Páginas

domingo, 29 de novembro de 2015

Especial 04 - Os cinco maiores times por década: anos 90

Em meio ao festival de torneios sul-americanos que foi a década de 90 ninguém ganhou tantos títulos quanto o São Paulo: o time paulista faturou todos os possíveis em um curto espaço de tempo. Tivemos a extinção de várias competições, como a Supercopa em 1997 e Recopa e a Interamericana um ano depois. Criada em 1992, a Copa Conembol iria para o mesmo caminho no fim da década substituída por dois torneios: as Copas Merconorte e Mercosul.
Os anos 90 ficaram marcados também pelo predomínio dos clubes brasileiros e também pela decadência do futebol uruguaio, que desde então continua na seca de títulos internacionais.


os cinco maiores times dos anos 90



Mundial Interclubes 1992 e 1993
Libertadores 1992 e 1993
Recopa 1993 e 1994
Supercopa 1993
Conmebol 1994

outras finais disputadas
vice Libertadores 1994
vice Supercopa 1997


Foi graças as conquistas do São Paulo que os clubes brasileiros começaram a olhar as competições internacionais com outros olhos. Foram oito títulos em um espaço de três anos, algo que nenhum clube conseguiu até os dias atuais. Em 1993 por exemplo ganhou tudo que disputou fora do Brasil.




Mundial Interclubes 1994

Libertadores 1994
Recopa 1997
Supercopa 1996
Interamericana 1996

outras finais disputadas 
vice Recopa 1995


De clube médio de Buenos Aires ao maior do país nos anos 90, o Vélez Sarsfield assim como o São Paulo também levantou todas as taças que disputou e entraria definitavente na galeria dos maiores clubes da América do Sul. O ápice foi em 1994 com as conquistas da Libertadores sobre o São Paulo e o Mundial diante do Milan, times esses que decidiram o próprio Mundial um ano antes.



Libertadores 1997
Recopa 1998
Supercopa 1991 e 1992

outras finais disputadas
vice Mundial 1997
vice Recopa 1992 e 1993
vice Supercopa 1996
vice Mercosul 1998


Se tivesse conquistado o Mundial fatalmente o Cruzeiro seria o segundo time da lista, e não o Velez. Com nove finais disputadas na década, só perde para o São Paulo (dez). Porém perdeu mais que ganhou, mas mesmo assim tornou-se o segundo time brasileiro mais bem colocado nos anos 90.



Libertadores 1990
Recopa 1991
Supercopa 1990

outras finais disputadas
vice Mundial 1990
vice Libertadores 1991
vice Interamericana 1991
vice Conmebol 1992


Assim como o Cruzeiro mais perdeu finais que ganhou, mas o suficiente para se tornar o primeiro e único campeão da Recopa ao vencer as duas competições que garantia vaga na decisão: Libertadores e Supercopa.





Libertadores 1991
Recopa 1992
Interamericana 1992

outras finais disputadas
vice Mundial 1991



Vários foram os times que faturaram a Libertadores e outro torneio, como o River Plate, Grêmio e Palmeiras, porém os chilenos do Colo Colo ficam em quinto devido a conquista da extinta Copa Interamericana de 1992, além do vice do Mundial um ano antes.


outros campeões da década


River Plate-ARG

Libertadores 1996
Supercopa 1997

outras finais disputadas
vice Mundial em 1996
vice Recopa em 1997 e 1998
vice Supercopa em 1991


Palmeiras

Libertadores 1999
Mercosul 1998

outras finais disputadas
vice Mundial em 1999
vice Mercosul em 1999


Grêmio

Libertadores 1995
Recopa 1996

outras finais disputadas
vice Mundial em 1995


Independiente-ARG

Recopa 1995
Supercopa 1994 e 1995

outras finais disputadas
vice da Recopa em 1996


Nacional-COL

Interamericana 1990 e 1997
Merconorte 1998

outras finais disputadas
vice Libertadores em 1995
vice da Recopa em 1990


Vasco da Gama

Libertadores 1998

outras finais disputadas
vice Mundial em 1998
vice da Interamericana em 1998


Atlético Mineiro

Conmebol 1992 e 1997

outras finais disputadas
vice Conmebol em 1995


Boca Jrs-ARG

Recopa 1990

outras finais disputadas
vice da Supercopa em 1994


Flamengo

Mercosul 1999

outras finais disputadas
vice Supercopa em 1993 e 1995


América-COL

Merconorte 1999

outras finais disputadas
vice da Libertadores em 1996


Universidad Católica-CHI

Interamericana 1994

outras finais disputadas
vice da Libertadores em 1993


Botafogo

Conmebol 1993

outras finais disputadas
vice Recopa em 1994


Rosário Central

Conmebol 1995

outras finais disputadas
vice da Conmebol em 1998


Lanús-ARG

Conmebol 1996

outras finais disputadas
vice da Conmebol de 1997


Santos 

Conmebol 1998


Talleres-ARG

Conmebol 1999


outros finalistas da década

Barcelona-EQU
vice da Libertadores em 1990 e 1998

Deportivo Cáli-COL
vice da Libertadores em 1999
vice da Merconorte em 1998

Santa Fé-COL
vice da Conmebol em 1996
vice da Merconorte em 1999

Peñarol-URU
vice da Conmebol em 1993 e 1994

Newell's Old Boys-ARG
vice da Libertadores em 1992

Sporting Cristal-PER
vice da Libertadores em 1997

Nacional-URU
vice da Supercopa em 1990

Racing-ARG
vice da Supercopa em 1992

CSA
vice da Conmebol em 1999












sábado, 28 de novembro de 2015

Fase final do Sul-Americano Feminino Sub-20 2015



Terminou ontem a fase de grupos do Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-20 que está sendo jogado na cidade brasileira de Santos. A partir de agora as quatro seleções classificadas jogarão entre si onde quem somar mais pontos será a campeã e garantirá vaga ao lado da vice para o mundial da categoria do ano que vem.
Do Grupo A avançaram Brasil e Venezuela enquanto que do Grupo B se classificaram Argentina e Colômbia. As rodadas da fase final ocorrem nos dias 29 de novembro (amanhã), 01 e 03 de dezembro e o blog traz os resultados no dia 04. Antes, veja como ficou a primeira fase com os resultados de todos os jogos e a classificação dos grupos:


Grupo A
Brasil, Paraguai, Peru, Chile e Venezuela

Grupo B
Argentina, Uruguai, Equador, Colômbia e Bolívia


jogos da primeira fase

18/11 quarta-feira
Uruguai 3x2 Equador
Argentina 3x1 Bolívia

19/11 quinta-feira
Paraguai 3x2 Peru
Brasil 2x1 Venezuela

20/11 sexta-feira
Bolívia 1x1 Uruguai
Equador 0x0 Colômbia

21/11 sábado
Venezuela 4x1 Paraguai
Peru 1x2 Chile

22/11 domingo
Colômbia 2x0 Bolívia
Uruguai 1x3 Argentina

23/11 segunda-feira
Chile 0x1 Venezuela
Paraguai 2x2 Brasil

24/11 terça-feira
Bolívia 0x2 Equador
Argentina 2x1 Colômbia

25/11 quarta-feira
Venezuela 3x1 Peru
Brasil 1x0 Chile

26/11 quinta-feira
Colômbia 4x0 Uruguai
Equador 4x1 Argentina

27/11 sexta-feira
Chile 4x2 Paraguai
Brasil 4x0 Peru


classificação da primeira fase

Grupo A
Brasil 10, Venezuela 9, Chile 6, Paraguai 4 e Peru 0

Grupo B
Argentina 9, Colômbia e Equador 7, Uruguai 4 e Bolívia 1


fase final

29/11 domingo
Argentina x Venezuela
Brasil x Colômbia

01/12 terça-feira
Argentina x Colômbia
Brasil x Venezuela

03/12 quinta-feira
Venezuela x Colômbia
Brasil x Argentina



sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Santa Fé-COL x Huracán-ARG na final da Copa Sul-Americana 2015



Argentinos e colombianos decidirão pela segunda edição seguida (e a terceira no geral) a Copa Sul-Americana. Se no ano passado os dois países foram representados pelos multicampeões River Plate e Nacional, dessa vez a final reunirá equipes com bem menos tradição em torneios internacionais: Huracán e Santa Fé.
Ambos precisavam de apenas um empate para avançarem à decisão, e foi o que conseguiram: o Santa Fé, que jogava por um zero a zero segurou os paraguaios do Sportivo Luqueño enquanto que no duelo argentino o Huracán, que havia vencido fora de casa e poderia empatar por qualquer placar, abriu 2x0 ainda na primeira etapa mas acabou cedendo o empate e por pouco não levou a virada do River. Apesar do susto, acabou avançando.
Essa será a terceira final internacional do Santa Fé que luta pelo primeiro título após perder as decisões das extintas Copa Conmebol de 1996 e Merconorte de 1999. Já o Huracán, que não disputava as competições sul-americanas desde os anos 90 chega a sua primeira final fora de seu país. As duas equipes estiveram na Copa Libertadores desse ano com o Huracán caindo ainda na fase de grupos e o Santa Fé chegando nas quartas. Dois anos atrás inclusive os colombianos alcançaram as semifinais.
Os jogos das finais estão marcados para os dias 2 e 9 de dezembro; a ida em Buenos Aires e a volta em Bogotá, na Colômbia.


jogos de volta das semifinais

25/11 quarta-feira
Santa Fé-COL 0x0 Sportivo Luqueño-PAR

26/11 quinta-feira
Huracán-ARG 2x2 River Plate-ARG


finais da Copa Sul-Americana 2015

02/12 quarta-feria
Huracán x Santa Fé

09/12 quarta-feira
Santa Fé x Huracán




O Huracán em competições internacionais






1974 Libertadores semifinal
1993 Conmebol primeira fase
1994 Conmebol primeira fase
2015 Libertadores primeira fase






O Santa Fé em competições internacionais



1961 Libertadores semifinal
1967 Libertadores primeira fase
1972 Libertadores primeira fase
1976 Libertadores primeira fase
1980 Libertadores primeira fase
1996 Conmebol vice-campeão
1999 Merconorte vice-campeão
2006 Libertadores oitavas
2010 Sul-Americana oitavas
2011 Sul-Americana quartas
2013 Libertadores semifinal
2014 Libertadores primeira fase
2015 Sul-Americana quartas






quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Finais da Copa do Brasil

A partir de hoje Palmeiras e Santos decidirão a edição de número 27 da Copa do Brasil, torneio que dá ao campeão uma vaga na Copa Libertadores do ano seguinte. Pela terceira vez dois times do mesmo Estado chegam à final depois de cariocas em 2006 e mineiros no ano passado. Na decisão entre paulistas o Palmeiras chega pela quarta vez e tenta o terceiro título enquanto que o Santos luta pelo bi na sua segunda decisão.
E o blog traz pra você um resumo das finais da Copa do Brasil desde a sua criação em 1989:


os campeões

4 Grêmio-RS (1989, 1994, 1997 e 2001)
   Cruzeiro-MG (1993, 1996, 2000 e 2003)
3 Corinthians-SP (1995, 2002 e 2007)
   Flamengo-RJ (1990, 2006 e 2013)
2 Palmeiras-SP (1998 e 2012)
1 Criciúma-SC (1990)
   Internacional-RS (1992)
   Juventude-RS (1999)
   Santo André-SP (2004)
   Paulista-SP (2005)
   Fluminense-RJ (2007)
   Sport-PE (2008)
   Santos-SP (2010)
   Vasco-RJ (2011)
   Atlético-MG (2014)


maiores finalistas (já contando com a edição atual)

7 Grêmio
6 Cruzeiro e Flamengo
5 Corinthians
4 Palmeiras


todas as finais

1989 Grêmio x Sport (0x0 e 2x1)
1990 Flamengo x Goiás (1x0 e 0x0)
1991 Criciúma x Grêmio (1x1 e 0x0)
1992 Internacional x Fluminense (1x2 e 1x0)
1993 Cruzeiro x Grêmio (0x0 e 2x1)
1994 Grêmio x Ceará (0x0 e 1x0)
1995 Corinthians x Grêmio (2x1 e 1x0)
1996 Cruzeiro x Palmeiras (1x1 e 2x1)
1997 Grêmio x Flamengo (0x0 e 2x2)
1998 Palmeiras x Cruzeiro (0x1 e 2x0)
1999 Juventude x Botafogo (2x1 e 0x0)
2000 Cruzeiro x São Paulo (0x0 e 2x1)
2001 Grêmio x Corinthians (2x2 e 3x1)
2002 Corinthians x Brasiliense (2x1 e 1x1)
2003 Cruzeiro x Flamengo (1x1 e 3x1)
2004 Santo André x Flamengo (2x2 e 2x0)
2005 Paulista x Fluminense (2x0 e 0x0)
2006 Flamengo x Vasco (2x0 e 1x0)
2007 Fluminense x Figueirense (1x1 e 1x0)
2008 Sport x Corinthians (1x3 e 2x0)
2009 Corinthians x Internacional (2x0 e 2x2)
2010 Santos x Vitória (2x0 e 1x2)
2011 Vasco x Coritiba (1x0 e 2x3)
2012 Palmeiras x Coritiba (2x0 e 1x1)
2013 Flamengo x Atlético PR (1x1 e 2x0)
2014 Atlético MG x Cruzeiro (2x0 e 1x0)


finais entre clubes do mesmo estado 
2006 Flamengo x Vasco, 2014 Atlético x Cruzeiro e 2015 Palmeiras x Santos

finais que se repetiram
1995 e 2001 - Corinthians x Grêmio; 1996 e 1998 - Palmeiras x Cruzeiro

campeões com duas vitórias
1995 Corinthians, 2006 Flamengo e 2014 Atlético


campeões com uma vitória e um empate

vitória em casa e empate fora
1990 Flamengo, 1999 Juventude, 2002 Corinthians, 2005 Paulista, 2009 Corinthians e 2012 Palmeiras

empate fora e vitória em casa
1989 Grêmio, 1993 Cruzeiro, 1994 Grêmio, 2000 Cruzeiro, 2003 Cruzeiro e 2013 Flamengo

empate em casa e vitória fora
1996 Cruzeiro, 2001 Grêmio, 2004 Santo André e 2007 Fluminense


campeões no saldo de gols

vitória em casa e derrota fora
2010 Santos

derrota em casa e vitória fora
1998 Palmeiras


campeões no critério do gol marcado fora de casa

derrota fora e vitória em casa
1992 Internacional e 2008 Sport

vitória em casa e derrota fora
2011 Vasco

empate fora e depois em casa
1991 Criciúma

empate em casa e depois fora
1997 Grêmio


Não tivemos nenhum time campeão que ganhou fora e empatou em casa e que perdeu em casa e ganhou fora. E o mais incrível é que até hoje nenhum campeão foi conhecido através das penalidades.








terça-feira, 24 de novembro de 2015

Semifinais da Copa Sul-Americana 2015

Depois de uma pausa de três semanas devido as eliminatórias para a Copa do Mundo, teremos entre amanhã e quinta as partidas de ida das semifinais da Copa Sul-Americana 2015. De uma lado, River e Huracán se enfrentam pra ver qual dos dois representará o futebol argentino pela quarta decisão seguida. O Millonário defende o título e seu adversário luta pela possibilidade de conquistar o primeiro título internacional.
Na outra semifinal Santa Fé x Sportivo Luqueño brigam pela inédita vaga na final. O futebol colombiano já esteve em duas decisões e ambas perdidas pelo Nacional, inclusive a do ano passado frente ao River, enquanto que os paraguaios chegaram a apenas três semifinais contando com a edição atual.
Tabus que poderão ser quebrados a partir de amanhã:


jogos de ida das semifinais

25/11 quarta-feira
Santa Fé-COL x Sportivo Luqueño-PAR

26/11 quinta-feira
Huracán-ARG x River Plate-ARG


Tanto Santa Fé quanto Huracán jogam por um empate para decidirem o título, isto é, basta não sofrerem gol.




Na história da Copa Sul-Americana o River já enfrentou clubes argentinos em dez oportunidades, classificando-se em cinco delas e sendo eliminado nas outras cinco. O Huracán, estreante na competição enfrentou clubes argentinos ainda na fase nacional, quando eliminou o Tigre com duas vitórias.


River Plate x clubes argentinos 

2002 Racing 0x1 e 0x0 (oitavas)
2003 Independiente 4x1 e 4x0 (oitavas)
2004 Arsenal 1x2 e 0x0 (oitavas)
2007 Arsenal 0x0 e 0x0 (semifinais)
2009 Lanús 1x2 e 0x1 (primeira fase)
2013 San Lorenzo 1x0 e 0x0 (segunda fase)
         Lanús 0x0 e 1x3 (quartas)
2014 Godoy Cruz 1x0 e 2x0 (segunda fase)
         Estudiantes 2x1 e 3x2 (quartas)
         Boca Jrs 0x0 e 1x0 (semifinal)

Huracán x clubes argentinos

2015 Tigre 5x2 e 1x0 (segunda fase)



confrontos entre clubes paraguaios e colombianos

Até agora foram sete os confrontos entre clubes paraguaios e colombianos em Copa Sul-Americana, e a vantagem apertada é dos times do Paraguai: 4 a 3. Dos semifinalistas que representam os dois países apenas o Sportivo Luqueño já enfrentou colombianos, e foi nessa edição quando eliminou o Tolima nas oitavas de final no único confronto sem ser da segunda fase.

2011 Libertad x La Equidad 1x0 e 1x0 (segunda fase)
2012 Guaraní x Millonarios 2x4 e 1x1 (segunda fase)
2013 Guaraní x Nacional 0x2 e 0x0 (segunda fase)
         Libertad x Águilas Doradas 2x0 e 0x1 (segunda fase)
2014 General Diaz x Nacional 0x2 e 3x1 (segunda fase)
2015 Olímpia x Águilas Doradas 1x1 e 2x1 (segunda fase)
         Sportivo Luqueño x Tolima 1x1 e 1x0 (oitavas)





domingo, 22 de novembro de 2015

Palmeiras x Santos: Primeira final nacional no ano do centenário do clássico



No mês de outubro celebramos o centenário do clássico que reúne os dois maiores vencedores de competições nacionais do Brasil: trata-se de Palmeiras x Santos, que se enfrentaram pela primeira vez em 03 de outubro de 1915 com vitória santista por 7 a 0, sendo essa coincidentemente a maior derrota da história palmeirense. Desde então se enfrentaram mais 309 vezes com certa vantagem do time alviverde (131 a 99), mas nenhum desses confrontos valendo título nacional. Mas...
Quis o destino que os maiores ganhadores de torneios nacionais quebrariam a escrita justo no ano em que o clássico completa cem anos ao se classificarem para a final da Copa do Brasil. A decisão será jogada entre os dias 25 de novembro e 02 de dezembro e o campeão garante vaga na Copa Libertadores do ano que vem. As duas equipes já haviam decidido o Campeonato Paulista no primeiro semestre depois de 55 anos com vitória santista, que aliás venceu todos os quatro últimos mata-matas.
O confronto recebeu o nome de "Clássico da Saudade", devido ao fato de que entre o final da década de 50 e o começo dos anos 70 Palmeiras e Santos foram os protagonistas do período mais áureo do futebol brasileiro. Com verdadeiras seleções em seus plantéis, juntos os dois clubes dividiram entre si doze estaduais seguidos entre 1958 a 1969, sem contar as sete das dez edições realizadas da antiga Taça Brasil e três dos quatro Torneio Roberto Gomes Pedrosa. Os santistas se deram ainda melhor ao serem bicampeões da Libertadores e do Mundial Interclubes nos anos de 1962/1963.
É tanta história pra contar que traremos apenas os números, estatísticas e algumas curiosidades do clássico:


310 jogos ( de 03/10/1915 a 01/11/2015)

131 vitórias do Palmeiras
 99 vitórias do Santos
 80 empates

992 gols marcados
538 gols do Palmeiras
454 gols do Santos


jogos por campeonatos

183 Campeonato Paulista
 65 Campeonato Brasileiro
 38 Amistosos
 22 Torneio Rio-São Paulo
 02 Copa do Brasil


jogos por estádios

103 Vila Belmiro
 78 Pacaembu
 67 Parque Antártica/Allianz Parque
 49 Morumbi
 13 Outros estádios


jogos com mais gols
Santos 7x6 Palmeiras em 06/03/1958 no Pacaembu pelo Rio-São Paulo

empate com mais gols
Palmeiras 4x4 Santos em 13/04/1955 no Pacaembu pelo Rio-São Paulo


números a favor do Palmeiras

maior goleada 8x0 em 11/12/1932
maior artilheiro Heitor Marcelino (13 gols)
maior série invicta 15 jogos (14 vitórias e um empate) entre 08/07/1917 a 06/06/1926
maior sequencia de vitórias 9 entre 22/05/1921 a 06/06/1926
títulos sobre o rival Campeonato Paulista de 1959

números a favor do Santos

maior goleada 7x0 em 03/10/1915
maior artilheiro Pelé (32 gols)
maior série invicta 10 jogos (3 vitórias e 7 empates) entre 20/09/1987 a 02/05/1991
maior sequencia de vitórias 5 entre 26/10/1957 a 16/11/1958
títulos sobre o rival Campeonato Paulista 2015


decisões de títulos - Palmeiras 1x1 Santos

1959 Palmeiras vence o Santos na final do Campeonato Paulista
2015 Santos vence o Palmeiras na final do Campeonato Paulista


mata-matas entre os dois - Santos 6x2 Palmeiras

1964 Santos elimina o Palmeiras nas semifinais da Taça Brasil
1965 Santos elimina o Palmeiras nas semifinais da Taça Brasil
1997 Santos elimina o Palmeiras nas semifinais do Rio-São Paulo
1998 Palmeiras elimina o Santos nas semifinais da Copa do Brasil
1999 Palmeiras elimina o Santos nas semifinais do Paulistão
2000 Santos elimina o Palmeiras nas semifinais do Paulistão
2009 Santos elimina o Palmeiras nas semifinais do Paulistão
2013 Santos elimina o Palmeiras nas quartas de final do Paulistão


títulos nacionais do Palmeiras

Campeonato Brasileiro 1972, 1973, 1993 e 1994
Taça Brasil 1960 e 1967
Roberto Gomes Pedrosa 1967 e 1969
Copa do Brasil 1998 e 2012
Copa dos Campeões 2000


títulos nacionais do Santos

Campeonato Brasileiro 2002 e 2004
Taça Brasil 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965
Roberto Gomes Pedrosa 1968
Copa do Brasil 2010


algumas curiosidades


  • Em relação a campeonatos, o Palmeiras tem vantagem sobre o Santos no Paulistão (89 vitórias contra 53) e amistosos (16 contra 11). Já a vantagem do Santos é em Campeonatos Brasileiros (24 a 18) e no extinto Torneio Rio-São Paulo (11 contra 8). Na Copa do Brasil os dois únicos confrontos até aqui terminaram empatados.
  • Já entre estádios, o Palmeiras tem vantagem em seu estádio com 37 vitórias contra 12 dos santistas e no Morumbi (18 a 12). O Santos mais venceu que perdeu na Vila Belmiro (43 a 42) e no Pacaembu, onde a vantagem também é apertada (29 a 25). O curioso é que até o ano passado os santistas tinham mais derrotas que vitórias para o Palmeiras jogando em casa.
  • Treze jogos foram realizados em outros estádios: Chácara da Floresta (4 jogos), Antártica Paulista (dois jogos), Ponte Grande, Velódromo e Avenida Conselheiro Nébias (uma vez cada) completam a lista dos jogos em estádios extintos. Dos atuais temos o Prudentão em Presidente Prudente (dois jogos), Parque São Jorge e Bruno Daniel em Santo André com um jogo cada.
  • O maior público do clássico foi registrado no Morumbi no dia no dia 15/10/1978: Palmeiras 2x1 Santos pelo Campeonato Paulista foi assistido por 127.723 torcedores.
  • O Palmeiras detém as maiores goleadas como visitante: 6x0 em 1996, 5x0 em 1940 e em 1976 e 4x0 em 2004. A maior do Santos no Parque Antártica foi um 4x1 em 1967.
  • Apenas duas finais registradas entre os dois, com uma vitória pra cada lado e ambas válidas pelo Paulistão: em 1959 deu Palmeiras e nesse ano o título ficou com o Santos.
  • Em 1927 as duas equipes tinham chances de serem campeões paulista e se enfrentaram sem ser uma final, terminando com o Palmeiras campeão e o Santos vice. Por três vezes apenas um dos dois tinha chance de ser campeão e faturou o título sobre o outro: em 1960 e 1968 deu Santos e em 1996 deu Palmeiras. 
  • Excetuando-se as finais, sete dos oito mata-matas envolvendo os dois times foram válidos por semifinal: três pelo Paulistão, dois pela antiga Taça Brasil, um pelo Rio-São Paulo e pela Copa Do Brasil.
  • Apesar de serem os grandes campeões nacionais, é o único clássico paulista que até agora nunca foi jogado por uma competição internacional.
  • E por fim, em apenas dois dos cem anos o clássico não foi jogado: em 1918 quando o então Palestra Itália abandonou o Campeonato Paulista rodadas antes de enfrentar o Santos e em 2003 pelo fato do Palmeiras estar na Série B do Campeonato Brasileiro, já que pelo Paulistão ambos caíram em grupos diferentes e o time santista não se classificou aos mata-matas onde poderia enfrentar o Palmeiras.








sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Sul-Americano Sub-15 2015



Começa amanhã mais um Campeonato Sul-Americano Sub-15. A edição de número sete será disputada na Colômbia e terá como sede as cidades de Valledupar e Monteria e irá até o dia 06 de dezembro.
As dez seleções sul-americanas estarão divididas em dois grupos de cinco sendo que as duas melhores avançam para as semifinais, onde o primeiro de um grupo enfrenta o segundo do outro, com os vencedores decidindo o título.
O Brasil é a seleção mais vitoriosa com três conquistas, seguido do Paraguai com duas e Peru, este com apenas um título e o atual campeão. Colômbia (três vices), Argentina e Uruguai completam os finalistas.


Grupo A - Valledupar
Colômbia, Argentina, Paraguai, Equador e Venezuela

Grupo B - Monteria
Brasil, Chile, Uruguai, Bolívia e Peru


jogos da primeira fase

21/11 sábado
Paraguai x Equador
Colômbia x Argentina

22/11 domingo
Uruguai x Peru
Chile x Brasil

23/11 segunda-feira
Argentina x Venezuela
Colômbia x Paraguai

24/11 terça-feira
Peru x Bolívia
Uruguai x Chile

25/11 quarta-feira
Equador x Venezuela
Paraguai x Argentina

26/11 quinta-feira
Brasil x Peru
Uruguai x Bolívia

27/11 sexta-feira
Argentina x equador
Colômbia x Venezuela

28/11 sábado
Brasil x Bolívia
Peru x Chile

29/11 domingo
Venezuela x Paraguai
Colômbia x Equador

30/11 segunda-feira
Chile x Bolívia
Uruguai x Brasil


semifinais

03/12 quinta-feira
1° do A x 2° do B
1° do B x 2° do A


disputa terceiro lugar

06/06 domingo
Perdedor Jogo 01 x Perdedor Jogo 02


final

06/06 domingo
Vencedor Jogo 01 x Vencedor Jogo 02


todos os campeões

3 Brasil (2005, 2007 e 2011)
2 Paraguai (2004 e 2009)
1 Peru (2013)


O blog trará os resultados ao final de cada fase, nos dias 01, 04 e 07 de dezembro.





quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Resultados da 4ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2018



Ontem tivemos os cinco jogos da quarta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, e com os resultados ocorreram algumas mudanças na classificação geral. Somente Equador e Venezuela permaneceram nas mesmas posições em relação a terceira rodada: um líder e o outro lanterna.
Confira os resultados e a classificação após quatro rodadas, lembrando que as eliminatórias voltam apenas no mês de março do ano que vem:


jogos da 4ª rodada

17/11 terça-feira
Colômbia 0x1 Argentina
Venezuela 1x3 Equador
Paraguai 2x1 Bolívia
Uruguai 3x0 Chile
Brasil 3x0 Peru


classificação após quatro rodadas

Equador 12, Uruguai 9, Brasil, Paraguai e Chile 7, Argentina 5, Colômbia 4, Bolívia e Peru 3, Venezuela 0




terça-feira, 17 de novembro de 2015

Sul-Americano Feminino Sub-20 2015



Começa amanhã a sétima edição do Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-20. O torneio, que será disputado no Brasil dará duas vagas para o Mundial Feminino Sub-20 a ser realizado no ano que vem na Papua Nova Guiné.
Apenas a cidade de Santos sediará o torneio com três estádios: Urbano Caldeira (Vila Belmiro) de propriedade do Santos, Ulrico Mursa, da Portuguesa Santista e o estádio Espanha, do Jabaquara. As dez seleções participantes estão divididas em dois grupos de cinco, classificando-se para a fase final as duas melhores seleções de cada grupo. Na fase final as quatro seleções se enfrentam em turno único onde quem somar mais pontos será a campeã e se classificará para o mundial junto com o vice. O Brasil é o grande favorito a conquistar o título, já que até aqui venceu todas as seis edições disputadas. Argentina (três vezes), Paraguai (duas) e Colômbia completam o time dos vice.
Veja abaixo a tabela completa do Sul-Americano Feminino Sub-20 2015:


Grupo A
Brasil, Paraguai, Peru, Chile e Venezuela

Grupo B
Argentina, Uruguai, Equador, Colômbia e Bolívia


jogos da primeira fase

18/11 quarta-feira
Uruguai x Equador
Argentina x Bolívia

19/11 quinta-feira
Paraguai x Peru
Brasil x Venezuela

20/11 sexta-feira
Bolívia x Uruguai
Equador x Colômbia

21/11 sábado
Venezuela x Paraguai
Peru x Chile

22/11 domingo
Colômbia x Bolívia
Uruguai x Argentina

23/11 segunda-feira
Chile x Venezuela
Paraguai x Brasil

24/11 terça-feira
Bolívia x Equador
Argentina x Colômbia

25/11 quarta-feira
Venezuela x Peru
Brasil x Chile

26/11 quinta-feira
Colômbia x Uruguai
Equador x Argentina

27/11 sexta-feira
Chile x Paraguai
Brasil x Peru


fase final

29/11 domingo
1° do B x 2° do A
1° do A x 2° do B

01/12 terça-feira
1° do B x 2° do B
1° do A x 2° do A

03/12 quinta-feira
2° do A x 2° do B
1° do A x 1° do B


O blog trará os resultados ao final de cada fase, com postagens nos dias 28/11 e 04/12.






domingo, 15 de novembro de 2015

Libertadores 2016: Veja quem já se garantiu ou tá quase lá

Aproveitando que todos os campeonatos nacionais da América do Sul deram uma parada devido as eliminatórias para a Copa do Mundo, o blog posta pra você todos os times que já se garantiram na Copa Libertadores 2016 e também os que estão quase lá:



Argentina - 6 vagas, 5 definidas

River Plate campeão da Copa Libertadores
Boca Jrs campeão argentino e da Copa Argentina
San Lorenzo vice campeão argentino
Rosário Central vice campeão da Copa Argentina
Huracán melhor argentino na Copa Sul-Americana

Quase lá
Racing, Independiente, Belgrano e Estudiantes (participantes da Liguilla Pré-Libertadores)

A sexta e última vaga será definida em um torneio curto (Liguilla Pré-Libertadores) com a participação dos quatro melhores times do Campeonato Argentino abaixo dos já classificados: Racing, Independiente, Belgrano e Estudiantes. O vencedor fará companhia ao Huracán na fase Pré-Libertadores.


Bolívia - 3 vagas, todas definidas

Bolívar campeão do Apertura 2014 e do Clausura 2015
The Strongest melhor colocado somando os torneios Apertura e Clausura
Oriente Petrolero segundo melhor somando os torneios Apertura e Clausura

Na Bolívia se classificam os campeões dos torneios Apertura e Clausura mais o time com a melhor pontuação da classificação geral. Como o Bolívar venceu os dois torneios abriu-se mais uma vaga, que ficou com o segundo melhor time somando Apertura e Clausura, no caso o Oriente Petrolero.


Brasil - 5 vagas, 2 definidas

Corinthians campeão ou vice do Campeonato Brasileiro
Atlético Mineiro campeão, vice ou terceiro do Campeonato Brasileiro

Quase lá
Palmeiras ou Santos (um dos dois que vencer a Copa do Brasil)
Grêmio (provável terceiro colocado do Brasileirão)

Corinthians e Atlético Mineiro retornarão novamente juntos á Copa Libertadores. O primeiro como provável campeão brasileiro enquanto que os mineiros como vice ou terceiro colocado, posição essa que é ocupada pelo Grêmio e que também deverá se classificar. A briga pela quarta vaga do Brasileirão envolve outros sete times: Santos, São Paulo, Internacional, Sport, Ponte Preta, Palmeiras e Cruzeiro. Já pela Copa do Brasil o classificado sairá do vencedor da final entre Palmeiras e Santos. Caso um desses dois times que faturar a Copa do Brasil termine entre os quatro, abre-se uma vaga para o quinto colocado do Brasileirão.


Chile - 3 vagas, 1 definida

Cobresal campeão do Clausura 2015

O time do Cobresal já está na Copa Libertadores 2016 como vencedor do Clausura, que foi disputado no primeiro semestre. As outras duas vagas ficarão com o campeão do Apertura e também da Copa Chile (atualmente ambos em disputa). Faltando três rodadas para o fim, a liderança do Apertura pertence ao Colo Colo, que briga pelo título contra Universidad Catolica e Universidad de Concepción. Já a Copa Chile se encontra na fase semifinal com Universidad de Chile, Unión Española, além dos já citados Colo Colo e Universidad Concepción. Portanto, os dois classificados estarão entre esses cinco times.


Colômbia - 3 vagas, 1 definida

Deportivo Cali campeão do Apertura 2015

O único colombiano garantido até aqui é o Deportivo Cali, como campeão do Apertura. Atualmente estão disputam o Finalización, que está na última rodada da fase classificatória e que entrará na fase de quartas de final. Além do campeão, o time que tiver somado mais pontos juntando os dois torneios (Apertura e Finalización) também estará na Libertadores. Portanto, definição mesmo só no final de dezembro...


Equador - 3 vagas, 1 definida

LDU campeão ou vice do Campeonato Equatoriano

Quase lá
Emelec e Independiente del Valle (segundo e terceiro na classificação geral)


No Equador se classificam os três primeiros colocados do campeonato nacional. Como já está na final por ser o vencedor da primeira etapa, a LDU vai lutar pelo bi da Libertadores no ano que vem. As outras duas vagas ficarão com o campeão da segunda etapa e o time não-finalista que somar mais pontos na classificação geral. No momento a liderança da segunda etapa também está nas mãos da LDU com 32 pontos, um a mais que Emelec e Universidad Católica e faltando cinco rodadas para o fim. Analisando a classificação da segunda etapa e geral, é bem provável que as outras duas vagas do país ficarão com Emelec e Independiente del Valle.


Paraguai - 3 vagas, 1 definida

Cerro Porteño campeão do Apertura 2015

Quase lá
Olímpia (líder do Clausura) e Guaraní (segundo na classificação geral)

As outras duas equipes que farão companhia ao Cerro Porteño são: o campeão do Clausura 2015 e o time que somar mais pontos juntando os dois torneios. No momento a liderança do Clausura pertence ao Olímpia, com quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado Libertad a três rodadas do fim. Ambos só se classificarão dessa maneira, isto é, sendo campeão já que somando Apertura e Clausura quem vai se garantindo é o Guaraní.


Peru - 3 vagas, nenhum definido

Quase lá
Sporting Cristal e Universidad César Vallejo (semifinalistas do Campeonato Peruano)

É o único dos dez países sul-americanos que não tem nenhum time classificado. Garantem vaga os três primeiros colocados do Campeonato Peruano. Após duas fases classificatórias é disputada uma semifinal com os vencedores decidindo o título. Dois semifinalistas já estão definidos, o que significa que pelo menos um estará na Libertadores do ano que vem: Sporting Cristal e Univesidad César Vallejo.


Uruguai - 3 vagas, todas definidas

Nacional campeão do Campeonato Uruguaio
Peñarol vice do Campeonato Uruguaio
River Plate terceiro do Campeonato Uruguaio

Definidos os participantes desde julho, pois a temporada do futebol uruguaio começa no segundo semestre do ano anterior e termina no primeiro semestre do ano seguinte. Campeão do primeiro turno, o Nacional fez a final contra o Peñarol , que venceu o segundo turno. O River Plate ficou com a terceira vaga pois foi o melhor colocado na classificação geral tirando os finalistas.


Venezuela - 3 vagas, todas definidas

Trujillanos campeão do Apertura 2014
Deportivo Táchira campeão do Clausura 2015
Caracas maior pontuados somando os torneios Apertura 2014 e Clausura 2015

Assim como o Uruguai, a Venezuela também há algum tempo já havia definido seus representantes na Copa Libertadores 2016.





sábado, 14 de novembro de 2015

Resultados da 3ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2018



E após três rodadas somente uma seleção soma 100% de aproveitamento nas eliminatórias: é o Equador, que nem de longe figurava entre os favoritos a classificação para a Copa e que venceu todos os jogos até aqui. Chile, Uruguai e Brasil completam o G 4. Por outro lado a grande decepção desse início de eliminatórias fica por conta da Argentina. A seleção vice campeã mundial soma apenas dois pontos em nove disputados, ocupando a penúltima colocação e junto com a Venezuela são as únicas seleções que ainda não venceram.
A próxima rodada será realizada na terça-feira dia 17 e no dia seguinte o blog traz os resultados pra você:


jogos da 3ª rodada

12/11 quinta-feira
Bolívia 4x2 Venezuela
Equador 2x1 Uruguai
Chile 1x1 Colômbia

13/11 sexta-feira
Argentina 1x1 Brasil
Peru 1x0 Paraguai


próxima rodada

17/11 terça-feira
Colômbia x Argentina
Venezuela x Equador
Paraguai x Bolívia
Uruguai x Chile
Brasil x Peru


classificação após três rodadas

Equador 9, Chile 7, Uruguai 6, Brasil, Paraguai e Colômbia 4, Bolívia e Peru 3, Argentina 2 e Venezuela 0




quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo 2018



Entre hoje e amanhã teremos a terceira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, com destaque para o grande clássico entre Brasil x Argentina. Traremos os resultados dessa rodada no sábado junto com os jogos da quarta rodada que serão jogados no dia 17:


jogos da 3ª rodada

12/11 quinta-feira (hoje)
Bolívia x Venezuela
Equador x Uruguai
Chile x Colômbia
Argentina x Brasil

13/11 sexta-feira
Peru x Paraguai


classificação após duas rodadas

Uruguai, Equador e Chile 6, Paraguai 4, Brasil e Colômbia 3, Argentina 1, Peru, Venezuela e Bolívia 0

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Especial 03 - Os cinco maiores times por década: anos 80

Diferente das outras décadas, nenhum time dominou por completo os anos 80. No geral quem mais ganhou títulos foi o Nacional do Uruguai, seguido de seu rival Peñarol. Década essa que ficou marcado como a última em que o futebol uruguaio conquistou torneios internacionais.
Duas competições foram criadas no fim dos anos 80: a Supercopa Libertadores, que reunia todos os campeões da Libertadores até então e no ano seguinte a Recopa Sul-Americana, que colocava frente a frente os campeões da Libertadores e Supercopa.


os cinco maiores times dos anos 80





Mundial Interclubes 1980 e 1988
Libertadores 1980 e 1988
Recopa 1989
Interamericana 1989

outras finais disputadas
vice da Interamericana 1981


Com as conquistas no começo e no fim da década, o Nacional tornou-se o mais vitorioso dos anos 80, sendo também o único clube uruguaio a ganhar todos os torneios disputados (Mundial, Libertadores, Recopa e Interamericana).





Mundial Interclubes 1982
Libertadores 1982 e 1987

outras finais disputadas
vice Mundial em 1987
vice Libertadores em 1983



Ao conquistar o mundial de 1982, o Peñarol tornou-se na época o primeiro time a se sagrar tricampeão mundial, deixando pra trás Santos, Internazionale e Nacional. Ao ganhar sua quinta Libertadores e encostar no Independiente cinco anos depois, teve a grande chance de conquistar o tetra mundial, mas parou no Porto, de Portugal.







Mundial 1986
Libertadores 1986
Interamericana 1987




Depois de dois vices (1966 e 1976) finalmente o River conquista a Libertadores novamente em uma final com o ano terminado em seis, e de quebra ainda faturou o Mundial, igualando-se a seu rival Boca. No ano seguinte mais um título, a Interamericana e o time portenho colocaria seu nome definitivamente entre os maiores da América do Sul.







Mundial 1983
Libertadores 1983

outras finais disputadas
vice Libertadores 1984


Três times fizeram a dobradinha Libertadores/Mundial: Grêmio, Independiente e Flamengo. Os gremistas com uma final de Libertadores a mais aparecem na frente. A conquista da Libertadores do time gaúcho foi na segunda participação e logo de cara diante do tricampeão mundial Peñarol. Ao vencer os alemães do Hamburgo torneou-se o terceiro brasileiro campeão do mundo, depois de Santos e Flamengo. No ano seguinte o bi da Libertadores seria adiado pelo Independiente.






Mundial 1984
Libertadores 1984

outras finais disputadas
vice Supercopa 1989




Em 1984 o Independiente faturaria sua sétima e última Libertadores, tornando-se até hoje o maior campeão, recorde que dura por mais de trinta anos. Na decisão do Mundial o título veio sobre o Liverpool, conquista essa que fez o time de Avellaneda ser o primeiro argentino com mais de um título mundial, superando Racing, Estudiantes e Boca. Cinco anos mais tarde seria vice da Supercopa em uma final entre argentinos.



outros campeões da década


Flamengo

Mundial 1981
Libertadores 1981


Argentinos Jrs-ARG

Libertadores 1985
Interamericana 1986

outras finais disputadas
vice do Mundial em 1985


Nacional-COL

Libertadores 1989

outras finais disputadas
vice do Mundial em 1989


Olímpia-PAR

Interamericana 1980

outras finais disputadas
vice da Libertadores em 1989


Racing-ARG

Supercopa 1988

outras finais disputadas
vice da Recopa em 1989


Boca Jrs-ARG

Supercopa 1989


outros finalistas da década


América-COL
vice da Libertadores em 1985, 1986 e 1987

Cobreloa-CHI
vice da Libertadores em 1981 e 1982

Internacional
vice da Libertadores em 1980

Newell's Old Boys-ARG
vice da Libertadores em 1988

Cruzeiro
vice da Supercopa em 1988








segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Ferroviária campeã da Copa Libertadores Feminina



E pela sexta vez em sete edições o título da Copa Libertadores Feminina é conquistado por times do Brasil: ao derrotar as chilenas do Colo Colo por três a um em Medellín, as meninas da Ferroviária sagraram-se campeãs da Copa Libertadores Feminina pela primeira vez, juntando-se ao próprio time chileno, o São José e o Santos como campeões do torneio.
Campeão das duas últimas edições, o São José perdeu nos pênaltis a disputa de terceiro lugar para o time argentino do UAI Urquiza e terminou na quarta colocação.


Créditos: CONMEBOL.


disputa terceiro lugar

08/11 domingo
São José 1x1 UAI Urquiza-ARG (5x6 pênaltis)


final

08/11 domingo
Ferroviária 3x1 Colo Colo-CHI


todas as campeãs

3 São José (2011, 2013 e 2014)
2 Santos (2009 e 2010)
1 Colo Colo-CHI (2012)
   Ferroviária (2015)



Mundial Sub-17 2015: Nigéria campeã


E mais uma vez o título do Mundial Sub-17 vai parar nas mãos da Nigéria. Em uma final africana, os nigerianos derrotaram Mali por dois a zero e conquistaram o segundo título consecutivo e o quinto no geral.
Essa foi a primeira conquista dos nigerianos fora da Ásia, pois haviam perdido as outras três decisões. Já para a seleção de Mali restou o vice na primeira final disputada.



disputa terceiro lugar

08/11 domingo
México 2x3 Bélgica (Viña del Mar)


final 

08/11 domingo
Nigéria 2x0 Mali (Viña del Mar)