Páginas

sexta-feira, 18 de março de 2016

Libertadores: Resultados de 15 a 17 de Março



E já temos o primeiro classificado para a próxima fase da Copa Libertadores 2016: é o Nacional-COL, que venceu todos os quatro jogos que fez e sem sofrer gols. Atlético Mineiro e Corinthians também venceram seus jogos contra adversários diretos e estão próximos da classificação, sendo que só mesmo um desastre para tirá-los das oitavas. Nacional e Pumas são outros que estão bem confortáveis na tabela.
Já os outros brasileiros, São Paulo e Palmeiras se complicaram de vez e não podem mais perder pontos caso queiram passar de fase enquanto que o Grêmio tá vivo graças ao empate conseguido no fim da partida, gol esse que entrou para a história do futebol brasileiro (mais detalhes nas curiosidades de cada jogo). Outro grande sul-americano que ainda respira é o Olímpia que venceu o Emelec de virada.
Por outro lado duas equipes já deram adeus as oitavas: Melgar e Cobresal, que haviam disputado a Libertadores pela última vez na metade dos anos 80 e perderam todos os jogos até aqui.
Agora a Libertadores dá uma pausa devidos as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, retornando daqui a duas semanas, mais precisamente no começo de abril.



15/03 terça-feira
Peñarol-URU 0x4 Nacional-COL
Independiente del Valle-EQU 1x0 Melgar-PER
San Lorenzo-ARG 1x1 Grêmio
Santa Fé-COL 3x0 Cobresal-CHI

16/03 quarta-feira
The Strongest-BOL 1x1 River Plate-ARG
Trujillanos-VEN 1x1 São Paulo
Atlético Mineiro 3x0 Colo Colo-CHI
Corinthians 2x0 Cerro Porteño-PAR

17/03 quinta-feira
River Plate-URU 1x3 Rosário Central-ARG
Nacional-URU 1x0 Palmeiras
Deportivo Cali-COL 2x2 Racing-ARG
Olímpia-PAR 4x2 Emelec-EQU
Pumas-MEX 4x1 Deportivo Táchira-VEN


classificação

Grupo 1 The Strongest 7, River Plate 5, São Paulo 2 e Trujillanos 1
Grupo 2 Nacional 8, Rosário Central 7, Palmeiras 4 e River Plate 2
Grupo 3 Racing 5, Bolívar 4, Boca Jrs 3 e Deportivo Cali 2
Grupo 4 Nacional 12, Sporting Cristal 4, Huracán 3 e Peñarol 1
Grupo 5 Atlético 10, Independiente del Valle 7, Colo Colo 5 e Melgar 0
Grupo 6 Toluca 7, Grêmio 5, San Lorenzo e LDU 3
Grupo 7 Pumas 9, Deportivo Táchira 6, Olímpia e Emelec 4 
Grupo 8 Corinthians 9, Santa Fé e Cerro Porteño 7, Cobresal 0



  • E o Nacional continua com 100% de aproveitamento nos confrontos diante do Peñarol, tendo vencido todos os seis jogos entre os dois times. Essa foi a segunda vez que os colombianos derrotam o time uruguaio por 4 a 0 em Montevidéu.
  • Na sua sétima partida em casa na história da Libertadores o Independiente del Valle continua invicto: quatro vitórias e três empates.
  • Ao anotar o gol de empate para o Grêmio o atacante Lincoln passou a ser o brasileiro mais jovem a marcar em uma partida de Libertadores: com 17 anos e quatro meses, o jovem gremista passou nada mais nada menos que Ronaldo, que detinha o recorde desde 1994 ao marcar pelo Cruzeiro diante do Velez Sarsfield. Na época o " Fenômeno" tinha 17 anos e cinco meses.
  • Foi a vitória de número 22 em quarenta jogos do Santa Fé em casa e o quinto jogo seguido como mandante sem sofrer gols.
  • Pela primeira vez em cinco jogos houve empate entre The Strongest e River Plate, interrompendo uma seqüência de dez jogos com vitória dos bolivianos em casa. Já o River chega ao oitavo jogo seguido de invencibilidade como visitante.
  • Enquanto o Trujillanos continua sem saber o que é vitória como mandante o São Paulo volta pra casa sem vencer na Venezuela pela primeira vez.
  • Foi a quarta vitória do Corinthians em seis confrontos diante do Cerro Porteño.
  • No primeiro jogo em solo uruguaio pela Libertadores o Rosário Central voltou para casa com vitória.
  • Pela quarta vez em oito jogos o Nacional bate o Palmeiras, que com a derrota em Montevidéu chegou ao oitavo jogo sem vencer fora de casa. E uma curiosidade é que o árbitro do jogo de ontem foi o mesmo que havia apitado o confronto de volta entre os dois times nas quartas de final de 2009 também no Uruguai.
  • Foi o quinto jogo do Racing em Libertadores na Colômbia que agora soma duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Todos os cinco confrontos foram diante de adversários diferentes.
  • Em 142 jogos como mandante o Olímpia agora possui 80 vitórias graças a vitória sobre o Emelec, que chega a marca de seis derrotas seguidas fora de casa.
  • Esse foi o jogo de número 40 do Táchira como visitante e a 31ª derrota. Dos outros nove jogos empatou oito e venceu somente uma, sobre o conterrâneo Deportivo Petare ainda em 1985. Portanto, continua sem vencer fora da Venezuela.



Nenhum comentário:

Postar um comentário