Páginas

sexta-feira, 17 de abril de 2015

São Paulo x Corinthians: Mais um confronto estadual em Libertadores

Quarta que vem teremos mais um confronto entre São Paulo x Corinthians. Uma vitória simples põe os são-paulinos nas oitavas enquanto que o campeão de 2012 já tem até a primeira colocação do grupo assegurada.
E novamente clubes paulistas voltam a se enfrentar, fato corriqueiro em se tratando de confrontos estaduais. Até aqui, apenas um confronto não envolveu paulistas: foi em 1985 quando Fluminense e Vasco se cruzaram ainda na fase de grupos. Confrontos entre times de outros Estados brasileiros como gaúchos ou mineiros, por exemplo, ainda é inédito.
Ninguém mais enfrentou times do mesmo Estado como o Palmeiras: o time verde e branco jogou contra cinco paulistas dos sete (com ele oito) que estiveram na Libertadores. Só não enfrentou Santos e o Paulista. Por outro lado, o Corinthians foi o único a ter enfrentado todos os seus três grandes rivais, o Palmeiras em 1999 e 2000, o Santos em 2011 e o São Paulo nesse ano.
Veja a seguir todos as edições de Libertadores em que tivemos mais que um clube do mesmo Estado e os confrontos estaduais:

1974 Palmeiras e São Paulo
A primeira vez em que dois clubes do mesmo Estado se enfrentaram foi em 1974 pela fase de grupos: com duas vitórias (2x0 e 2x1) o São Paulo se classificou e terminaria com o vice-campeonato.

1979 Guarani e Palmeiras
Assim como na final do Brasileirão do ano anterior, o Guarani voltou a vencer os dois jogos frente ao Palmeiras. Primeiro um sonoro 4 a 1 no Morumbi e depois pelo placar mínimo em Campinas. Classificado para as semifinais, o time do interior paulista cairia frente ao futuro campeão Olímpia.

1985 Fluminense e Vasco
Numa das piores participações brasileiras em Libertadores, Fluminense e Vasco fizeram até hoje o único confronto estadual sem time paulista. Dois empates no Maracanã (3x3 e 0x0) selaram a sorte carioca na competição pois foram ultrapassados pelo Argentinos Jrs, que viria a ser o campeão. A dupla do Rio, aliás, sequer venceram partida alguma: ambos terminaram com três empates e três derrotas.

1987 São Paulo e Guarani
No Brinco de Ouro em Campinas deu Guarani 3 a 1. No Morumbi, empate por dois gols e no final das contas a única vaga do grupo ficou com os chilenos do Cobreloa.

1994 São Paulo e Palmeiras
No primeiro mata-mata estadual tivemos empate sem gols no Pacaembu. Na volta, vitória são-paulina por 2 a 1 com dois gols de Euller, que depois viria a ser campeão pelo próprio Palmeiras cinco anos depois. Ao eliminar o Verdão, o São Paulo seguiu até a final onde acabaria com o vice.

1999 Corinthians e Palmeiras
Os dois maiores rivais de São Paulo se encontraram em duas oportunidades: a primeira foi ainda na fase de grupos com vitória palmeirense por um a zero e troco corintiano por dois a um. Nas quartas de final, vitória por dois a zero para cada lado levou a decisão da vaga para as penalidades onde o Palmeiras eliminaria seu arquirrival e caminharia rumo ao tão sonhado título.

2000 Palmeiras e Corinthians
Pra muitos, o maior confronto entre brasileiros em Libertadores. Pelas semifinais de 2000 foram marcados doze gols nos dois jogos. No primeiro, vitória do Corinthians por 4 a 3. Na volta em um jogo marcado por viradas, triunfo do então detentor do título por 3 a 2 e assim como no ano anterior a vaga foi decidida nos pênaltis, e de novo deu Palmeiras.

2001 Palmeiras e São Caetano
Aqui o confronto foi pelas oitavas. Com uma vitória mínima pra cada lado, a decisão da vaga foi parar nas penalidades com vitória palmeirense.

2003 Santos e Corinthians
Pela primeira vez não tivemos confrontos entre clubes do mesmo Estado, mesmo tendo dois representantes paulistas. O Corinthians caiu ainda nas oitavas enquanto que o Santos terminou vice.

2004 Santos, São Paulo e São Caetano
Aqui não houve enfrentamentos, mas um fato curioso chamou a atenção: os três paulistas chegaram as quartas de final fazendo com que pela primeira vez e única vez na história tivéssemos mais que dois times do mesmo Estado nessa fase. O futuro campeão Once Caldas eliminou o Santos nas quartas e impediu o clássico San-São nas semifinais, já que enfrentou o Tricolor antes de decidir o título com o Boca, que havia tirado o São Caetano também nas quartas.

2005 Santos, São Paulo, Palmeiras e Santo André
Por duas vezes o Palmeiras enfrentou paulista: o Santo André na fase de grupos onde empatou em casa (1x1) e perdeu no ABC (1x2) e depois nas oitavas de final quando perdeu duas vezes para o futuro campeão São Paulo (0x1 e 0x2).

2006 São Paulo, Corinthians e Palmeiras
De novo São Paulo e Palmeiras em um mata-mata e de novo o Tricolor eliminaria o Verdão, mas dessa vez foi mais difícil: após empate por 1 a 1 no antigo Parque Antártica, a vitória são-paulina por dois a um veio a apenas três minutos do fim em um pênalti pra lá de polêmico. Pela quarta vez o São Paulo elimina seu rival e dessas três termina vice. Será praga de palmeirense?

2007 São Paulo e Santos/ Internacional e Grêmio
Sem enfrentamentos na primeira vez que a dupla do Rio Grande do Sul participa junta. Se não tivesse caído nas oitavas diante do Grêmio o São Paulo poderia ter enfrentado nas semifinais o Santos, adversário do time gaúcho na decisão pela vaga na final.

2008 São Paulo e Santos/ Flamengo e Fluminense
Sem confrontos tanto de paulistas como de cariocas.

2009 São Paulo e Palmeiras
Sem enfrentamentos dos dois rivais da capital paulista como ocorreu nas vezes em que atuaram na mesma edição.

2010 São Paulo e Corinthians
Pelo quarto ano seguido nada de confronto estadual.

2011 Santos e Corinthians/ Internacional e Grêmio
Entre os paulistas o Corinthians caiu ainda na fase Pré enquanto que o time santista acabaria campeão. Já pelos lados do Sul por muito pouco não tivemos um Gre-Nal nas quartas: os dois times foram eliminados por Peñarol-URU e Universidad Catolica-CHI que acabaram se enfrentando na fase seguinte.

2012 Santos e Corinthians/ Flamengo, Fluminense Vasco
Foi pelas semifinais que os paulistas se enfrentaram, naquele confronto que seria entre o atual e o futuro campeão. Com uma vitória pela contagem mínima na Vila Belmiro, bastava um empate no Pacaembu para o Corinthians decidir pela primeira vez uma Libertadores. E ele veio (1x1) e por final o alvinegro da capital terminaria campeão invicto. Entre os cariocas, nada de confronto.

2013 São Paulo, Palmeiras e Corinthians
Os três times do chamado “Trio de Ferro” da capital paulista sucumbiram já nas oitavas de final.

2014 Atlético e Cruzeiro/ Botafogo e Flamengo
Pela primeira vez dois mineiros jogam a mesma edição, mas nada de se encontrarem, o mesmo da dupla carioca, eliminados ainda na fase de grupos.

2015 Atlético e Cruzeiro/ Corinthians e São Paulo
Na primeira rodada vitória corintiana por dois a zero. Clássico mineiro poderá ocorrer no mata-mata.





Nenhum comentário:

Postar um comentário