Páginas

segunda-feira, 7 de março de 2016

Palmeiras: 150 jogos em Libertadores



A vitória diante do Rosário Central na quinta-feira foi especial para o Palmeiras por vários motivos: foi a estreia de seu novo estádio em competições internacionais; voltou a vencer depois de quatro jogos sem vitória pela Libertadores; o clube chegou a vitória de número 50 como mandante; continua invicto diante de times argentinos atuando no Brasil (sete vitórias e três empates em dez jogos) e o principal, que foi completar 150 jogos pelo torneio.
Ao todo o time paulista venceu 77, empatou 29 e perdeu 44, marcando 265 gols e sofrendo 173. Chegou a quatro finais e conquistou um título, em 1999. Por isso listamos números, estatísticas e algumas curiosidades desses 150 jogos do Palmeiras em Libertadores:


15 participações - 1 título
Participações seguidas 3 entre 1999 a 2001

Campeão 1999
Vice 1961, 1968 e 2000
Semifinalista 1971 e 2001
Quartas de final 1995 e 2009
Oitavas de final 1994, 2005, 2006 e 2013
Primeira fase 1973, 1974 e 1979

150 jogos 77 vitórias, 29 empates e 44 derrotas
265 gols a favor e 173 contra - saldo de 92 gols

Como mandante 74 jogos - 50 vitórias, 15 empates e 9 derrotas
Maior sequencia de vitórias 9 jogos (3 jogos em 1999 e 6 jogos em 2000)
Maior invencibilidade 34 jogos (1 em 1979, 4 em 1994, 5 em 1995, 7 em 1999, 7 em 2000, 6 em 2001 e 4 em 2005)
Maior sequencia negativa 3 jogos sem vencer em 2006
Maior sequencia de derrotas 2 jogos em 1979

Como visitante 76 jogos - 27 vitórias, 14 empates e 35 derrotas
Maior sequencia de vitórias 4 jogos em 1971
Maior invencibilidade 4 jogos em 1971; 2 jogos em 2001 e 2 em 2005
Maior sequencia negativa 7 jogos sem vencer (2 em 2009, 4 em 2013 e 1 em 2016)
Maior sequencia de derrotas 6 jogos (1 em 1979, 4 em 1994 e 1 em 1995)

Maior vitória Palmeiras 7x0 El Nacional-EQU em 1995
Maior vitória diante de times brasileiros Palmeiras 5x1 Grêmio em 1995
Adversário que mais venceu Peñarol-URU (5 vitórias)
Maior sequencia de vitórias 6 jogos em 1971
Mais jogos sem perder 10 jogos (5 em 2001 e 5 em 2005)

Maior derrota Grêmio 5x0 Palmeiras em 1995
Maior derrota para times estrangeiros Palmeiras 0x3 Nacional-URU em 1971
Adversário pra quem mais perdeu São Paulo (6 derrotas)
Maior sequencia de derrotas 3 partidas em 1994
Mais jogos sem vencer 5 jogos (4 em 2001 e 1 em 2005)


Ao todo o Palmeiras enfrentou 52 times diferentes de todos os onze países participantes da Libertadores

Adversário por número de confrontos

8 jogos São Paulo (BRA); Peñarol (URU) e Cerro Porteño (PAR)
6 jogos Boca Jrs (ARG); Corinthians (BRA) e Nacional-URU
4 jogos Cruzeiro, Grêmio e Sport (BRA); El Nacional (EQU); Universitário (PER);  Deportivo Galícia e Deportivo Táchira (VEN)
3 jogos Estudiantes e Rosário Central (ARG) e Botafogo (BRA)
2 jogos Independiente, River Plate, Tigre e Velez Sarsfield (ARG); Bolívar, Municipal, Jorge Wilstermann, Real Potosí e The Strongest (BOL); Fluminense, Guarani, Juventude, Náutico, Santo André, São Caetano e Vasco (BRA); Colo Colo, Universidad Catolica e Universidad de Chile (CHI); Deportivo Cali, Nacional e Santa Fé (COL); Emelec e LDU (EQU); Atlas e Tijuana (MEX); Cerro Porteño, Guaraní, Libertad, Olímpia e Tacuary (PAR); Alianza Lima, Sport Boys e Sporting Cristal (PER); Nacional e Peñarol (URU); Deportivo Itália e Deportivo Portugués (VEN)
1 jogo River Plate (URU)

Times por país

13 Brasil
 7 Argentina
 5 Bolívia e Paraguai
 4 Peru e Venezuela
 3 Chile, Colômbia, Equador e Uruguai
 2 México

Palmeiras x países (número de jogos)

43 Brasil (14 vitórias, 10 empates e 19 derrotas)
20 Argentina (8 vitórias, 6 empates e 6 derrotas)
16 Paraguai (6 vitórias, 6 empates e 4 derrotas)
15 Uruguai (6 vitórias, 5 empates e 4 derrotas)
12 Venezuela (12 vitórias)
10 Peru (8 vitórias e 2 derrotas)
     Bolívia (7 vitórias e 3 derrotas)
 8 Equador (5 vitórias e 3 derrotas)
 6 Chile (5 vitórias e 1 derrota)
    Colômbia (4 vitórias, 1 empate e 1 derrota)
 4 México (2 vitórias, 1 empate e 1 derrota)


Um total de 255 jogadores disputaram a Libertadores
Mais jogou Marcos (goleiro) com 57 jogos
Mais participações Marcos (goleiro) com 6 edições
Estrangeiro com mais jogos Arce (lateral) com 25 jogos

98 jogadores diferentes marcaram gols, sendo três gols-contra de adversários
Maior artilheiro Alex (meia) com 12 gols
Estrangeiro com mais gols Arce (lateral) 5 gols
Marcou mais gols num mesmo jogo Lopes (3 gols) Palmeiras 3x3 Cruzeiro em 2001
Artilheiros por edição Tupãzinho em 1968 (11 gols), Lopes em 2001 (9 gols), Marcinho e Washington em 2005 (5 gols cada)

Contando com Marcelo Oliveira, 19 treinadores dirigiram o Palmeiras em Libertadores
Treinador com mais jogos Luis Felipe Scolari com 28 jogos
Treinadores com mais edições Luis Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo e Oswaldo Brandão (2 edições)


Palmeiras em mata-matas

24 confrontos 14 classificações e 10 eliminações
Adversários que mais enfrentou São Paulo e Peñarol-URU (3 vezes)
Fase que mais caiu oitavas de final (4 vezes)


Outras curiosidades

  • Foi o primeiro clube do país a enfrentar times de todos os onze países participantes, feito alcançado ao enfrentar o Atlas do México em 2000.
  • Foi o primeiro brasileiro a vencer em todos os países como visitante após vencer o Nacional na Colômbia em 2006.
  • A primeira derrota para um time estrangeiro em casa ocorreu somente treze partidas depois da estreia em Libertadores.
  • Dos outros campeões da Libertadores o Palmeiras jamais enfrentou: Argentinos Jrs, Racing e San Lorenzo (ARG); Atlético Mineiro, Flamengo, Internacional e Santos (BRA) e Once Caldas (COL).
  • Durante 35 anos (de 1973 a 2008) o Palmeiras foi o clube brasileiro recordista em participações da Libertadores.
  • Ao lado do São Paulo detém o recorde de invencibilidade em casa entre os times brasileiros: 34 jogos sem derrota entre as edições de 1979, 1994, 1995, 1999, 2000, 2001 e 2005.
  • Era até a edição passado o time brasileiro com mais vitórias como visitante, sendo superado pelo Cruzeiro.










Nenhum comentário:

Postar um comentário