Páginas

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Resumo da Copa América 2015

Confira a seguir um resumo com alguns números e curiosidades da Copa América 2015:


26 jogos
64 gols marcados
Média de 2,46 por jogo

Artilheiros
Eduardo Vargas-CHI e Paolo Guerrero-PER, 4 gols

Assistências
Jorge Valdivia-CHI e Messi-ARG, 3 assistências

Melhor jogador jovem
Jeison Murillo-COL

Melhor goleiro
Cláudio Bravo-CHI

Fair Play
Peru

Mais vezes o melhor em campo
Arturo Vidal-CHI, Messi-ARG e Paolo Guerrero-PER, 3 vezes


Classificação final

Campeão Chile
Vice campeão Argentina
3° colocado Peru
4° colocado Paraguai

5° Brasil, 6° Colômbia, 7° Uruguai, 8° Bolívia, 9° Venezuela, 10° Equador, 11° México e 12° Jamaica


Seleção da Copa América

Goleiro
Cláudio Bravo-CHI

Defendores
Nicolas Otamenti-ARG
Gary Medel-CHI
Jeison Murillo-COL

Meio-campistas
Javier Mascherano-ARG
Arturo Vidal-CHI
Marcelo Díaz-CHI
Christian Cueva-PER

Atacantes
Lionel Messi-ARG
Paolo Guerrero-PER
Eduardo Vargas-CHI


um resumo dos doze participantes da edição 2015


  • Pela primeira vez o Chile conquista uma edição de Copa América, sendo a oitava do continente a alcançar tal feito. Agora apenas Equador e Venezuela seguem sem o título da competição.
  • Assim como em 2004, a Argentina volta a perder uma final nas penalidades. Desde a última conquista há 22 anos os argentinos já somam três vices (2004, 2007 e 2015).
  • Pela segunda edição seguida os peruanos chegam a uma semifinal e de novo terminam em terceiro lugar. Seu principal atacante, Paolo Guerrero, novamente torna-se artilheiro da competição.
  • Se em 2011 os paraguaios ficaram com o vice sem vencer uma partida sequer, nessa edição terminou em quarto lugar com uma vitória, a única dos últimos doze jogos.
  • Desde que a competição passou a ser disputada no formato atual o Brasil, ou cai nas quartas, ou chega à final.
  • Ao ser derrotado para a Argentina nas quartas, os colombianos voltaram a disputar uma decisão de pênaltis após vinte anos. A última vez havia sido no Uruguai em 1995 quando eliminou os paraguaios dessa forma.
  • Ao ser eliminado pelos chilenos o Uruguai encerrou uma escrita de três classificações diante dos anfitriões nos mata-matas: Paraguai em 1999, Venezuela em 2007 e Argentina em 2011.
  • A vitória sobre o Equador fez com que a Bolívia pusesse fim ao jejum de dezessete jogos sem vitórias em Copa América. O país não vencia uma partida desde a semifinal de 1997 diante do México. De lá pra cá foram oito empates e nove derrotas nos dezoito anos de jejum.
  • Depois de duas edições seguidas alcançando as quartas a Venezuela dessa vez caiu ainda na fase de grupos.
  • Assim como a Bolívia, o Equador também voltou a vencer depois de um bom tempo. A última vitória foi em 2001 sobre a Venezuela. Ao derrotar o México na terceira rodada pôs fim a uma seqüência de onze jogos sem vencer, com apenas um empate e dez derrotas. Tanto a vitória dessa edição quanto a de 2001 foram as únicas desse século. E também continua sem avançar de fase desde 1997.
  • Novamente o México termina na lanterna de seu grupo, mas ao contrário da última edição nessa conseguiu somar ao menos dois pontinhos.
  • Com três derrotas nos três jogos que disputou nessa edição, a Jamaica superou o Japão e agora possui a pior campanha entre as dezesseis seleções que um dia participaram da Copa América.



Nenhum comentário:

Postar um comentário