Páginas

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Final Rio 2016 e todas as decisões do futebol nos Jogos Olímpicos



Foram conhecidos os finalistas do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: no masculino a decisão será entre dois gigantes do futebol mundial, Brasil x Alemanha. Prata em 2012, os brasileiros voltam a uma final no masculino enquanto que os alemães chegam na decisão pela primeira vez. Já no feminino Suécia x Alemanha brigarão pelo ouro em que ambos estrearão em finais.
Desde que o torneio de futebol feminino passou a ser disputado em Atlanta-EUA no ano de 1996, essa será a primeira vez que um país (no caso a Alemanha) coloca suas duas seleções numa final olímpica. Até então apenas o Brasil nas edições de 1996 e 2008 havia estado nas semifinais nos dois gêneros e subindo ao pódio oito anos atrás, em Pequim-CHN.
E como nenhum dos finalistas jamais faturaram o ouro, conheceremos nessa edição dois campeões inéditos.


semifinais - feminino

16/08 terça-feira
Brasil 0x0 Suécia - 3x4 pênaltis (Rio de Janeiro)
Canadá 0x2 Alemanha (Belo Horizonte)


semifinais - masculino

17/08 quarta-feira
Brasil 6x0 Honduras (Rio de Janeiro)
Nigéria 0x2 Alemanha (São Paulo)


feminino

disputa pelo bronze

19/08 sexta-feira
Brasil x Canadá (São Paulo)


final

19/08 sexta-feira
Alemanha x Suécia (Rio de Janeiro)


masculino

disputa pelo bronze

20/08 sábado
Nigéria x Honduras (Belo Horizonte)


final

20/08 sábado
Brasil x Alemanha (Rio de Janeiro)


as decisões do futebol dos Jogos Olímpicos


masculino 

O torneio de futebol dos Jogos Olímpicos foi introduzido na edição de 1908 em Londres-ING, ficando de fora apenas em 1932, além dos anos em que os Jogos não foram realizados (1916, 1940 e 1944). Em 1920 até teve final entre Bélgica e Tchecoslováquia, mas os tchecos abandonaram a decisão, sendo desclassificados e a medalha de ouro entregue aos belgas. Com isso, houve um mini-torneio para que se conhecesse o vice, que acabou sendo a Espanha.
Os recordistas em decisões são Iugoslávia, Hungria e agora o Brasil, todos com quatro finais. Os iugoslavos inclusive detém o recorde de finais consecutivas. Outro fato que chama a atenção é o retorno de um país europeu a uma decisão após ficarem de fora das três últimas. No século passado isso só havia ocorrido em apenas duas oportunidades (1928 e 1996).

1908 Grã-Bretanha 2x0 Dinamarca
1912 Grã-Bretanha 4x2 Dinamarca
1920 não houve final (Bélgica campeã)
1924 Uruguai 3x0 Suíça
1928 Uruguai 2x1 Argentina
1936 Itália 2x1 Áustria
1948 Suécia 3x1 Iugoslávia
1952 Hungria 2x0 Iugoslávia
1956 União Soviética 1x0 Iugoslávia
1960 Iugoslávia 3x1 Dinamarca
1964 Hungria 2x1 Tchecoslováquia
1968 Hungria 4x1 Bulgária
1972 Polônia 2x1 Hungria
1976 Alemanha Oriental 3x1 Polônia
1980 Tchecoslováquia 1x0 Alemanha Oriental
1984 França 2x0 Brasil
1988 União Soviética 2x1 Brasil
1992 Espanha 3x2 Polônia
1996 Nigéria 3x2 Argentina
2000 Camarões 2x2 Espanha (5x3 pênaltis)
2004 Argentina 1x0 Paraguai
2008 Argentina 1x0 Nigéria
2012 México 2x1 Brasil


feminino

Introduzido nos Jogos Olímpicos somente em 1996, o torneio de futebol feminino teve até aqui cinco edições e apenas duas seleções campeãs: Estados Unidos e Noruega, essa a única a bater as norte-americanas numa final, coisa que Brasil (duas vezes), China e Japão tentaram mas não conseguiram.


1996 Estados Unidos 2x1 China
2000 Noruega 3x2 Estados Unidos
2004 Estados Unidos 2x1 Brasil
2008 Estados Unidos 1x0 Brasil
2012 Estados Unidos 2x1 Japão



Nenhum comentário:

Postar um comentário