Páginas

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Especial: Rogério Ceni em Libertadores

Ao ser eliminado pelo Cruzeiro nas penalidades semana passada, não só o São Paulo mas também seu goleiro Rogério Ceni disseram adeus à Libertadores. Um dos maiores goleiros da história e colecionador de recordes (alguns mundiais), o jogador brasileiro com maior número de partidas e participações em Libertadores encerra seu contrato em agosto com o clube paulista e consequentemente, a carreira.
Por isso listamos alguns números e estatísticas desse que é considerado o maior ídolo do São Paulo na principal competição sul-americana:


Números e estatísticas de Rogério Ceni em Libertadores

  • 90 jogos: 51 vitórias, 16 empates e 23 derrotas. Marcou 14 gols e sofreu 78. Dois títulos conquistados (1993 e 2005)
  • 11 edições disputadas: 1993 e 1994 (reserva), 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013 e 2015 (titular)
  • Em Libertadores é o maior artilheiro (junto com Luís Fabiano) e o que mais jogou pelo São Paulo. É também o jogador brasileiro com mais partidas e o quinto no geral.
  • Maior e menor participação numa só edição: 14 jogos em 2005 e 2006 e apenas três jogos em 2009.
  • Oito pênaltis defendidos: sete em disputa de pênaltis e um no tempo normal (3x0 Chivas-MEX nas semifinais de 2006).
  • Campeão em 1993 (reserva) e 2005; vice em 1994 (reserva) e 2006; semifinalista em 2004 e 2010; quartas em 2008 e 2009 e oitavas em 2007 e 2013. Nunca foi eliminado na 1ª fase.
  • Adversário que mais enfrentou: Palmeiras, Cruzeiro, Atlético MG, Internacional, The Strongest-BOL, Audax-CHI, Once Caldas-COL, Chivas-MEX e Alianza Lima-PER (quatro vezes cada um).
  • Dentre os times tradicionais e ex-campeões da América do Sul, Ceni jamais enfrentou: Boca Jrs-ARG, Peñarol-URU, Olímpia-PAR, Independiente-ARG e Colo Colo-CHI
  • Estádios que mais atuou: Morumbi - 44 vezes. Beira-Rio (Porto Alegre) e Hernando Siles (La Paz-BOL) - três vezes. Parque Antártica (São Paulo), Mineirão e Independência (Belo Horizonte), Jalisco (Guadalajara-MEX) e Centenário (Quilmes-ARG) - duas vezes cada.


Todos os times que Rogério Ceni enfrentou em Libertadores

Argentina
River Plate, Rosário Central, Quilmes, Estudiantes, Arsenal e San Lorenzo

Bolívia
The Strongest e Bolívar

Brasil
Palmeiras, Atlético MG, Internacional, Atlético PR, Fluminense, Grêmio, Cruzeiro e Corinthians

Chile
Audax, Cobreloa e Universidad de Chile

Colômbia
Once Caldas, Nacional e América

Equador
LDU

México
Chivas Guadalajara, Tigres, Necaxa e Monterrey

Paraguai
Sportivo Luqueño e Nacional

Peru
Alianza Lima, Cienciano e Universitário

Uruguai
Nacional, Defensor e Danúbio

Venezuela
Dep. Táchira e Caracas


Países, cidades e estádios que Rogério Ceni atuou

Argentina
Buenos Aires Monumental de Nuñez e Nuevo Gasômetro
Rosário Gigante de Arroyito
Quilmes Centenário
Sarandi  Julio Grondona

Bolívia
La Paz  Hernando Siles

Brasil
São Paulo Morumbi, Pacaembu, Parque Antártica e Arena Corinthians
Belo Horizonte Mineirão e Independência
Porto Alegre Beira-Rio e Olímpico
Rio de Janeiro Maracanã

Chile
Santiago Nacional, San Carlos de Apoquindo e Bicentenário de La Florida
Calama Municipal 

Colômbia
Mañizales Palogrande
Medellín Atanásio Girardot 
Cáli Pascual Guerrero

Equador
Quito Casablanca

México
Guadalajara Jalisco
Aguascalienstes Victória 
Monterrey Universitário e Tecnológico

Paraguai
Assunção Defensores del Chaco
Luque Feliciano Cáceres

Peru  
Lima Nacional, Monumental e Alejandro Villanueva
Cuzco Incas Garcilas de la Vega

Uruguai
Montevidéu Centenário, Parque Central e Luiz Franzini

Venezuela
Caracas Brigito Iriarte
San Cristobal Pueblo Nuevo



Os catorze gols de Rogério Ceni em Libertadores

2004 Alianza Lima-PER (2x1) 1ª fase - falta
         Táchira-VEN (3x0) quartas - falta
2005 Universidad de Chile-CHI (4x2) 1ª fase – falta
         Palmeiras (2x0) oitavas – pênalti
         Tigres-MEX (4x0) quartas – falta (2 gols)
         River Plate-ARG (2x0) semifinais – pênalti
2006 Caracas-VEN (2x0) 1ª fase – pênalti
         Palmeiras (2x1) oitavas – pênalti
         Chivas-MEX (1x0) semifinais – pênalti
2010 Once Caldas-COL (1x2) 1ª fase – falta
2013 Bolívar-BOL (5x0) Pré – pênalti
         The Strongest-BOL (1x2) 1ª fase – pênalti
         Atlético Mineiro (2x0) 1ª fase – pênalti


As disputas de pênaltis de Rogério Ceni

2004 Rosário Central-ARG (1x2 e 2x1) oitavas
Nos pênaltis 4x3 - fez um gol e defendeu dois pênaltis

2006 Estudiantes-ARG (0x1 e 1x0) quartas
Nos pênaltis 4x3 - fez um gol e defendeu um pênalti

2010 Universitário-PER (0x0 e 0x0) oitavas
Nos pênaltis 3x1 - perdeu um pênalti e defendeu dois

2015 Cruzeiro (1x0 e 0x1) oitavas
Nos pênaltis 3x4 – fez um gol e defendeu dois pênaltis





Nenhum comentário:

Postar um comentário