Páginas

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Torneios internacionais sem os doze maiores clubes do Brasil


Sport e Guarani representaram o Brasil na Libertadores de 1988.


Pela primeira vez desde que foi criada a Copa Sul-Americana não tem nesse ano a presença dos doze maiores clubes do futebol brasileiro, que somando-se a outras competições internacionais é um fato raríssimo de acontecer. Pra ser mais exato, ocorreu em apenas três oportunidades: nas Libertadores de 1986 e 1988 e na última edição da extinta Copa Conmebol em 1999.
Pensando nesse inusitado tema que passou desapercebido a muita gente, o blog lista agora quais as pouquíssimas edições sem a presença dos doze maiores times brasileiros e o porquê deles terem ficado de fora, só lembrando que pra quem não é do Brasil esse grupo é composto pelos seguintes clubes: São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Santos (São Paulo); Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense (Rio de Janeiro); Atlético e Cruzeiro (Minas Gerais) e Internacional e Grêmio (Rio Grande do Sul).


1986 Libertadores
Coritiba e Bangu

Ambos decidiram o Brasileirão do ano anterior com vitória do time paranaense nos pênaltis.


1988 Libertadores
Sport e Guarani

Num campeonato nacional organizado pelos clubes chamada de Copa União, o Flamengo acabou campeão e o Internacional vice. Só que no meio da competição a CBF propôs que os dois finalistas enfrentassem Sport e Guarani, respectivamente campeão e vice do grupo mais fraco. Com a recusa de Flamengo e Inter, a CBF indicou tanto o time pernambucano quanto o paulista para a Libertadores do ano seguinte.


1999 Copa Conmebol
CSA-AL, São Raimundo-AM, Paraná Clube e Vila Nova-GO

Na última edição do torneio, já esvaziado pelas principais equipes sul-americanas, a CBF distribuiu as quatro vagas brasileiras aos campeões das copas regionais (Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul). Mesmo assim houve a recusa de alguns clubes a disputar o torneio: apenas o São Raimundo era campeão regional. Os outros preencheram as vagas dos desistentes, como foi o caso do CSA, quarto colocado da Copa Nordeste e que terminou vice-campeão.


2015 Sul-Americana
Atlético Paranaense, Sport, Brasília, Chapecoense, Ponte Preta, Bahia, Joinville e Goiás.

Desde 2013 só participam da Copa Sul-Americana os melhores classificados no Campeonato Brasileiro que não atingirem as oitavas de final da Copa do Brasil além de dois campeões das copas regionais (Copa do Nordeste e Copa Verde).







Nenhum comentário:

Postar um comentário