Páginas

terça-feira, 24 de maio de 2016

Raio-x dos confrontos entre brasileiros na Libertadores

Conforme prometido segue um resumo dos confrontos entre clubes brasileiros em Libertadores:


161 jogos
 78 fase de grupos
 30 oitavas de final
 32 quartas de final
 12 semifinais
  5 triangular semifinal
  4 finais


confrontos que mais se repetiram

10 Atlético MG x São Paulo
 8 São Paulo x Palmeiras
 6 Palmeiras x Corinthians
    Cruzeiro x Grêmio
    Cruzeiro x São Paulo


Pontos ganhos entre brasileiros

Somando todos os confrontos entre clubes brasileiros o São Paulo é o líder absoluto desse " Brasileirão" dentro da Libertadores com 69 pontos, dezessete a mais que o segundo colocado Palmeiras. Dos brasileiros campeões da competição apenas o Santos (12°) não está entre os dez primeiros colocados. Até 1994 davam ao vencedor dois pontos por vitória, alterado para três a partir da edição seguinte. Para que todos os times ficassem equiparados adotamos o sistema atual de pontuação:


Equipe
PG
 J
 V
 E
 D
GP
GC
SG
APROV %
São Paulo
69
46
19
12
15
58
50
 8
  50%
Palmeiras
52
43
14
10
19
58
63
-5
  40,31%
Grêmio
46
33
12
10
11
45
37
 8
  46,46%
Cruzeiro
39
24
11
 6
 7
35
30
 5
  54,16%
Corinthians
36
24
10
 6
 8
27
26
 1
  50%
Flamengo
32
20
 8
 8
 4
30
22
 8
  53,33%
Internacional
27
24
 6
 9
 9
25
30
-5
  37,50%
Atlético MG
26
19
 6
 8
 5
26
25
 1
  45,61%
Vasco
18
18
 3
 9
 6
17
20
-3
  33,33%
Guarani
16
 6
 5
 1
 0
15
 5
10
  88,88%
Fluminense
13
10
 3
 4
 3
11
12
-1
  43,33%
Santos
12
12
 3
 3
 6
16
22
-6
  33,33%
Atlético PR
10
 6
 3
 1
 2
 8
 9
-1
  55,55%
Botafogo
 9
 9
 2
 3
 4
 9
16
-7
  33,33%
Bahia
 8
 4
 2
 1
 1
 3
 2
 1
  66,66%
Santo André
 4
 2
 1
 1
 0
 3
 2
 1
  66,66%
Coritiba
 4
 2
 1
 1
 0
 3
 1
 2
  66,66%
Criciúma
 4
 4
 1
 1
 2
 4
 6
-2
  33,33%
Sport Recife
 4
 6
 1
 1
 4
 3
 9
-6
  22,22%
São Caetano
 3
 2
 1
 0
 1
 1
 1
 0
  50%
Bangu
 1
 2
 0
 1
 1
 1
 3
-2
  16,66%
Náutico
 1
 2
 0
 1
 1
 1
 3
-2
  16,66%
Juventude
 1
 2
 0
 1
 1
 2
 5
-3
  16,66%
Paraná Clube
 0
 2
 0
 2
 2
 0
 2
-2
  0%



Mata-matas entre brasileiros

O confronto da semana passada entre São Paulo e Atlético Mineiro foi o de número 39 entre clubes do país em mata-matas de Libertadores. Desses, o time paulista esteve presente em quase a metade e junto com o Palmeiras são os únicos a enfrentarem conterrâneos nas fases eliminatórias por no mínimo dez vezes:

15 confrontos
São Paulo – 8 classificações e 7 eliminações

10 confrontos
Palmeiras – 6 classificações e 4 eliminações

8 confrontos
Grêmio – 5 classificações e 3 eliminações

7 confrontos
Cruzeiro – 4 classificações e 3 eliminações
Corinthians – 3 classificações e 4 eliminações

5 confrontos
Internacional – 4 classificações e 1 eliminação
Atlético Mineiro – 2 classificações e 3 eliminações

4 confrontos
Vasco – 2 classificações e 2 eliminações
Santos – 1 classificação e 3 eliminações

3 confrontos
Atlético Paranaense – 1 classificação e 2 eliminações

2 confrontos
Fluminense – 2 classificações
Flamengo – 1 classificação e 1 eliminação
Botafogo – 2 eliminações

1 confronto
Bahia – 1 eliminação
Criciúma – 1 eliminação
São Caetano – 1 eliminação
Sport Recife – 1 eliminação


mata-matas que mais se repetiram

3 São Paulo x Palmeiras (1994, 2005 e 2006)
   Cruzeiro x São Paulo (2009, 2010 e 2015)
2 Palmeiras x Corinthians (1999 e 2000)
   Cruzeiro x Grêmio (1997 e 2009)
   Internacional x São Paulo (2006 e 2010)
   Atlético MG x São Paulo (2013 e 2016)


Disputas de pênaltis

Ao todo tivemos sete confrontos entre clubes brasileiros que foram parar nas disputas de pênaltis. Dessas, em cinco teve a presença do Palmeiras, que se classificou em todas as ocasiões. Com oito defesas em 24 cobranças, Marcos é o recordista entre os goleiros que mais pegaram pênaltis em decisões.

1999 Palmeiras 4x2 Corinthians (2x0 e 0x2) quartas
2000 Atlético MG 5x3 Atlético PR (1x0 e 1x2) oitavas
         Palmeiras 5x4 Corinthians (3x4 e 3x2) semifinais
2001 Palmeiras 5x3 São Caetano (0x1 e 1x0) oitavas
         Palmeiras 3x2 Cruzeiro (3x3 e 2x2) quartas
2009 Palmeiras 3x1 Sport Recife (1x0 e 0x1) oitavas
2015 Cruzeiro 4x3 São Paulo (0x1 e 1x0) oitavas


5 Palmeiras (5 vitórias)
2 Cruzeiro (1 vitória e 1 derrota)
   Corinthians (2 derrotas)
1 Atlético Mineiro (1 vitória)
   Atlético Paranaense (1 derrota)
   São Caetano (1 derrota)
   Sport Recife (1 derrota)
   São Paulo (1 derrota)


Maiores artilheiros contra brasileiros

Luisão e Jardel balançaram as redes brasileiras oito vezes cada um. Luisão marcou quatro gols pelo Vasco, três pelo Corinthians e um pelo São Paulo e em todas as fases da Libertadores. Além disso, é o brasileiro com mais gols pela competição, um dos únicos a marcar em duas finais diferentes de Libertadores (1998 e 2005) e artilheiro da edição de 2000 com catorze gols. Já o cearense Jardel fez todos os seus oito gols em cima de times brasileiros atuando pelo Grêmio entre os anos de 1995 e 1996, sendo campeão e artilheiro na primeira edição citada. Quatro jogadores vêm a seguir com cinco gols: Tita (Flamengo, Grêmio e Vasco), Marcelinho Carioca (Flamengo e Corinthians), Edílson (Palmeiras e Corinthians) e Aloísio (Atlético Paranaense e São Paulo).

Luisão – 8 gols

1998 Vasco 3x0 Grêmio (1ª fase) 2 gols
         Vasco 2x1 Cruzeiro (oitavas) 1 gol
1999 Vasco 2x4 Palmeiras (oitavas) 1 gol
2000 Atlético MG 1x1 Corinthians (quartas) 1 gol
         Palmeiras 3x2 Corinthians (semifinais) 2 gols
2005 São Paulo 4x0 Atlético PR (final) 1 gol

Jardel – 8 gols

1995 Palmeiras 3x2 Grêmio (1ª fase) 1 gol
         Grêmio 5x0 Palmeiras (quartas) 3 gols
         Palmeiras 5x1 Grêmio (quartas) 1 gol
1996 Botafogo 1x1 Grêmio (oitavas) 1 gol
         Corinthians 0x3 Grêmio (quartas) 2 gols


algumas curiosidades

  • O São Paulo é o time brasileiro com mais jogos (46), pontos (69), vitórias (19) e melhor ataque ao lado do Palmeiras (58 gols cada). É também o que mais enfrentou brasileiros em mata-matas (15 vezes).
  • Mesmo em segundo no ranking de pontos, o Palmeiras é o que mais perdeu para brasileiros (19) e o que mais sofreu gols (63). Em compensação, divide com o São Paulo o posto de melhor ataque com 58 gols, recorde igualado pelos tricolores apenas nessa edição com o gol de honra anotado dias atrás diante do Atlético Mineiro.
  • O único que jamais fora eliminado em mata-mata foi o Fluminense, se classificando nas duas oportunidades em que enfrentou times brasileiros. Outro com ótimo aproveitamento é o Internacional, eliminado em apenas um dos cinco confrontos, curiosamente para o próprio Fluminense.
  • O Flamengo é o que menos perdeu para times do Brasil dos que jogaram no mínimo vinte jogos (quatro derrotas).
  • O único invicto é o Guarani: cinco vitórias e um empate nos seis jogos que fez diante de brasileiros. Também é o time com melhor aproveitamento com quase 89% dos pontos que disputou.
  • O time com pior saldo de gols é o Botafogo, com -7. Logo a seguir vêm Santos e Sport Recife com -6.
  • Seis times possuem saldo positivo em mata-matas: São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro, Internacional e Fluminense. Já Vasco e Flamengo possuem o mesmo número de classificações e eliminações.
  • Nove times possuem saldo negativo em mata-matas: Corinthians, Atlético Mineiro, Santos, Atlético Paranaense, Botafogo, Bahia, Criciúma, São Caetano e Sport Recife.
  • Somente o Paraná Clube não somou pontos, pois perdeu seus dois únicos jogos. Além do time paranaense, outros três jamais venceram brasileiros: Bangu, Náutico e Juventude.
  • Dos 27 clubes brasileiros que estiveram em Libertadores, apenas três não enfrentaram times do país: Paysandu, Goiás e Paulista.
  • As maiores goleadas entre brasileiros foram: Grêmio 5x0 Palmeiras pelas quartas de final de 1995 e Santos 0x5 Flamengo pela fase de grupos em 1984. Já Cruzeiro 5x4 Internacional também pela fase de grupos, mas de 1976 foi o confronto com mais gols (nove no total).






Nenhum comentário:

Postar um comentário