Páginas

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Maiores jejuns de títulos da Copa América

Ao ser derrotada pelo Chile na final da Copa América Centenário, a seleção da Argentina completou 23 anos sem títulos da competição, iniciado após a última conquista em 1993. E não foi por falta de tentativas de acabar com o jejum pois de lá pra cá os argentinos estiveram em quatro decisões e perderam todas: em 2004 e 2007 para o Brasil e as duas últimas (2015 e 2016) para o Chile. Sem contar que de 1959 pra cá foram apenas dois títulos (1991 e 1993) entre seus maiores períodos sem conquistas.
O maior jejum atual é o da Bolívia (52 anos), campeão pela única vez em 1963. Logo a seguir vem o Peru, na fila desde 1975. Já o maior intervalo entre uma conquista e outra pertence ao Brasil, com quarenta longos anos de espera entre 1949 a 1989. Maior campeão da Copa América e tendo vencido em quase todas as décadas, o Uruguai ficou no máximo dezesseis anos sem conquistas (de 1967 a 1983 e de 1995 a 2011).
Confira abaixo os maiores jejuns de títulos da Copa América:


52 anos
Bolívia (desde 1963 - 17 edições)

41 anos
Peru (desde 1975 - 15 edições)

40 anos
Brasil (1949 a 1989 - 12 edições)

37 anos
Paraguai (desde 1979 - 14 edições)

36 anos
Peru (1939 a 1975 - 14 edições)

32 anos
Argentina (1959 a 1991 - 8 edições)

26 anos
Paraguai (1953 a 1979 - 8 edições)

23 anos 
Argentina (desde 1993 - 9 edições)



Nenhum comentário:

Postar um comentário