Páginas

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

River Plate x Barcelona na final do Mundial de Clubes da FIFA 2015



Como era de se esperar, River Plate e Barcelona venceram seus adversários nas semifinais e decidirão o Mundial de Clubes da FIFA 2015 no domingo em Yokohama. Os argentinos bateram os japoneses do Sanfrecce Hiroshima pelo placar mínimo ( gol de Alário) enquanto que o time espanhol venceu fácil o Guangzhou Evergrande por 3 a 0, com um hat-trick de Luiz Suarez. O atacante uruguaio igualou a marca de Pelé que perdurava desde os anos 60 de marcar três gols numa partida de mundial somando as versões Intercontinental e FIFA.
Essa será a terceira final entre clubes argentinos e espanhóis no Mundial FIFA (a segunda seguida) e a quinta no geral. No total são três vitórias dos times da Espanha e apenas uma dos argentinos, que venceram somente a decisão de 2000 entre Boca Jrs e Real Madrid, curiosamente arquirrivais dos finalistas de domingo. Os espanhóis se saíram vitoriosos nas decisões de 1974, 2009 e na do ano passado.




disputa 5° lugar

16/12 quarta-feira
América-MEX 2x1 Mazembe-RDC (Osaka)


semifinais

16/12 quarta-feira
River Plate-ARG x Sanfrecce Hiroshima-JAP (Osaka)

17/12 quinta-feira
Barcelona-ESP 3x0 Guangzhou Evergrande-CHN (Yokohama)


disputa 3° lugar

20/12 domingo
Sanfrecce Hiroshima-JAP x Guangzhou Evergrande-CHN (Yokohama)


final

20/12 domingo
River Plate-ARG x Barcelona-ESP (Yokohama)


argentinos x espanhóis em mundiais

Somando as finais das versões Intercontinental e FIFA, clubes argentinos e espanhóis se enfrentaram por quatro vezes, e a vantagem é dos europeus com três vitórias e uma derrota.

1974 Atlético Madrid x Independiente (0x1 e 2x0)
2000 Boca Jrs x Real Madrid (2x1)
2009 Barcelona x Estudiantes (2x1)
2014 Real Madrid x San Lorenzo (2x0)

Os times argentinos são recordistas em finais de campeonatos mundiais, estando em 21 decisões e ganhando nove delas, sendo o segundo mais vitorioso ao lado dos italianos e perdendo apenas para o Brasil. O país é ainda o que mais teve clubes diferentes campeões (seis, ao lado do Brasil) e o segundo em número de participantes (oito), também somente atrás dos brasileiros. Na versão FIFA, o país esteve em três finais, perdendo todas.
Os espanhóis decidiram o mundial por onze vezes e venceram sete, sendo o segundo país europeu no ranking de campeões e de finais jogadas e o recordista do continente na versão FIFA, com três títulos em quatro decisões. Veja a seguir os anos em que os clubes dos dois países estiveram nas decisões e em azul os anos que terminaram campeões:

Clubes argentinos nas decisões dos mundiais interclubes

6 Independiente (1964, 1965, 1972, 1973, 1974 e 1984)
5 Boca Jrs (1977, 2000, 2001, 2003 e 2007)
4 Estudiantes (1968, 1969, 1970 e 2009)
2 River Plate (1986 e 1996)
1 Racing (1967)
   Argentinos Jrs (1985)
   Vélez Sarsfield (1994)
   San Lorenzo (2014)

Clubes espanhóis nas decisões dos mundiais interclubes

6 Real Madrid (1960, 1966, 1998, 2000, 2002 e 2014)
4 Barcelona (1992, 2006, 2009 e 2011)
1 Atlético de Madrid (1974)


algumas escritas que podem ser quebradas


com o título do River Plate

  • O time argentino entrará para o seleto grupo de bicampeões mundiais ao lado do próprio Barcelona mais Santos, Independiente, Ajax, Juventus, Porto, Manchester United e Corinthians.
  • Os clubes argentinos serão pela primeira vez campeões no formato FIFA após três vices, e somando a versão Intercontinental empatarão com os brasileiros como os maiores campeões mundiais, com dez títulos.
  • Quebrará um tabu de doze anos sem mundiais conquistados por argentinos, o maior da história do país que não vence desde 2003.
  • E empatará o confronto Conmebol x UEFA, que no momento aponta um título a mais para os europeus nas decisões entre os dois continentes. 

com o título do Barcelona
  • O time espanhol entrará para o seleto grupo de tricampeões mundiais ao lado de Peñarol, Nacional, Boca Jrs, São Paulo, Internazionale e Bayern.
  • Além disso será o maior campeão na versão FIFA com três títulos deixando o Corinthians pra trás.
  • Colocará o futebol espanhol pela primeira vez com dois mundiais consecutivos, igualando-se a Brasil (1962-1963, 1992-1993, 2005-2006), Itália (1964-1965 e 1989-1990) e Argentina (1967-1968).
  • O país empatará com o Brasil no ranking dos campeões da versão FIFA: serão quatro títulos para cada lado.
  • Com o título do Barça quatro jogadores serão tricampeões do Mundial FIFA, tornando-se recordistas do torneio: Messi, Daniel Alves, Iniesta e Piqué. Além do quarteto outros nove jogadores são bicampeões. Somando com a extinta Intercontinental apenas o brasileiro Cafú é o único tricampeão ao vencer duas vezes com o São Paulo e uma com o Milan. Outros 64 jogadores são bicampeões no total.





Nenhum comentário:

Postar um comentário