazer um especial sobre os maiores confrontos entre clubes do mesmo país em Libertadores, sendo clássico (nacional, regional etc) ou não... valeu pela sugestão!

      Excluir