Páginas

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Semifinalistas da Libertadores 2015


River Plate-ARG – Contra o tabu do ano terminado em 6

Após seis anos de ausência, um dos maiores freqüentadores da competição está de volta, e de cara já se garantiu entre os quatro melhores pela 15ª vez. Campeão em 1986 e 1996, o clube de Buenos Aires havia sido vice duas vezes antes do bicampeonato (1966 e 1976), curiosamente também em anos terminados em seis.
E é sobre esse tabu incomodo que o Millonario luta para acabar. Nas outras onze edições em anos terminados diferentes o time argentino não conseguiu avançar à final: a última tentativa foi em 2005 quando sucumbiu diante do futuro campeão São Paulo. Na edição seguinte chegou apenas nas quartas de final e com isso a escrita de ser finalista em anos terminados em seis acabou interrompida.

10 jogos 3 vitórias, 5 empates e 2 derrotas
mandante 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota
visitante 1 vitória, 3 empates e 1 derrota


Guarani-PAR – Semifinalista depois de quase 50 anos

Com a classificação do Santa Fé-COL entre os semifinalistas em 2013 após 52 anos sem retornar a essa fase, o maior intervalo entre uma semifinal e outra passou a ser do Guarani, que esteve pela única vez nessa fase em 1966. Na época as semifinais eram dois grupos onde os campeões decidiam o título. Em semifinais no sistema que conhecemos hoje (mata-mata) essa será a primeira vez dos paraguaios.
Com o feito o Guarani coloca o futebol do Paraguai pela quarta vez nos últimos cinco anos e a terceira seguida entre os quatro melhores: Cerro Porteño em 2011, Olímpia em 2013 e o Nacional ano passado, sendo que os dois últimos alcançaram a final.

10 jogos 5 vitórias, 4 empates e 1 derrota
mandante 4 vitórias e 1 empate
visitante 1 vitória, 3 empates e 1 derrota


Tigres-MEX – Quarto clube mexicano semifinalista

Após desbancar o River na fase de grupos, o Tigres passou por dois adversários “mais tranqüilos” para chegar as semifinais: Universitário de Sucre-BOL nas oitavas e Emelec-EQU nas quartas. O teste de fogo vem agora diante do Internacional.
Com a classificação do Tigres o futebol mexicano terá um quarto representante diferente entre os semifinalistas depois de América, Cruz Azul e Chivas. O primeiro por três vezes (2000, 2002 e 2008), o segundo apenas em 2001 quando alcançou a decisão enquanto que o Chivas chegou lá por três vezes (2005, 2006 e 2010), sendo duas consecutivas e na última decidiu o título com o mesmo Internacional, adversário do Tigres.

10 jogos 6 vitórias, 3 empates e 1 derrota
mandante 3 vitórias e 2 empates
visitante 3 vitórias, 1 empate e 1 derrota



Internacional – Terceira semifinal em dez anos

Treze anos de ausência (1993-2006) separaram a pior e a melhor campanha do Inter em Libertadores. Após ser lanterna de seu grupo sem nenhuma vitória em 1993, a metade vermelha de Porto Alegre desbancou o tricampeão mundial São Paulo e com apenas um revés em catorze jogos chegou ao seu primeiro título. Quatro anos depois veio o bicampeonato e agora em 2015 os gaúchos estarão de novo em uma semifnal de Libertadores, a terceira em dez anos. Nesse período apenas o Boca Jrs também esteve por mais de uma vez. Resta saber se como das outras duas vezes a campanha desse ano terminará em título.

10 jogos 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas
mandante 5 vitórias
visitante 1 vitória, 2 empates e 2 derrotas



Nenhum comentário:

Postar um comentário