Páginas

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Semifinais da Copa Sul-Americana 2016

Amanhã e quarta teremos os jogos de ida das semifinais da Copa Sul-Americana 2016. Primeiro o confronto entre colombianos e paraguaios representados respectivamente por Nacional e Cerro Porteño; na outra chave a Chapecoense mede forças com mais um grande argentino, dessa vez o San Lorenzo, revivendo a velha rivalidade Brasil x Argentina. Portanto quatro times de quatro países diferentes, o que não ocorria em uma semifinal de Sul-Americana desde a edição de 2012 quando o São Paulo levantou a taça.
Além dos jogos de ida listamos também os confrontos entre os países representados nas semifinais:


semifinais - jogos de ida

01/11 terça-feira
Cerro Porteño-PAR x Nacional-COL

02/11 quarta-feira
San Lorenzo-ARG x Chapecoense


retrospecto dos confrontos entre os países semifinalistas 

O confronto entre Cerro Porteño-PAR e Nacional-COL será o de número onze na história da competição e até aqui a vantagem é paraguaia, com seis classificações e quatro eliminações graças ao Cerro, que só nessa edição eliminou dois colombianos nas fases anteriores (Santa Fé e Independiente Medellín) já que antes de 2016 o placar estava empatado, com quatro classificações de cada lado.
Na outra chave teremos o confronto de países que mais se repetiu: brasileiros e argentinos se enfrentaram por 27 vezes, com os times da Argentina tendo uma leve vantagem (15 a 12) e das quatro decisões entre ambos tivemos dois títulos para cada lado. Em se tratando de semifinal porém os argentinos levam a melhor, com vitórias nos dois confrontos, o último deles em 2004.


confrontos entre colombianos e paraguaios

10 confrontos
 6 classificações paraguaias
 4 classificações colombianas

em semifinal: 1 classificação colombiana

2011 Libertad x La Equidad (1x0 e 1x0) 2ª fase
2012 Millonarios x Guaraní (4x2 e 1x1) 2ª fase
2013 Nacional x Guaraní (2x0 e 0x0) 2ª fase
     Libertad x Águilas Doradas (2x0 e 0x1) quartas
2014 Nacional x General Díaz (0x2 e 3x1) 2ª fase
2015 Olímpia x Águilas Doradas (1x1 e 2x1) 2ª fase
     Sportivo Luqueño x Tolima (1x1 e 1x0) oitavas
     Santa Fé x Sportivo Luqueño (1x1 e 0x0) semifinais
2016 Cerro Porteño x Santa Fé (0x2 e 4x1) oitavas
     Cerro Porteño x Independiente Medellín (0x0 e 2x0) quartas


confrontos entre brasileiros e argentinos

27 confrontos
15 classificações argentinas
12 classificações brasileiras

em semifinal: 2 classificações argentinas

2003 River Plate x São Paulo (3x1 e 0x2 nos pênaltis 4x2) semifinais
2004 Boca Jr x Internacional (4x2 e 0x0) semifinais
2005 Velez Sarsfield x Cruzeiro (2x0 e 1x2) oitaavs
      Corinthians x River Plate (0x0 e 1x1) oitavas
      Fluminense x Banfield (3x1 e 0x0) oitaavs
      Internacional x Rosário Central (1x0 e 1x1) oitavas
      Boca Jr x Internacional (0x1 e 4x0) quartas
2006 San Lorenzo x Santos (3x0 e 0x1) oitavas15 
      Gimnasia y Esgrima x Fluminense (1x1 e 2x0) oitavas
      Lanús x Corinthians (0x0 e 4x2) oitavas
      Atlético PR x River Plate (1x0 e 2x2) oitavas
2007 River Plate x Botafogo (0x1 e 4x2) oitavas
      São Paulo x Boca Jr (1x2 e 1x0) oitavas
      Arsenal x Goiás (3x2 e 1x1) oitavas
      Vasco x Lanús (0x2 e 3x0) oitavas
2008 Internacional x Boca Jr (2x0 e 1x2) oitavas
      Estudiantes x Botafogo (2x0 e 2x2) oitavas
      Argentinos Jr x Palmeiras (1x0 e 2x0) oitavas
      Internacional x Estudiantes (1x0 e 1x1) final
2010 Independiente x Goiás (0x2 e 3x1 nos pênaltis 5x3) final
2012 São Paulo x Tigre (0x0 e 2x0) final
2013 Ponte Preta x Velez Sarsfield (0x0 e 2x0) quartas
      Lanús x Ponte Preta (1x1 e 2x0) final
2015 Huracán x Sport Recife (1x1 e 3x0) oitavas
      River Plate x Chapecoense (3x1 e 1x2) quartas
2016 Coritiba x Belgrano (1x2, 2x1 e 4x3 pênaltis) oitavas
      Chapecoense x Independiente (0x0, 0x0 e 5x4 pênaltis) oitavas



domingo, 30 de outubro de 2016

Todos os países quadrifinalistas da Copa Sul-Americana

No post anterior abordamos todos os clubes que um dia chegaram as quartas de final da Copa Sul-Americana. Hoje será a vez de listarmos os países pela ordem de presença nessa mesma fase.
O país que mais esteve representado nas quartas de final é a Argentina com 36 seguido do Brasil, este com sete a menos. Por outro lado clubes da Venezuela jamais chegaram as quartas de final.
Já em se tratando de edições, os argentinos estiveram representados em todas com o Brasil ficando de fora apenas no ano em que não participou (2002). Outro país com 100% de presenças é o México, que nas quatro edições que participou fez um time do país quadrifinalista. Logo a seguir vem a Colômbia, que não colocou time nas quartas em apenas quatro oportunidades:


Argentina - 36 presenças (14 times)
2002 San Lorenzo, Racing e Gimnasia y Esgrima / 2003 River Plate e Boca Jrs / 2004 Boca Jrs e Arsenal / 2005 Boca Jrs e Vélez Sarsfield / 2006 San Lorenzo, Gimnasia y Esgrima e Lanús / 2007 Arsenal e River Plate / 2008 Estudiantes, Boca Jrs, River Plate e Argentinos Jrs / 2009 Velez Sarsfield e San Lorenzo / 2010 Independiente e Newell’s Old Boys / 2011 Velez Sarsfield e Arsenal / 2012 Tigre e Independiente / 2013 Lanús, River Plate e Vélez Sarsfield / 2014 River Plate, Boca Jrs e Estudiantes / 2015 Huracán, River Plate e Independiente / 2016 San Lorenzo

Brasil - 29 presenças (16 times)
2003 São Paulo e Santos / 2004 Internacional e Santos / 2005 Internacional, Corinthians e Fluminense / 2006 Atlético Paranaense / 2007 São Paulo e Vasco / 2008 Palmeiras, Botafogo e Internacional / 2009 Fluminense e Botafogo / 2010 Goiás, Palmeiras, Avaí e Atlético Mineiro / 2011 Vasco / 2012 São Paulo e Grêmio / 2013 Ponte Preta e São Paulo / 2014 São Paulo / 2015 Chapecoense e Atlético Paranaense / 2016 Chapecoense e Coritiba

Colômbia - 14 presenças (7 times)
2002 Nacional / 2003 Nacional / 2004 Junior / 2007 Millonarios / 2010 Tolima / 2011 Santa Fé / 2012 Millonarios / 2013 Nacional e Águilas Doradas / 2014 Nacional / 2015 Santa Fé / 2016 Nacional, Junior e Independiente Medellín

Paraguai - 9 presenças (3 times)
2003 Libertad / 2004 Cerro Porteño / 2009 Cerro Porteño / 2011 Libertad / 2012 Cerro Porteño / 2013 Libertad / 2014 Cerro Porteño / 2015 Sportivo Luqueño / 2016 Cerro Porteño

Chile - 8 presenças (5 times)
2002 Santiago Wanderers / 2005 Universidad Católica / 2006 Colo Colo / 2009 Universidad de Chile / 2011 Universidad de Chile / 2012 Universidad de Chile e Universidad Católica / 2016 Palestino

México - 7 presenças (5 times)
2005 América e Pumas / 2006 Pachuca e Toluca / 2007 América e Chivas Guadalajara / 2008 Chivas Guadalajara

Uruguai - 5 presenças (3 times)
2002 Nacional / 2006 Nacional / 2007 Defensor / 2009 River Plate / 2015 Defensor

Equador - 5 presenças (2 times)
2004 LDU / 2009 LDU / 2010 LDU / 2011 LDU / 2014 Emelec

Peru - 4 presenças (4 times)
2002 Alianza Lima / 2003 Cienciano / 2011 Universitário / 2014 Universidad César Vallejo

Bolívia - 3 presenças (2 times)
2002 Bolívar / 2003 The Strongest / 2004 Bolívar


por edições

15 edições
Argentina (presente em todas)

14 edições
Brasil (fora somente em 2002 quando não participou)

11 edições
Colômbia (ausente em 2005, 2006, 2008 e 2009)

9 edições
Paraguai (com representante consecutivo desde 2011)

7 edições
Chile (desde 2006 não havia representante inédito)

5 edições
Uruguai (apenas um representante nas últimas sete edições)
Equador (três seguidas entre 2009 e 2011)

4 edições
México (esteve representado nas quatro participações)
Peru (em todas com quatro times diferentes)

3 edições
Bolívia (fora das quartas desde 2004)







sábado, 29 de outubro de 2016

Todos os clubes quadrifinalistas da Copa Sul-Americana

Na atual edição três times estiveram na fase de quartas de final pela primeira vez (Coritiba, Independiente Medellín-COL e Palestino-CHI ) elevando para 62 o número de times de alcançaram tal fase.
O recordista de presenças nas quartas de final é o River Plate-ARG, terminando entre os oito melhores em seis oportunidades. Logo a seguir quatro times estiveram por cinco vezes: Boca Jrs-ARG, São Paulo, Nacional-COL e Cerro Porteño-PAR, esses dois últimos semifinalistas dessa edição. Já em se tratando de países o ranking de presenças pertence a Argentina, que esteve por 36 vezes através de catorze times com os brasileiros em segundo lugar com 29, mas com dois times diferentes a mais. Por outro lado, jamais um venezuelano alcançou a fase de quartas de final.
E pensando no tema o blog listou para você todos esses times juntamente com os anos em que foram quadrifinalistas e em destaque as edições em que avançaram às semifinais:


todos os quadrifinalistas (em azul as edições em que avançaram as semifinais)


6 presenças
River Plate-ARG (2003, 2007, 2008, 2013, 2014 e 2015)

5 presenças
São Paulo (2003, 2007, 2012, 2013 e 2014)
Nacional-COL (2002, 20032014, 2015 e 2016)
Boca Jrs-ARG (2003, 2004, 2005, 2008 e 2014)
Cerro Porteño-PAR (2004, 2009, 2012, 2014 e 2016)

4 presenças
LDU-EQU (2004, 2009, 2010 e 2011)
Velez Sarsfield-ARG (2005, 2009, 2011 e 2013)
San Lorenzo-ARG (2002, 2006, 2009 e 2016)

3 presenças
Internacional (2004, 2005 e 2008)
Arsenal-ARG (2004, 2007 e 2011)
Independiente-ARG (2010, 2012 e 2015)
Universidad de Chile-CHI (2009, 2011 e 2012)
Libertad-PAR (2003, 2011 e 2013)

2 presenças
Bolívar-BOL (2002 e 2004)
Universidad Catolica-CHI (2005 e 2012)
Millonarios-COL (2007 e 2012)
Nacional-URU (2002 e 2006)
Atlético Paranaense (2006 e 2015)
América-MEX (2005 e 2007)
Estudiantes-ARG (2008 e 2014)
Chivas Guadalajara-MEX (2007 e 2008)
Fluminense (2005 e 2009)
Palmeiras (2008 e 2010)
Vasco (2007 e 2011)
Lanús-ARG (2006 e 2013)
Santa Fé-COL (2011 e 2015)
Chapecoense (2015 e 2016)
Santos (2003 e 2004)
Gimnasia y Esgrima (2002 e 2006)
Botafogo (2008 e 2009)
Defensor-URU (2007 e 2015)
Junior-COL (2004 e 2016)

1 presença
Cienciano-PER (2003)
Pumas-MEX (2005)
Pachuca-MEX (2006)
Colo Colo-CHI (2006)
Toluca-MEX (2006)
Argentinos Jrs-ARG (2008)
River Plate-URU (2009)
Goiás (2010)
Tigre-ARG (2012)
Ponte Preta (2013)
Huracán-ARG (2015)
Sportivo Luqueño-PAR (2015)
Alianza Lima-PER (2002)
Racing-ARG (2002)
Santiago Wanderers-CHI (2002)
The Strongest-BOL (2003)
Corinthians (2005)
Atlético Mineiro (2010)
Avaí (2010)
Newell's Old Boys-ARG (2010)
Universitário-PER (2011)
Grêmio (2012)
Águilas Doradas-COL (2013)
Universidad Cesar Vallejo-PER (2014)
Emelec-EQU (2014)
Independiente Medellín-COL (2016)
Palestino-CHI (2016)
Coritiba (2016)




sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Copa Sul-Americana: Os classificados para as semifinais

Cerro Porteño-PAR, Nacional-COL, Chapecoense e San Lorenzo-ARG são os semifinalistas da Copa Sul-Americana 2016, isto é, os quatro sobreviventes dos 47 que iniciaram a competição.
Na terça o time paraguaio bateu os colombianos do Independiente Medellín por 2 a 0, chegando a sua segunda semifinal de Copa Sul-Americana. Seu rival na próxima fase será simplesmente o atual campeão da Libertadores Nacional, que avançou graças a vitória de virada sobre o Coritiba (3x1) com três gols de Miguel Borja, jogador sensação dos gramados sul-americanos.
Do outro lado da chave teremos a surpreendente Chapecoense, que precisando vencer outro time colombiano, o Junior por dois gols de diferença fez mais que isso: venceu por sonoros 3 a 0 e em sua segunda participação de um torneio internacional já termina no mínimo entre os quatro melhores. Agora o time brasileiro enfrenta o San Lorenzo, único dos semifinalistas a ter conquistado o título da competição, aliás foi campeão da primeira edição em 2002 e que há dois anos atrás faturou a Copa Libertadores.
Os jogos de ida das semifinais ocorrem na próxima semana enquanto que a volta serão jogados apenas no fim do mês, já que novamente teremos a pausa para as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018:


quartas de final - jogos de volta

25/10 terça-feira
Cerro Porteño-PAR 2x0 Independiente Medellín-COL

26/10 quarta-feira
Nacional-COL 3x1 Coritiba
Chapecoense 3x0 Junior-COL

27/10 quinta-feira
Palestino-CHI 1x0 San Lorenzo-ARG


semifinais - jogos de ida

01/11 terça-feira
Cerro Porteño-PAR x Nacional-COL

02/11 quarta-feira
San Lorenzo-ARG x Chapecoense




domingo, 23 de outubro de 2016

Todos os confrontos entre os países representados nas quartas de final da Copa Sul-Americana 2016

Nas quartas de final da edição atual estamos tendo dois confrontos entre brasileiros e colombianos (Chapecoense x Junior e Coritiba x Nacional), um entre argentinos e chilenos (San Lorenzo x Palestino) e por fim um entre colombianos e paraguaios (Independiente Medellín x Cerro Porteño).
Entre clubes do Brasil e Colômbia foram treze enfrentamentos com larga vantagem colombiana (8 a 5) embora se tratando apenas dessa fase de quartas de final há um empate entre os dois países. 
Já no confrontos entre argentinos e chilenos tudo empatado, com três classificações para cada lado e entre colombianos e paraguaios são cinco vitórias dos times do Paraguai e quatro da Colômbia. Essa é a quarta vez que clubes da Argentina e Chile duelam pelas quartas e em todas as outras os chilenos avançaram às semifinais. E por fim no único confronto de quartas de final entre paraguaios e colombianos deu Paraguai. 
E o blog pensando em ser mais completo nos quesitos de dados, números, curiosidades e estatísticas listou para você todos os confrontos na história da Copa Sul-Americana entre os que estão ocorrendo nessa fase:


confrontos entre brasileiros e colombianos

13 confrontos
 8 classificações colombianas
 5 classificações brasileiras

em quartas de final: 2 classificações para cada lado

2004 Internacional x Junior (1x0 e 1x1) quartas
2007 Millonarios x São Paulo (1x0 e 2x0) quartas
2008 Botafogo x América (1x0 e 3x1) oitavas
2010 Atlético Mineiro x Santa Fé (2x0 e 0x1) oitavas
2011 Santa Fé x Botafogo (1x1 e 4x1) oitavas
2012 Millonarios x Palmeiras (1x3 e 3x0) oitavas
       Millonarios x Grêmio (0x1 e 3x1) quartas
2013 Nacional x Bahia (1x0, 0x1 e 4x3 pênaltis) oitavas
       Águilas Doradas x Coritiba (1x0 e 2x1) oitavas
       Ponte Preta x Deportivo Pasto (2x0 e 0x1) oitavas
       São Paulo x Nacional (3x2 e 0x0) quartas
2014 Nacional x Vitória (2x2 e 1x0) oitavas
       Nacional x São Paulo (1x0, 0x1 e 4x1 pênaltis) semifinais


confrontos entre argentinos e chilenos

6 confrontos
3 classificações argentinas
3 classificações chilenas

em quartas de final: 3 classificações chilenas

2005 Boca Jrs x Universidad Catolica (2x2 e 1x0) semifinais
2006 Colo Colo x Gimnasia y Esgrima (4x1 e 2x0) quartas
2011 Velez Sarsfield x Universidad Catolica (2x0 e 1x1) oitavas
       Universidad de Chile x Arsenal (2x1 e 3x0) quartas
2012 Universidad Catolica x Independiente (2x2 e 2x1) quartas
2013 Lanús x Universidad de Chile (4x0 e 0x1) oitavas


confrontos entre colombianos e paraguaios

9 confrontos
5 classificações paraguaias
4 classificações colombianas

em quartas de final: 1 classificação paraguaia

2011 Libertad x La Equidad (1x0 e 1x0) 2ª fase
2012 Millonarios x Guaraní (4x2 e 1x1) 2ª fase
2013 Nacional x Guaraní (2x0 e 0x0) 2ª fase
       Libertad x Águilas Doradas (2x0 e 0x1) quartas
2014 Nacional x General Díaz (0x2 e 3x1) 2ª fase
2015 Olímpia x Águilas Doradas (1x1 e 2x1) 2ª fase
       Sportivo Luqueño x Tolima (1x1 e 1x0) oitavas
       Santa Fé x Sportivo Luqueño (1x1 e 0x0) semifinais
2016 Cerro Porteño x Santa Fé (0x2 e 4x1) oitavas




sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Copa Sul-Americana: Jogos de volta das quartas de final

Entre terça e ontem tivemos os jogos de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana 2016, com destaque para as vitórias de Junior-COL e San Lorernzo-ARG. Cerro Porteño-PAR e Nacional-COL também se deram bem ao empatarem fora de casa. Os jogos de volta serão já na próxima semana:


18/10 terça-feira
Independiente Medellín-COL 0x0 Cerro Porteño-PAR

19/10 quarta-feira
Coritiba 1x1 Nacional-COL
Junior-COL 1x0 Chapecoense

20/10 quinta-feira
San Lorenzo-ARG 2x0 Palestino-CHI


jogos de volta

25/10 terça-feira
Cerro Porteño-PAR x Independiente Medellín-COL

26/10 quarta-feira
Nacional-COL x Coritiba
Chapecoense x Junior-COL

27/10 quinta-feira
Palestino-CHI x San Lorenzo-ARG



segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Quartas de final da Copa Sul-Americana 2016

E depois da pausa para as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 a Copa Sul-Americana está de volta em sua fase de quartas de final com uma partida amanhã, duas na quarta e a outra na quinta-feira.
E o blog traz pra você essas partidas e também um retrospecto dos confrontos das quartas de final:


18/10 terça-feira
Independiente Medellín-COL x Cerro Porteño-PAR

19/10 quarta-feira
Coritiba x Nacional-COL
Junior-COL x Chapecoense

20/10 quinta-feira
San Lorenzo-ARG x Palestino-CHI


retrospecto dos confrontos

Apenas Independiente Medellín-COL e Cerro Porteño-PAR já se enfrentaram em competições internacionais, e todas válidas pela Copa Libertadores. A vantagem é dos colombianos, que além de vencerem a metade dos jogos ainda eliminou os paraguaios no único confronto de mata-mata entre os dois times:

Indepediente Medellín-COL x Cerro Porteño-PAR
6 jogos
3 vitórias do Independiente Medellín
1 vitória do Cerro Porteño
2 empates

1994 Libertadores (1a fase)
Independiente Medellín 3x0 Cerro Porteño
Cerro Porteño 0x0 Independiente Medellín

2003 Libertadores (oitavas)
Cerro Porteño 0x1 Independiente Medellín
Independiente Medellín 0x1 Cerro Porteño (4x2 nos pênaltis)

2010 Libertadores (1a fase)
Cerro Porteño 1x1 Independiente Medellín
Independiente Medellín 1x0 Cerro Porteño



domingo, 16 de outubro de 2016

Especial 03 Campeonato Argentino 2016-2017



No terceiro e último especial sobre o Campeonato Argentino é a vez de abordarmos as participações dos principais clubes, tanto no geral quanto em quem mais disputou de forma consecutiva, além da lista final de todos os campeões somando todos os períodos:


as vinte maiores participações (entre parênteses o ano de estréia)

Um total de 121 clubes já disputaram ao menos de uma edição do Campeonato Argentino, sendo que os cinco maiores do país mais o Estudiantes são os únicos a participarem por mais de cem temporadas:

109 River Plate (1909)
106 Independiente (1912)
     Boca Jrs (1913)
105 Racing (1911)
     Estudiantes (1912)
103 San Lorenzo (1915)
 97 Velez Sarsfield (1919)
 92 Huracán (1914)
    Gimnasia y Esgrima (1916)
 80 Ferro Carril Oeste (1913)
 77 Newell’s Old Boys (1939)
 76 Lanús (1920)
 74 Argentinos Jrs (1922)
 73 Platense (1913)
    Rosario Central (1939)
 70 Banfield (1897)
 63 Atlanta (1912)
 60 Quilmes (1900)
    Chacarita Jrs (1925)
 51 Tigre (1913)


maiores sequências no geral

Caso não fossem rebaixados para a segunda divisão nessa década, River Plate e Independiente seriam os líderes dessa lista encabeçada pelo Boca Jrs, clube que há mais tempo participa da divisão principal:

106 Boca Jrs (desde 1913)
103 River Plate (1909 a 2011)
102 Independiente (1912 a 2013)
 75 Velez Sarsfield (desde 1944)
 73 Racing (1911 a 1983)
    Huracán (1914 a 1986)
 67 San Lorenzo (1915 a 1981)
 55 Newell’s Old Boys (desde 1964)
 40 Estudiantes (1955 a 1994)
    Argentinos Jrs (1956 a 1995)


maiores sequências desde o último acesso

Aqui a liderança do ranking também pertence ao Boca, já que desde seu primeiro acesso em 1913 jamais retornou à segunda divisão nacional, sendo também o único a estar em todas as temporadas da Era Profissional iniciada em 1931. Na segunda posição está o Velez Sarsfield, que não retorna a divisão de acesso há 75 temporadas, fazendo companhia ao time de La Bombonera na elite desde a década de 40:

106 Boca Jrs (desde 1913)
 75 Velez Sarsfield (desde 1944)
 55 Newell’s Old Boys (desde 1964)
 36 San Lorenzo (desde 1983)
 32 Racing (desde 1987)
 26 Lanús (desde 1993)
 23 Estudiantes (desde 1996)
 16 Arsenal (desde 2003)
 11 Tigre (desde 2008)
 10 Godoy Cruz (desde 2009)


todos os campeões argentinos

Nos outros dois especiais havíamos listado os campeões nacionais divididos por períodos. Hoje no nosso terceiro e último especial é a vez de postarmos todos os 28 clubes que um dia conquistaram o Campeonato Argentino. As letras após o ano refere-se ao tipo de campeonato (A-Apertura, C-Clausura, I-Inicial, F-Final e M-Metropolitano):


36 títulos
River Plate (1932, 1936, 1936, 1937, 1941, 1942, 1945, 1947, 1952, 1953, 1955, 1956, 1957, 1975, 1975-M, 1977-M, 1979, 1979-M, 1980-M, 1981, 1986, 1990, 1991-A, 1993-A, 1994-A, 1996-A, 1997-C, 1997-A, 1999-A, 2000-C, 2002-C, 2003-C, 2004-C, 2008-C e 2014-F)

31 títulos
Boca Jrs (1919, 1920, 1923, 1924, 1926, 1930, 1931, 1934, 1935, 1940, 1943, 1944, 1954, 1962, 1964, 1965, 1969, 1970, 1976, 1976-M, 1981-M, 1992-A, 1998-A, 1999-C, 2000-A, 2003-A, 2005-A, 2006-C, 2008-A, 2012-A e 2015)

17 títulos
Racing (1913, 1914, 1915, 1916, 1917, 1918, 1919, 1921, 1925, 1949, 1950, 1951, 1958, 1961, 1966, 2001-A e 2014)

16 títulos
Independiente (1922, 1926, 1938, 1939, 1948, 1960, 1963, 1967, 1970-M, 1971-M, 1977, 1978, 1983-M, 1989, 1994-C e 2002-A)

15 títulos
San Lorenzo (1923, 1924, 1927, 1933, 1936, 1946, 1959, 1968-M, 1972, 1972-M, 1974, 1995-C, 2001-C, 2007-C e 2013-I)

10 títulos
Alumni (1900, 1901, 1902, 1903, 1905, 1906, 1907, 1909, 1910 e 1911)
Velez Sarsfield (1968, 1993-C, 1995-A, 1996-C, 1998-C, 2005-C, 2009-C, 2011-C, 2012-I e 2013)

6 títulos
Estudiantes (1913, 1967-M, 1982-M, 1983, 2006-A e 2010-A)
Newell's Old Boys (1974-M, 1988, 1991, 1992-C, 2004-A e 2013-F)

5 títulos
Lomas Athletic (1893, 1894, 1895, 1897 e 1898)
Huracán (1921, 1922, 1925, 1928 e 1973-M)

4 títulos
Rosário Central 1971, 1973, 1980 e 1987)

3 títulos
Belgrano Athletic (1899, 1904 e 1908)
Argentinos Jrs (1984-M, 1985 e 2010-C)

2 títulos
Porteño (1912 e 1914)
Estudantil Porteño (1931 e 1934)
Quilmes (1912 e 1978-M)
Ferro Carril Oeste (1982 e 1984)
Lanús (2007-A e 2016)

1 título
Saint Andrew's (1981)
Lomas Academy (1896)
Gimnasia y Esgrima (1929)
Sportivo Barracas (1932)
Dock Sud (1933)
Chacarita Jrs (1969)
Banfield (2009-A)
Arsenal (2012-C)


sábado, 15 de outubro de 2016

Mundial Feminino Sub-17 2016: Venezuela nas semifinais



Pela segunda vez na história do Mundial Feminino Sub-17 a Venezuela se classifica para as semifinais da competição, repetindo o feito da última edição e sendo a única seleção da América do Sul a estar entre os semifinalistas desde quando o mundial passou a ser disputado em 2008.
Dois anos atrás na Costa Rica as venezuelanas deixaram de ir à final ao serem goleadas pelas japonesas por 4 a 1 e mais tarde perderiam o terceiro lugar para a Itália. Além das sul-americanas, garantiram vaga nas semifinais Coreia do Norte, Espanha e Japão, curiosamente essas duas últimas seleções semifinalistas da edição passada ao lado da Venezuela.
As semifinais serão jogadas na segunda-feira com a Venezuela encarando a Coreia do Norte enquanto que Espanha x Japão reeditam a última final vencida pelas japonesas:


quartas de final 

12/10 quarta-feira
Venezuela 2x1 México


Outros classificados: Coreia do Norte (2x1 Gana), Espanha (2x1 Alemanha) e Japão (3x0 Inglaterra)


semifinais

17/10 segunda-feira
Venezuela x Coreia do Norte
Espanha x Japão



quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Mundial Feminino Sub-17 2016: Brasil e Paraguai fora; Venezuela nas quartas



Entre hoje e amanhã teremos a fase de quartas de final do Mundial Feminino Sub-17 que está sendo disputado na Jordânia. Das três seleções que representavam a América do Sul apenas a Venezuela avançou para a próxima fase ao terminar na segunda colocação de seu grupo com seis pontos (duas vitórias e uma derrota) somente atrás da Alemanha. Já Brasil e Paraguai estão eliminados após fracas campanhas: as brasileiras venceram apenas na estreia diante da Nigéria e depois acabaram derrotadas nas duas partidas seguintes por Coreia do Norte e Inglaterra, seleções que avançaram de seu grupo. Por outro lado as paraguaias fizeram pior, perdendo as três partidas sendo duas delas por goleada.
Avançaram para as quartas de final México e Espanha pelo Grupo A; Alemanha e Venezuela pelo Grupo B; Coreia do Norte e Inglaterra no C e por fim pelo Grupo D se classificaram Japão e Gana.
Hoje teremos Venezuela x México e Alemanha x Espanha e amanhã será a vez dos confrontos entre Coreia do Norte x Gana e Japão x Inglaterra.
Continuaremos com a cobertura do Mundial apenas em caso de classificação venezuelana:


jogos das sul-americanas

30/09 sexta-feira 
Venezuela 1x2 Alemanha

01/10 sábado
Brasil 1x0 Nigéria
Paraguai 1x6 Estados Unidos

03/10 segunda-feira
Venezuela 2x1 Camarões

04/10 terça-feira
Brasil 0x1 Coréia do Norte
Paraguai 0x5 Japão

07/10 sexta-feira
Venezuela 2x0 Canadá

08/10 sábado
Brasil 1x2 Inglaterra
Paraguai 0x1 Gana


sul-americanas nas quartas de final

12/10 quarta-feira (hoje)
Venezuela x México



Resultados da 10ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2018


E as Eliminatórias Sul-Americanas tem um novo líder: é a seleção brasileira, que ao trocar o comando técnico após a sexta rodada venceu os quatro últimos jogos e pulou do sexto para o primeiro lugar na classificação com 21 pontos, um a mais que o Uruguai que até então era o líder antes da rodada e que caiu para o segundo lugar ao empatar fora de casa com a Colômbia, seleção essa que divide o terceiro lugar com o Equador. Os brasileiros que inclusive é a seleção que há mais tempo está invicta (nove jogos) e a que menos perdeu, tendo sua única derrota até aqui ainda na primeira rodada.
Já a Argentina, que chegou a liderança das Eliminatórias ao vencer o então líder Uruguai na sétima rodada desde então não derrotou mais ninguém, pois antes de ser derrotada pelo Paraguai em casa ontem havia empatado as outras duas partidas e com apenas dois pontos conquistados de nove disputados, acabou despencando do primeiro para o quinto lugar. Com a vitória os paraguaios permanecem na sexta posição, um ponto a mais que o Chile, que ao vencer o Peru voltou a brigar por vagas, pois apenas três pontos separam o atual bicampeão da Copa América da Colômbia, último time do G4 sul-americano.
As próximas rodadas serão mais ou menos daqui a um mês, nos dias 10 e 15 de novembro.


11/10 terça-feira
Bolívia 2x2 Equador
Colômbia 2x2 Uruguai
Argentina 0x1 Paraguai
Chile 2x1 Peru
Venezuela 0x2 Brasil


classificação (em vermelho na Copa; em azul na repescagem)

Brasil 21, Uruguai 20, Equador e Colômbia 17, Argentina 16, Paraguai 15, Chile 14, Peru e Bolívia 8 e Venezuela 2



sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Resultados da 9ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2018


Ontem tivemos a nona e última rodada do primeiro turno das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa 2018 com vitórias expressivas de Brasil, Uruguai e Equador, triunfo colombiano fora de casa e empate entre peruanos e argentinos. Com isso houve mudanças na tabela de classificação em relação a rodada anterior e o blog posta pra você os resultados de ontem, a classificação após nove rodadas, os próximos jogos e o retrospecto desses mesmos confrontos:


06/10 quinta-feira
Equador 3x0 Chile
Uruguai 3x0 Venezuela
Paraguai 0x1 Colômbia
Brasil 5x0 Bolívia
Peru 2x2 Argentina


classificação (em vermelho na Copa; em azul na repescagem)

Uruguai 19, Brasil 18, Equador, Colômbia e Argentina 16, Paraguai 12, Chile 11, Peru 8, Bolívia 7 e Venezuela 2


resumo do primeiro turno das Eliminatórias

mais rodadas na liderança 
Uruguai, em cinco

mais rodadas no G4
Uruguai, em todas

nenhuma rodada no G4
Peru, Bolívia e Venezuela

melhor ataque
Brasil, com 21 gols marcados

melhor defesa
Argentina, com 8 gols sofridos

melhor saldo de gols
Uruguai, com 14


próxima rodada

11/10 terça-feira
Bolívia x Equador
Colômbia x Uruguai
Argentina x Paraguai
Chile x Peru
Venezuela x Brasil


retrospecto dos confrontos em Eliminatórias 

Bolívia x Equador
13 jogos - 9 vitórias do Equador, 2 empates e 2 vitórias da Bolívia

Colômbia x Uruguai
17 jogos - 7 vitórias do Uruguai, 5 empates e 5 vitórias da Colômbia

Argentina x Paraguai
17 jogos - 6 vitórias da Argentina, 9 empates e 2 vitórias do Paraguai

Chile x Peru
18 jogos - 10 vitórias do Chile, 6 vitórias do Peru e 2 empates

Venezuela x Brasil
15 jogos - 14 vitórias do Brasil e 1 empate




quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018

Amanhã é dia de rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018. Será a última do primeiro turno e a nona no geral, onde dependendo dos resultados poderemos ter grandes mudanças na tabela de classificação, já que a diferença entre o líder Uruguai e o quinto colocado Equador é de apenas três pontos.
Todos os jogos serão amanhã enquanto que a primeira rodada do returno (décima no geral) acontecerão na próxima terça-feira:


06/10 quinta-feira
Equador x Chile
Uruguai x Venezuela
Paraguai x Colômbia
Brasil x Bolívia
Peru x Argentina


classificação (em vermelho na Copa; em azul na repescagem)

Uruguai 16, Brasil e Argentina 15, Colômbia e Equador 13, Paraguai 12, Chile 11, Bolívia e Peru 7 e Venezuela 2


retrospecto dos confrontos em eliminatórias

Equador x Chile
21 jogos - 10 vitórias do Chile, 7 empates e 4 vitórias do Equador

Uruguai x Venezuela
16 jogos - 9 vitórias do Uruguai, 5 empates e 2 vitórias da Venezuela

Paraguai x Colômbia
22 jogos - 10 vitórias do Paraguai, 4 empates e 8 vitórias da Colômbia

Brasil x Bolívia
13 jogos - 7 vitórias do Brasil, 3 empates e 3 vitórias da Bolívia

Peru x Argentina
16 jogos - 9 vitórias da Argentina, 5 empates e 2 vitórias do Peru




domingo, 2 de outubro de 2016

Especial 02 Campeonato Argentino 2016-2017



Domingo passado publicamos o primeiro especial sobre o Campeonato Argentino onde abordamos os participantes da atual edição mais os campeões de cada período em particular. No segundo especial de hoje será a vez de postarmos alguns dados, números e estatísticas em geral mais a lista com os campeões nacionais da Era Profissional e no terceiro especial que postaremos no próximo domingo será a vez de listarmos todos os campeões desde 1891, além de um resumo de participações dos principais clubes do país:


classificação histórica da Era Amadora (1891-1934)

Se o Alumni foi o grande campeão da Era Amadora faturando dez campeonatos, por outro lado o Racing foi o que mais pontos somou no período, além de ser também o primeiro em todos os quesitos exceto o de número participações e de jogos, recordes pertencentes ao pequeno Estudiantes de Buenos Aires:

pontos ganhos

736 Racing
686 River Plate
614 Independiente
586 San Lorenzo
583 Boca Jrs
548 Estudiantes (Buenos Aires)
527 San Isidro
509 Quilmes
505 Platense
502 Huracán

participações

31 Estudiantes (Buenos Aires)
28 Quilmes
25 San Isidro
23 Argentino de Quilmes
22 Banfield
   Estudantil Porteño
   Porteño
   River Plate
21 Belgrano Athletic
20 Racing


classificação histórica da Era Profissional (de 1931 a 2016)

Aqui a liderança pertence ao River Plate, seguido de perto pelo arquirrival Boca Jrs. San Lorenzo, Independiente e Velez Sarsfield completam a lista dos cinco primeiros. Diferente da Era Amadora onde foi líder do ranking de pontos, aqui o Racing aparece na sexta posição:

pontos ganhos

4560 River Plate
4476 Boca Jrs
4071 San Lorenzo
3993 Independiente
3803 Velez Sarsfield
3675 Racing
3592 Estudiantes
3217 Newell's Old Boys
2971 Rosário Central
2900 Gimnasia y Esgrima

jogos

3230 Boca Jrs
3207 River Plate
3178 Independiente
3166 San Lorenzo
3126 Estudiantes
3122 Racing
3111 Velez Sarsfield
2835 Newell's Old Boys
2753 Gimnasia y Esgrima
2692 Huracán


participações por temporada

Somente um clube esteve em todas as temporadas do Campeonato Argentino desde a implantação do profissionalismo em 1931: o Boca Jrs, totalizando 88 presenças. Com um rebaixamento cada nesse período, os rivais River Plate, Independiente e San Lorenzo aparecem com uma presença a menos. Aqui fizemos diferente, listamos os vinte clubes com mais presenças para uma melhor comparação:

88 Boca Jrs
87 River Plate
   Independiente
   San Lorenzo
86 Estudiantes
85 Racing
   Velez Sarsfield
77 Gimnasia y Esgrima
   Newell's Old Boys
75 Huracán
73 Rosário Central
65 Argentinos Jrs
   Lanús
63 Ferro Carril Oeste
55 Platense
54 Chacarita Jrs
48 Banfield
44 Atlanta
38 Cólon
34 Tigre


campeões da Era Profissional (desde 1931)

O maior campeão da Era Profissional é o River Plate com 35 conquistas, dez a mais que o segundo colocado Boca e quase a soma dos títulos de Indepediente, San Lorenzo e Velez Sarsfield, equipes que estão entre a terceira e quinta colocações do ranking:


35 River Plate
25 Boca Jrs
14 Independiente
12 San Lorenzo
10 Velez Sarsfield
 8 Racing
 6 Newell's Old Boys
 5 Estudiantes
 4 Rosário Central
 3 Argentinos Jrs
 2 Ferro Carril Oeste
  Lanús
 1 Chacarita Jrs
  Huracán
  Banfield
  Quilmes
  Arsenal
   



sábado, 1 de outubro de 2016

Mundial Feminino Sub-17 2016


Começou ontem dia 30 mais um Mundial Feminino Sub-17. A edição desse ano é a quinta, e está sendo disputado na Jordânia em quatro sedes distribuídas por apenas três cidades (Amã, Irbid e Zarqa).
Dezesseis seleções estão divididas em quatro grupos, onde ao final dessa fase as duas primeiras se classificam para as quartas de final, depois semifinais e por fim os vencedores decidem o título no dia 21. Todas as quatro edições anteriores foram conquistadas por seleções diferentes, sendo que o Japão foi o último campeão, em 2014.
E assim como todas as outras competições entre seleções realizadas em outro continente, o blog trará os resultados somente das equipes sul-americanas (Brasil, Paraguai e Venezuela) e sempre ao final de cada fase, com exceção de hoje em que além de trazermos sobre a competição já tivemos jogada a primeira rodada:


Grupo A Espanha, Jordânia, México e Nova Zelândia
Grupo B Alemanha, Camarões, Canadá e Venezuela
Grupo C Brasil, Coréia do Norte, Inglaterra e Nigéria
Grupo D Estados Unidos, Gana, Japão e Paraguai




jogos das sul-americanas

30/09 sexta-feira 
Venezuela 1x2 Alemanha

01/10 sábado
Brasil 1x0 Nigéria
Paraguai 1x6 Estados Unidos

03/10 segunda-feira
Venezuela x Camarões

04/10 terça-feira
Brasil x Coréia do Norte
Paraguai x Japão

07/10 sexta-feira
Venezuela x Canadá

08/10 sábado
Brasil x Inglaterra
Paraguai x Gana


as campeãs

2008 Coréia do Norte
2010 Coréia do Sul
2012 França
2014 Japão