Páginas

domingo, 25 de outubro de 2015

Cem anos do clássico San Lorenzo x Huracán



Completou ontem dia 24 de outubro exatos cem anos do clássico entre San Lorenzo x Huracán, conhecido como o "maior clássico de bairro do mundo". E o blog traz para você um pouco dessa rivalidade, desconhecida até para nós mesmos brasileiros:


fundados no mesmo ano e na mesma região

Curiosamente os dois rivais foram fundados no ano de 1908 e em ambos no dia primeiro do respectivo mês: o Club Atlético San Lorenzo de Almagro em abril e o Club Atlético Huracán em novembro. Provenientes da empobrecida Zona Sul de Buenos Aires, os dois têm suas origens no bairro portenho de Nueva Pompeia. O Huracán hoje possui seu estádio localizado em Parque de los Patricios enquanto que o campo do San Lorenzo era nesse bairro até que em 2007 houve uma mudança dos limites das "comunas" e desde então passou a fazer parte do bairro de Flores, embora o reduto sanlorencista seja em Boedo, todos bairros próximos, daí a rivalidade.


o primeiro clássico

Foi no dia 24 de outubro de 1915 - sete anos depois da fundação de ambos - que houve o primeiro confronto entre as duas equipes, que terminou com vitória do San Lorenzo por 3 a 1 no estádio do Ferro Carril Oeste. Marcaram para o time de Boedo Mariano Perazzo (duas vezes) e Francisco Xarau com José Laguna descontando para o Huracán. Laguna aliás, foi o primeiro presidente e representante do clube na seleção argentina, e quinze anos depois treinaria o Paraguai na Copa de 1930.


as décadas de ouro

Tanto Huracán como San Lorenzo tiveram seus melhores momentos juntos nos anos 20 e 70. Na terceira década do século passado o "time do Papa" venceu três campeonatos nacionais (1923, 1924 e 1927) e foi vice em dois (1925 e 1926). Seu rival faturou os nacionais de 1921, 1922, 1925 e 1928. Já nos anos 70 o San Lorenzo fora campeão argentino duas vezes em 1972 (Nacional e Metropolitano) e em 1974 (Nacional) enquanto que o Huracán deu a volta olímpica no intervalo dessas duas conquistas, em 1973. Ainda nessa década ambos alcançaram as semifinais da Libertadores.


anos 80: o pior para ambos

Foram os piores anos para a dupla, com o rebaixamento inédito dos dois times: San Lorenzo em 1981 (retornando no ano seguinte) e do Huracán em 1986. Mas este permaneceria por quatro anos na divisão de acesso voltando apenas em 1990. Foi a década com menos clássicos devido aos rebaixamentos.


as maiores goleadas

A favor do San Lorenzo: 5x0 em 1995 foi também a maior goleada já registrada do clássico. Jogando na casa do rival teve um 4 a 0 em 2002 e em campo neutro um 5 a 1 em 1971. Já pelos lados do Huracán a maior vitória foi um 5x1 em casa no longínquo ano de 1944, e fora um 5x2 cinco anos antes.


torcidas

Atualmente o San Lorenzo ocupa a quarta colocação entre os clubes mais populares do país, atrás de Boca, River e Independiente. Em algumas pesquisas aparece em quinto após o Racing. Já o Huracán é bastante popular somente na capital e diferente de seu rival não tem torcida espalhada por todo o país.


jogadores que atuaram pelos dois times

Um total de 39 jogadores vestiram a camisa dos dois rivais. O mais importante deles, Luis Monti é o único a jogar duas finais de Copa do Mundo por duas seleções diferentes: vice com a Argentina em 1930 e campeão com a Itália quatro anos depois. Junto com seu irmão Enrique são os dois únicos campeões pelos dois rivais. Tivemos também Héctor Vieira, tido como maior ídolo da história do San Lorenzo.
Quatro técnicos passaram pelos dois times: Guillermo Stábile, Oswaldo Zubeldia, Delém e Alfio Basile. Já entre os jogadores conhecidos dos brasileiros podemos destacar Buttice, goleiro com passagem pelo Corinthians na época da fila e Doval, campeão carioca por Flamengo e Fluminense.


cem anos do clássico

O último confronto deu Huracán 1x0 em seu estádio no dia 12 de setembro.

Curiosamente no ano em que se comemora o centenário do clássico ambos voltam a se enfrentar após um hiato de quatro anos, já que o Globo estava na segunda divisão. O San Lorenzo venceu por 3 a 1 em casa no dia 15 de março e o troco do Huracán veio em 12 de setembro pelo placar mínimo (1x0).Além disso, pela primeira vez jogaram uma edição de Libertadores juntos, embora somente os dois dos seis argentinos participantes não tenham passado da fase de grupos. Ambos vem de títulos conquistados em 2014, o San Lorenzo com a sonhada Libertadores e o Huracán com a Copa e Supercopa Argentinas, encerrando um jejum de quarenta e um anos sem nenhum título.


os números de Huracán x San Lorenzo

É sem dúvida um dos clássicos mais desiguais da Argentina, com vantagem de 38 vitórias para o San Lorenzo, além do clube de Boedo ter em seu favor as maiores goleadas, sequencias de triunfos tanto fora como em casa e de invencibilidade. A única vantagem do Huracán diz-se a respeito de vitórias seguidas em uma mesma temporada (cinco em 1976). Veja a seguir os números do clássico:


192 jogos entre 24/10/1915 a 12/09/2015

88 vitórias do San Lorenzo
52 vitórias do Huracán
52 empates

342 gols marcados pelo San Lorenzo
245 gols marcados pelo Huracán

47 vitórias do San Lorenzo em casa
36 vitórias do San Lorenzo fora
  5 vitórias do San Lorenzo em campo neutro

25 vitórias do Huracán em casa
20 vitórias do Huracán fora
  7 vitórias do Huracán em campo neutro



títulos de San Lorenzo e Huracán

San Lorenzo conquista a tão sonhada Copa Libertadores de 2014.




Libertadores 2014
Sul-Americana 2002
Mercosul 2001
Campeonato Argentino 1923, 1924, 1927, 1933, 1936, 1946, 1959, 1968 - Metropolitano, 1972 - Nacional, 1972 - Metropolitano, 1974 - Nacional, 1995 - Clausura, 2001 - Clausura, 2007 - Clausura e 2013 - Inicial








Campeonato Argentino 1921, 1922, 1925, 1928 e 1973 - Metropolitano
Copa Argentina 2014
Supercopa Argentina 2014









Nenhum comentário:

Postar um comentário