Páginas

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Libertadores 2016: Raio-X das quartas de final




A fase de quartas de final da Copa Libertadores 2016 será aberta amanhã com o jogo único entre São Paulo x Atlético Mineiro, partida essa que entrará para a história como o confronto entre brasileiros que mais vezes se repetiu pela principal competição sul-americana. De um lado o Atlético, campeão de 2013 e que desde então não havia passado das oitavas; e do outro o tricampeão São Paulo que luta para não ser eliminado por um time brasileiro pela oitava vez na história.
Nove Libertadores entrarão em campo amanhã no confronto entre Boca x Nacional, a velha rivalidade Argentina x Uruguai. Desde 2009 quando o Estudiantes avançou à final eliminando o mesmo Nacional que não víamos um confronto de mata-mata entre dois peso-pesados dos dois países. Os argentinos, dispostos a recuperar a hegemonia do continente perdida no fim dos anos 2000 enquanto que os uruguaios lutam pelo tetra e pelo fim do jejum de quase trinta anos sem títulos de Libertadores.
Campeão em 1989, o Nacional colombiano completa nessa edição 21 anos longe das semifinais, que escapou em 2014 ao surpreendentemente ser eliminado pelo Defensor-URU. Mesmo favorito pela campanha na fase de grupos, não deve ter moleza frente ao Rosário Central, semifinalista pela última vez em 2001 e que pra muitos é o melhor time argentino na atualidade.
Somente na semana que vem é que teremos o inusitado confronto entre Pumas x Independiente del Valle onde o time mexicano tenta seguir os passos do Tigres, vice do ano passado ao perder a final para o River Plate-ARG, eliminado na fase anterior pelo time equatoriano. Portanto, jogo sem favorito...
Confira um resumo dos oito times que estão nas quartas de final da Copa Libertadores 2016:


(1°) Nacional-COL x Rosário Central-ARG (8°)

1972 Naconal 0x1 Rosário / Rosário 3x1 Nacional ( fase)
2006 Nacional 1x0 Rosário / Rosário 1x2 Nacional ( fase)

Nacional x times argentinos

no geral 24 jogos - 10 vitórias, 8 empates e 6 derrotas
em mata-mata 3 classificações e 1 eliminação

1989 Racing (2x0 e 1x2) quartas
1995 River Plate (1x0, 0x1 e 8x7 pênaltis) semifinais
2012 Vélez Sarsfield (0x1 e 1x1) oitavas
2015 Huracán (0x0 e 4x2) oitavas


Rosário x times colombianos

no geral 16 jogos - 8 vitórias, 2 empates e 6 derrotas
em mata-mata 1 classificação

2001 América (1x0, 2x3 e 4x3 pênaltis) quartas 


(6°) Boca Jrs-ARG x Nacional-URU (14°)

2013 Boca 0x1 Nacional / Nacional 0x1 Boca ( fase)

Boca x times uruguaios

no geral 22 jogos - 14 vitórias, 5 empates e 3 derrotas
em mata-mata 1 classificação e 1 eliminação

1963 Peñarol (2x1 e 1x0) semifinais
2009 Defensor (2x2 e 0x1) oitavas


Nacional x times argentinos

no geral 44 jogos - 12 vitórias, 14 empates e 18 derrotas
em mata-mata 3 classificações e 4 eliminações

1964 Independiente (0x0 e 0x1) final
1967 Racing (0x0, 0x0 e 1x2) final
1969 Estudiantes (0x1 e 0x2) final
1971 Estudiantes (0x1, 1x0 e 2x0) final
1988 Newell's Old Boys (1x1 e 2x1) quartas
         Newell's Old Boys (0x1 e 3x0) final
2009 Estudiantes (0x1 e 1x2) semifinais


(4°) Atlético Mineiro x São Paulo (12°)

1972 Atlético 2x2 São Paulo / São Paulo 0x0 Atlético ( fase)
1978 Atlético 1x1 São Paulo / São Paulo 1x2 Atlético ( fase)
2013 Atlético 2x1 São Paulo / São Paulo 2x0 Atlético ( fase)
         São Paulo 1x2 Atlético / Atlético 4x1 São Paulo (oitavas)

Atlético x times brasileiros

no geral 17 jogos - 5 vitórias, 7 empates e 5 derrotas
em mata-mata 2 classificações e 2 eliminações

2000 Atlético Paranaense (1x0, 1x2 e 5x3 pênaltis) oitavas
         Corinthians (1x1 e 1x2) quartas
2013 São Paulo (2x1 e 4x1) oitavas
2015 Internacional (2x2 e 1x3) oitavas


São Paulo x times brasileiros

no geral 44 jogos - 18 vitórias, 12 empates e 14 derrotas
em mata-mata 7 classificações e 7 eliminações 

1992 Criciúma (1x0 e 1x1) quartas
1993 Flamengo (1x1 e 2x0) quartas
1994 Palmeiras (0x0 e 2x1) oitavas
2005 Palmeiras (1x0 e 2x0) oitavas
         Atlético Paranaense (1x1 e 4x0) final
2006 Palmeiras (1x1 e 2x1) oitavas
         Internacional (1x2 e 2x2) final
2007 Grêmio (1x0 e 0x2) oitavas
2008 Fluminense (1x0 e 1x3) quartas
2009 Cruzeiro (1x2 e 0x2) quartas
2010 Cruzeiro (2x0 e 2x0) quartas
         Internacional (0x1 e 2x1) semifinais
2013 Atlético Mineiro (1x2 e 1x4) oitavas
2015 Cruzeiro (1x0, 0x1 e 3x4 pênaltis) oitavas


(2°) Pumas-MEX x Indepediente del Valle-EQU (10°)

Pumas x times equatorianos

no geral 2 jogos - 2 vitórias
em mata-mata primeira vez


Independiente del Valle x times mexicanos

nunca enfrentou


retrospecto em quartas de final


A fase de quartas de final do modo que conhecemos hoje começou a ser disputada a partir de 1988. Desde então, dos oito quadrifinalistas dessa edição ninguém esteve mais vezes nessa fase que o Boca Jrs: onze vezes no total, sendo que em oito o clube argentino avançou às semifinais. Logo a seguir vem o São Paulo com nove e o colombiano Nacional com seis. Adversários dessa fase, Pumas-MEX e Indepediente del Valle-EQU estreiam em quartas de final.
Veja a seguir quantas vezes os oito melhores colocados desse ano estiveram nas quartas de final e em azul as edições em que avançaram às semifinais:


11 vezes 

Boca Jrs-ARG 8 classificações e 3 eliminações
1991, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2012 e 2013


9 vezes

São Paulo 7 classificações e 2 eliminações
1992, 1993, 1994, 2004, 2005, 2006, 2008, 2009 e 2010


6 vezes

Nacional-COL 4 classificações e 2 eliminações 
1989, 1990, 1991, 1992, 1995 e 2014


5 vezes

Nacional-URU 2 classificações e 3 eliminações
1988, 1991, 2002, 2007 e 2009


2 vezes

Atlético Mineiro 1 classificação e 1 eliminação
2000 e 2013

1 vez

Rosário Central-ARG 1 classificação
2001


primeira vez

Pumas-MEX
Independiente del Valle-EQU




Nenhum comentário:

Postar um comentário