Páginas

domingo, 24 de julho de 2016

Especial Campeonato Mexicano 2016 (Torneo Apertura)



No nosso especial sobre os campeonatos nacionais abriremos uma exceção hoje ao falarmos do Campeonato Mexicano. Apesar de não ser um país sul-americano, o México vêm participando dos campeonatos organizados pela Conmebol, tanto a nível de seleção quanto de clube.
A edição desse ano que começou no domingo passado será a de número 96 de uma competição iniciada em 1943-1944, e desde 1996-1997 passou a ter dois torneios por temporada: o Torneo Invierno, no segundo semestre de um ano e o Torneo Verano, realizado no primeiro semestre do ano seguinte. De 2002 em diante passou a se chamar respectivamente Apertura e Clausura.
Participam dezoito times que se enfrentam em turno único, onde os oito primeiros colocados avançam para as quartas de final no cruzamento olímpico (1° x 8°, 2° x 7° e assim por diante). Os vencedores fazem as semifinais e os dois vitoriosos dessa fase decidem o título do Apertura 2016, tudo no sistema ida e volta.


participantes da edição 2016 (divididos por entidade federativa)

Distrito Federal América, Cruz Azul e Pumas UNAM (Cidade do México)
Jalisco Atlas e Chivas Guadalajara (Guadalajara)
Nuevo León Monterrey e Tigres (Monterrey)
Aguascalientes Necaxa (Aguascalientes)
Baja Califórnia Tijuana (Tijuana)
Coahuila Santos Laguna (Torreón)
Estado de México Toluca (Toluca de Lerdo)
Guanajuato León (León)
Hidalgo Pachuca (Pachuca)
Michoacán Morelia (Morelia)
Puebla Puebla (Puebla de Zaragoza)
Querétaro Querétaro (Santiago de Querétaro)
Veracruz Veracruz (Veracruz)

atual campeão Pachuca (Clausura 2016)

subiu da Liga de Ascenso 2015-2016 para a Primera División 2016-2017 
Necaxa (Aguascalientes)

caiu da Primera División 2015-2016 para a Liga de Ascenso 2016-2017
Dorados de Sinaloa (Culiacán)


histórico do Campeonato Mexicano

A primeira edição do Campeonato Mexicano foi realizada em 1943 com término na temporada seguinte, como no calendário europeu. O sistema adotado foi o de pontos corridos, isto é, quem somasse mais pontos era aclamado campeão. Um jogo-desempate era realizado quando dois times terminassem com o mesmo número de pontos, como ocorreram nas edições de 1943-1944, 1948-1949 e 1955-1956. A partir da temporada 1970-1971 a competição deixou de ser no sistema de pontos corridos e passou a ter uma fase final (chamada de Liguilla) com vários formatos (grupos, mata-matas, etc) até que se chegasse aos finalistas que decidiam o título. Tivemos três torneios curtos antes da adoção do formato (comum nos países latino-americanos) na temporada 1996-1997: Prode 1985 e México 1986, que fizeram parte da temporada 1985-1986 e México 1970, este último em homenagem a Copa do Mundo realizada no mesmo ano.


temporada completa (1944-1996)

Antes do desmembramento em dois torneios por temporada a partir de 1997 o grande campeão foi o Chivas Guadalajara com nove títulos, seguido do América com oito. Além dos dois mais populares, outros dezoito times conquistaram ao menos uma edição do Campeonato Mexicano no período.

9 Chivas Guadalajara (1957, 1959, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1970 e 1987)
8 América (1966, 1971, 1976, 1984, 1985, 1985-P, 1988 e 1989)
7 Cruz Azul (1969, 1970-M, 1972, 1973, 1974, 1979 e 1980)
5 León (1948, 1949, 1952, 1956 e 1992)
3 Toluca (1967, 1968 e 1975)
  Pumas UNAM (1977, 1981 e 1991)
2 Veracruz (1946 e 1950)
  Zacatepec (1955 e 1958)
  Tigres (1978 e 1982)
  Puebla (1983 e 1990)
  Atlante (1947 e 1993)
  Necaxa (1995 e 1996)
1 Asturias (1944)
  España (1945)
  Atlas (1951)
  Tampico (1953)
  Marte (1954)
  Oro (1963)
  Monterrey (1986-M)
  Universidad Guadalajara (1994)


torneios curtos (1997-2016)

A partir de 1997 com o desmembramento em dois torneios curtos por temporada, Toluca (sete) e Pachuca (seis) passaram a ser os maiores vitoriosos desde então. O atual Apertura chamava-se Invierno até 2001 e o Clausura era chamado de Verano de 1997 a 2002 com exceção de 2010, que recebeu o nome de Bicentenario. O único a vencer os dois torneios curtos na mesma temporada foi o León (Apertura 2013 e Clausura 2014) enquanto que no mesmo ano mas em temporadas diferentes tivemos somente o Pumas em 2004.

7 Toluca (1998-V, 1999-V, 2000-V, 2002-A, 2005-A, 2008-A e 2010-B)
6 Pachuca (1999-I, 2001-I, 2003-A, 2006-C, 2007-C e 2016-C)
5 Santos Laguna (1996-I, 2001-V, 2008-C, 2012-C e 2015-C)
4 Pumas UNAM (2004-C, 2004-A, 2009-C e 2011-C)
  América (2002-V, 2005-C, 2013-C e 2014-A)
3 Monterrey (2003-C, 2009-A e 2010-A)
2 Chivas Guadalajara (1997-V e 2006-A)
  León (2013-A e 2014-C)
  Tigres (2011-A e 2015-A)
1 Cruz Azul (1997-I)
  Necaxa (1998-I)
  Morelia (2000-I)
  Atlante (2007-A)
  Tijuana (2012-A)


todos os campeões mexicanos (1944-2016)

Os dois times mais populares do país lideram a lista entre os 25 campeões mexicanos. Em se tratando de períodos, o León foi vitorioso entre os anos 40 e 50; o Chivas foi o time a ser batido no fim dos anos 50 até a metade dos anos 60; o Cruz Azul dominou os anos 70 e o América os 80. Com o desmembramento em torneios curtos a supremacia passou a ser dividida entre Pachuca, Santos Laguna e Toluca, este último se juntando a América e Chivas como os únicos a ganharem o Campeonato Mexicano por dez vezes ou mais.

12 títulos
América (1966, 1971, 1976, 1984, 1985, 1985-P, 1988, 1989, 2002-V, 2005-C, 2013-C e 2014-A)

11 títulos 
Chivas (1957, 1959, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1970, 1987, 1997-V e 2006-A)

10 títulos 
Toluca (1967, 1968, 1975, 1998-V, 1999-V, 2000-V, 2002-A, 2005-A, 2008-A e 2010-B)

8 títulos 
Cruz Azul (1969, 1970-M, 1972, 1973, 1974, 1979, 1980 e 1997-I)

7 títulos 
Pumas  (1977, 1981 e 1991, 2004-C, 2004-A, 2009-C e 2011-C)
León (1948, 1949, 1952, 1956, 1992, 2013-A e 2014-C)

6 títulos 
Pachuca (1999-I, 2001-I, 2003-A, 2006-C, 2007-C e 2016-C)

5 títulos 
Santos Laguna (1996-I, 2001-V, 2008-C, 2012-C e 2015-C)

4 títulos 
Monterrey (1986-M, 2003-C, 2009-A e 2010-A)
Tigres  (1978, 1982, 2011-A e 2015-A)

3 títulos 
Atlante (1947, 1993 e 2007-A)
Necaxa (1995, 1996 e 1998-I)

2 títulos
Veracruz (1946 e 1950)
Zacatepec (1955 e 1958)
Puebla (1983 e 1990)

1 título 
Asturias (1944)
España (1945)
Atlas (1951)
Tampico (1953)
Marte (1954)
Oro (1963)
Universidad Guadalajara (1994)
Morelia (2000-I)
Tijuana (2012-A)


mais vezes entre os dois primeiros 

Os dois maiores vencedores empatam nesse quesito com vinte vezes cada. Cruz Azul, Toluca, Pumas, León e Santos Laguna são os únicos times a terminar nas duas primeiras colocações por no mínimo dez vezes.

20 Chivas Guadalajara
    América
18 Cruz Azul
16 Toluca
14 Pumas UNAM
12 León
10 Santos Laguna

campeões por entidade federativa

Como era de se esperar, os maiores campeões são do Distrito Federal, onde se situa a capital (Cidade do México). Logo a seguir vêm Jalisco (graças ao Chivas) e Estado do México. Nuevo León e Hidalgo completam o Top 5.

32 Distrito Federal (Cidade do México)
14 Jalisco
10 Estado do México
 8 Nuevo León
   Hidalgo
 7 Guanajuato


tabela histórica de pontos

Único time a romper a barreira dos três mil pontos, o América empata com o Chivas em número de jogos (2378 cada). Além disso é o time que mais venceu (1006), marcou gols (3833) e com o melhor saldo (758). O time de Guadalajara é segundo nos quesitos jogos, vitórias e gols marcados e o Cruz Azul (quarto na tabela) tem o segundo melhor saldo, com apenas um gol atrás do América. Por outro lado o Atlas foi o que mais perdeu, com 840 derrotas.

3027 América
2917 Chivas Guadalajara
2671 Toluca
2488 Cruz Azul
2487 Atlas
2431 Atlante
2323 Pumas UNAM
2278 Monterrey
2121 León
2002 Puebla


mais participações

Ao todo 56 times participaram de pelo menos uma edição do Campeonato Mexicano. Somente América e Chivas estiveram presentes em todas as edições. O Atlas ficou de fora de apenas três e o Atlante de seis. Além dos dois maiores clubes mexicanos, outros seis times jamais foram rebaixados (entre parênteses o ano de estreia): Toluca (1953), Pumas (1962), Cruz Azul (1964), Santos Laguna (1988), Chiapas (2002) e Tijuana (2011).

95 América
    Chivas
92 Atlas
89 Atlante
85 Toluca
80 Monterrey
76 Pumas
75 Puebla
74 Cruz Azul
71 León




Nenhum comentário:

Postar um comentário