Páginas

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Copa Sul-Americana 2017


Começa hoje a edição de número dezesseis da Copa Sul-Americana. Reformulada, a edição desse ano contará inicialmente com 44 times divididos em 22 chaves, com os vencedores avançando a próxima fase onde esses times se juntam aos dez vindo da Copa Libertadores, totalizando 32 times. A partir daí eliminatórias em ida e volta até a final, marcada para o dia 13 de dezembro.
No primeiro momento participarão 44 times, sendo seis de Argentina e Brasil e quatro dos demais países. No sorteio ficou definido que os times da Região Norte (Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela) enfrentarão os da Região Sul (Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai). Na fase seguinte haverá um novo sorteio para definir os confrontos.
Diferente das outras edições, essa será a primeira que o campeão da edição anterior não irá defender o título - no caso a Chapecoense - já que a competição ocorrerá em paralelo com a Libertadores, a não ser que o time brasileiro termine em terceiro em seu grupo e assim disputará o torneio a partir da segunda fase.
Essa primeira fase terá onze jogos nessa semana e os outros onze na primeira semana de abril, com os jogos da volta sendo realizados somente em maio. Confira a seguir os confrontos e os jogos da semana:


os participantes da primeira fase


Argentina
Arsenal, Defensa y Justicia, Gimnasia y Esgrima, Huracán, Independiente e Racing

Bolívia
Bolívar, Club Petrolero, Nacional Potosí e Oriente Petrolero

Brasil
Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Ponte Preta, São Paulo e Sport Recife

Chile
Everton, O'Higgins, Palestino e Universidad de Chile

Colômbia
Deportivo Cali, Patriotas, Rionegro Águilas e Tolima

Equador
Deportivo Cuenca, Fuerza Amarilla, LDU Quito e Universidad Catolica

Paraguai
Cerro Porteño, Nacional, Sol de América e Sportivo Luqueño

Peru
Alianza Lima, Comerciantes Unidos, Juan Aurich e Sport Huancayo

Uruguai
Boston River, Danúbio, Defensor e Liverpool

Venezuela
Atlético Venezuela, Caracas, Deportivo Anzoátegui e Estudiantes de Caracas


os confrontos

G 01 Nacional Potosí-BOL x Sport Huancayo-PER
G 02 Deportivo Cali-COL x Sportivo Luqueño-PAR
G 03 Club Petrolero-BOL x Universidad Catolica-EQU
G 04 LDU Quito-EQU x Defensor-URU
G 05 Everton-CHI x Patriotas-COL
G 06 Estudiantes Caracas-VEN x Sol de América-PAR
G 07 Cerro Porteño-PAR x Caracas-VEN
G 08 Deportivo Anzoátegui-VEN x Huracán-ARG
G 09 Oriente Petrolero-BOL x Deportivo Cuenca-EQU
G 10 Corinthians x Universidad de Chile-CHI
G 11 Independiente-ARG x Alianza Lima-PER
G 12 Ponte Preta x Gimnasia y Esgrima-ARG
G 13 Boston River-URU x Comerciantes Unidos-PER
G 14 Juan Aurich-PER x Arsenal-ARG
G 15 O'Higgins-CHI x Fuerza Amarilla-EQU
G 16 Tolima-COL x Bolívar-BOL
G 17 Palestino-CHI x Atlético Venezuela-VEN
G 18 Sport Recife x Danúbio-URU
G 19 Racing-ARG x Rionegro Águilas-COL
G 20 Cruzeiro x Nacional-PAR
G 21 Defensa y Justicia-ARG x São Paulo
G 22 Fluminense x Liverpool-URU


jogos de ida da primeira semana

28/02 terça-feira (hoje)
O'Higgins-CHI x Fuerza Amarilla-EQU
Boston River-URU x Comerciantes Unidos-PER
LDU Quito-EQU x Defensor-URU
Deportivo Cali-COL x Sportivo Luqueño-PAR

01/03 quarta-feira
Deportivo Anzoátegui-VEN x Huracán-ARG
Nacional Potosí-BOL x Sport Huancayo-PER
Palestino-CHI x Atlético Venezuela-VEN
Racing-ARG x Rionegro Águilas-COL

02/03 quinta-feira
Juan Aurich-PER x Arsenal-ARG
Cerro Porteño-PAR x Caracas-VEN
Tolima-COL x Bolívar-BOL


os campeões

2 Boca Jrs-ARG (2004 e 2005)
1 San Lorenzo-ARG (2002)
   Cienciano-PER (2003)
   Pachuca-MEX (2006)
   Arsenal-ARG (2007)
   Internacional (2008)
   LDU Quito-EQU (2009)
   Independiente-ARG (2010)
   Universidad de Chile-CHI (2011)
   São Paulo (2012)
   Lanús-ARG (2013)
   River Plate-ARG (2014)
   Santa Fé-COL (2015)
   Chapecoense (2016)



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Grupo 3 da Copa Libertadores 2017

Tricampeão e coadjuvantes

Favorito disparado a uma das vagas, dificilmente o River Plate-ARG deixará de se classificar como primeiro colocado no Grupo 3, já que as outras equipes não chegam a ameaçá-lo. Independiente Medellín-COL e Emelec-EQU devem brigar pela segunda vaga enquanto que o Melgar-PER tenta não terminar a competição com zero ponto, assim como no ano passado quando terminou na lanterna da Libertadores.


Club Atletico River Plate-ARG

32 participações – 3 títulos
313 jogos – 153 vitórias, 79 empates e 81 derrotas
510 gols a favor e 333 contra (saldo de 177 gols)
538 pontos – 3° no ranking (1° entre os argentinos)

Campeão 1986, 1996 e 2015
Vice-campeão 1966 e 1976
Semifinais 1967, 1970, 1978, 1982, 1987, 1990, 1995, 1998, 1999, 2004 e 2005
Quartas 2000, 2001, 2003 e 2006
Oitavas 1997, 2002, 2008 e 2016
1ª fase 1973, 1977, 1980, 1981, 1991, 1993, 2007 e 2009

Freguês Corinthians (eliminou em dois mata-matas – 2003 e 2006)
Algoz Racing-ARG (4 empates e 2 derrotas em 6 jogos)
Mais enfrentou Boca Jrs-ARG (24J – 7V, 7E, 10D)
Fora da Argentina Peñarol-URU (6V, 4E, 5D)
 
Maior vitória 9x0 Universitario La Paz-BOL (1970 - 1ª fase)
Maior derrota 0x4 San Lorenzo-ARG (1973 1ª fase) e 0x4 Grêmio (2002 - oitavas)

Você sabia?
Segundo clube com mais vitórias na história da Libertadores (153), o River Plate é o primeiro no quesito vitória em casa: ao vencer a última partida no ano passado diante do Independiente del Valle-EQU o time de Buenos Aires chegou ao seu centésimo triunfo como mandante.




Club Sport Emelec-EQU

25 participações
191 jogos – 59 vitórias, 36 empates e 96 derrotas
203 gols a favor e 281 contra (saldo de -78 gols)
213 pontos – 23° no ranking (2° entre os equatorianos)

Semifinais 1995
Quartas 1968, 1990 e 2015
Oitavas 1994, 1999, 2001, 2012 e 2013
1ª fase 1962, 1966, 1967, 1971, 1973, 1980, 1989, 1997, 2000, 2002, 2003, 2007, 2010, 2011, 2014 e 2016

Freguês Olímpia-PAR ( 2 vitórias e 2 empates em 4 jogos)
Algoz Nacional-URU (1 vitória e 7 derrotas em 8 jogos)
Mais enfrentou Barcelona-EQU (11J – 4V, 3E, 4D)
Fora do Equador Nacional-URU (8J - 1V, 7D) e Internacional (8J - 3E, 5D)

Maior vitória 7x2 Universidad Catolica-CHI (1962 - 1ª fase)
Maior derrota 0x5 Universidad Catolica-EQU (1980 - 1ª fase) e 0x5 River Plate-ARG (2001 - oitavas)

Você sabia?
Essa é a sétima participação seguida do Emelec em Libertadores, cuja última ausência foi em 2009. É a segunda maior sequencia atual, ficando atrás apenas do Nacional-URU, que participa consecutivamente desde 1997.



Deportivo Independiente Medellín-COL
  
6 participações
54 jogos – 19 vitórias, 14 empates e 21 derrotas
65 gols a favor e 65 contra (saldo zero)
71 pontos – 55° no ranking (8° entre os colombianos)

Semifinais 2003
Quartas 1994
Oitavas 2005
1ª fase 1967, 2009 e 2010

Freguês Barcelona-EQU (2 vitórias em 2 jogos)
Algoz times argentinos (7 derrotas em 8 jogos)
Mais enfrentou Cerro Porteño-PAR (6J – 3V, 2E, 1D)

Maior vitória 4x0 Atlético Paranaense (2005 – 1ª fase) e 4x0 Peñarol-URU (2009 – fase Pré)
Maior derrota 2x6 River Plate-ARG (1967 – 1ª fase)

Você sabia?
Uma das seis vitórias do Independiente Medellín fora de casa foi também uma de suas duas maiores em Libertadores: 4x0 sobre o Atlético Paranaense em plena Curitiba, válido pela edição de 2005.



Foot Ball Club Melgar-PER

3 participações
18 jogos – 5 vitórias e 12 derrotas
16 gols a favor e 33 contra (saldo de -17 gols)
15 pontos – 122° do ranking (11° entre os peruanos)

1ª fase 1982, 1984 e 2016

Freguês times peruanos (3 vitórias em 4 jogos)
Algoz times venezuelanos (4 derrotas em 4 jogos)
Mais enfrentou 9 times diferentes (2 vezes cada)

Maior vitória 2x0 Deportivo Municipal-PER (1982 - 1ª fase), 2x0 Sol de América (1982 - 1ª fase) e 2x0 Sporting Cristal (1984 - 1ª fase)
Maior derrota 0x4 Atlético Mineiro (2016 - 1ª fase)

Você sabia?
Depois de 36 anos ausente até o ano passado, o Melgar vai para a sua segunda Liberatdores seguida. E nas dezoito partidas que fez na história da competição o clube peruano jamais empatou: foram cinco vitórias e doze derrotas.


Confrontos entre as equipes do Grupo 3 em Libertadores

1967 River Plate x Independiente Medellín (1x0 e 6x2) 1ª fase
2001 River Plate x Emelec (0x2 e 5x0) oitavas
2003 River Plate x Emelec (1x3 e 2x0) 1ª fase



domingo, 26 de fevereiro de 2017

Grupo 2 da Copa Libertadores 2017

Clube dos "S"

Santos, Santa Fé-COL, Sporting Cristal-PER e The Strongest-BOL, quatro clubes que começam com a letra S. Mas as coincidências param por aí, afinal o Santos é um dos clubes mais vitoriosos do planeta, bem diferente dos demais participantes. O time brasileiro, atual vice-campeão nacional e o Santa Fé pelas últimas campanhas em torneios sul-americanos largam na frente com o Strongest correndo por fora, depois deste brilhar nas fases preliminares com duas goleadas. Campeão peruano, o Sporting Cristal luta pra fugir da lanterna e jogar a Copa Sul-Americana no segundo semestre.


Santos Futebol Clube

12 participações – 3 títulos
112 jogos – 63 vitórias, 21 empates e 28 derrotas
229 gols a favor e 134 contra (saldo de 95)
190 pontos – 26° no ranking (6° entre os brasileiros)

Campeão 1962, 1963 e 2011
Vice-campeão 2003
Semifinais 1964, 1965, 2007 e 2012
Quartas 2004, 2005, 2008
1ª fase 1984

Freguês Peñarol-URU (venceu as duas finais - 1962 e 2011)
Algoz times brasileiros em mata-matas (3 eliminações em 4 confrontos)
Mais enfrentou Peñarol-URU (8J – 4V, 1E, 3D)

Maior vitória 9x1 Cerro Porteño-PAR (1962 – 1ª fase)
Maior derrota 0x5 Flamengo (1984 – 1ª fase)

Você sabia?
Tricampeão da Libertadores, o Santos foi o time brasileiro com as maiores goleadas, tanto a favor quanto contra: fez 9 a 1 no Cerro Porteño-PAR em 1962 e levou 5 a 0 do Flamengo em 1984. Menos mal que esse recorde negativo é dividido com o Palmeiras, que em 1995 foi goleado pelo Grêmio pelo mesmo placar.



Club Independiente Santa Fé-COL

10 participações
83 jogos – 34 vitórias, 18 empates e 31 derrotas
114 gols a favor e 107 contra (saldo de 7)
120 pontos – 41° no ranking (5° entre os colombianos)

Semifinal 1961 e 2013
Quartas 2015
Oitavas 2006
 fase 1967, 1972, 1976, 1980, 2014 e 2016

Freguês Real Garcilaso-PER (3 vitórias em 4 jogos)
Algoz times argentinos (8 derrotas em 12 jogos)
Mais enfrentou Atlético Mineiro (4J – 1E, 3D), Real Garcilaso-PER (4J – 3V, 1E) e Estudiantes-ARG (4J – 2V, 2D)

Maior vitória 4x0 Independiente Medellín-COL (1967 - 1ª fase)
Maior derrota 2x6 31 de Octubre-BOL (1967 -  fase)

Você sabia?
Dos times que foram semifinalistas alguma vez, o Santa Fé foi o que mais demorou a voltar a uma semifinal: foram  52 anos de espera entre 1961 a 2013.





Club Sporting Cristal-PER

32 participações
203 jogos – 62 vitórias, 55 empates e 92 derrotas
270 gols a favor e 324 contra (saldo de - 48)
241 pontos – 17° no ranking (2° entre os peruanos)

Vice-campeão 1997
Quartas 1968, 1993 e 1995
Oitavas 1992, 1996 e 2004
 fase 1962, 1969, 1971, 1973, 1974, 1978, 1980, 1981, 1984, 1989, 1990, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2005, 2006, 2013, 2015 e 2016
Fase Pré 2007, 2009 e 2014

Freguês Bolívar-BOL (4 vitórias em 6 jogos)
Algoz River Plate-ARG (1 vitória e 5 derrotas em 6 jogos)
Mais enfrentou Universitário-PER (14J – 4V, 6E, 4D)
Fora do Peru Universidad Catolica-CHI (9J - 3V, 3E, 3D)

Maior vitória 7x0 Jorge Wilstermann-BOL (1995 -  fase)
Maior derrota 1x6 Cobreloa-CHI (1981 -  fase)

Você sabia?
O recorde de invencibilidade da história da Libertadores pertence ao Sporting Cristal. O clube peruano ficou dezessete jogos sem perder entre as edições de 1962, 1968 e 1969.



Club The Strongest-BOL

22 participações
139 jogos – 47 vitórias, 24 empates e 68 derrotas
169 gols a favor e 248 contra (saldo de -79)
165 pontos – 32° no ranking (2° entre os bolivianos)

Oitavas 1990, 1994 e 2014
1ª fase 1965, 1971, 1975, 1978, 1980, 1981, 1982, 1987, 1989, 2000, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2012, 2013, 2015 e 2016

Freguês times venezuelanos (2 vitórias e 1 empate em 4 jogos)
Algoz times brasileiros jogando no Brasil (13 derrotas em 14 jogos)
Mais enfrentou Oriente Petrolero-BOL (8J – 4V, 4D)
Fora da Bolívia Peñarol-URU (6J - 1V, 1E, 4D), River Plate-ARG (6J - 1V, 1E, 4D) e São Paulo (6J - 2V, 2E, 2D)

Maior vitória 7x1 Minervén-VEN (1994 -  fase)
Maior derrota 0x9 Peñarol-URU (1971  fase)

Você sabia?
Antes de ganhar do São Paulo em pleno Pacaembu no ano passado, a última vitória do Strongest fora da Bolívia pela Libertadores tinha sido há 36 anos: 3x2 no Técnico Universitário no Equador pela edição de 1981, tendo somado cinco empates e quarenta derrotas nos 45 jogos que fez como visitante entre as duas vitórias.


Confrontos entre as equipes do Grupo 2 em Libertadores

1978 Sporting Cristal x The Strongest (1x3 e 3x0) 1ª fase
2006 Santa Fé x Sporting Cristal (2x1 e 2x1) 1ª fase
2012 Santos x The Strongest (1x2 e 2x0) 1ª fase



sábado, 25 de fevereiro de 2017

Grupo 1 da Copa Libertadores 2017

Assim como em 2015

Há dois anos atrás, Atlético Nacional-COL, Barcelona-EQU e Estudiantes-ARG também haviam caído no mesmo grupo daquela edição, que era completado pelo Libertad-PAR, curiosamente alvinegro como o Botafogo. Colombianos e argentinos passaram adiante, e como agora também são favoritos juntamente com o time brasileiro que nas fases preliminares eliminou dois ex-campeões. Já o Barcelona deve ser o lanterna da chave.


Club Atlético Nacional-COL

18 participações – 2 títulos
157 jogos – 66 vitórias, 41 empates e 50 derrotas
215 gols a favor e 178 contra (saldo de 37 gols)
239 pontos – 19° no ranking (2° entre os colombianos)

Campeão 1989 e 2016
Vice-campeão 1995
Semifinal 1990 e 1991
Quartas de final 1992 e 2014
Oitavas de final 1993, 2006, 2008, 2012 e 2015
Primeira fase 1972, 1974, 1975, 1977, 1982 e 2000

Freguês Peñarol-URU (6 vitórias em 6 jogos)
Algoz Grêmio (1 empate e 3 derrotas em 4 jogos)
Mais enfrentou América-COL (11J – 4V, 1E, 6D)
Fora da Colômbia Peñarol-URU (6J - 6V), Olímpia-PAR (6J - 2V, 1E, 3D) e Universidad de Chile-CHI (6J - 3V, 1E, 2D)

Você sabia?
Atlético Nacional e Olímpia-PAR se enfrentaram por três mata-matas seguidos de Libertadores: o time colombiano venceu a final de 1989 e perdeu as semifinais de 1990 e 1991. É até hoje o único confronto de mata-mata de Libertadores a acontecer por mais de duas edições consecutivas.



Club Estudiantes de La Plata-ARG

13 participações – 4 títulos
115 jogos – 64 vitórias, 21 empates e 30 derrotas
158 gols a favor e 99 contra (saldo de 59)
213 pontos – 22° no ranking (5° entre os argentinos)

Campeão 1968, 1969, 1970 e 2009
Vice-campeão 1971
Semifinais 1983
Quartas 2006 e 2010
Oitavas 2008, 2011 e 2015
1ª fase 1976 e 1984

Freguês times uruguaios (13 vitórias em 10 jogos)
Algoz Olímpia-PAR (2 derrotas em 2 jogos)
Mais enfrentou Nacional-URU (7J – 5V,2D)

Maior vitória 5x1 Juan Aurich-PER (2010 – 1ª fase) e 5x1 Guaraní-PAR (2011 – 1ª fase)
Maior derrota 0x5 Cruzeiro (2011 – 1ª fase)

Você sabia?
Tetracampeão da Libertadores, o Estudiantes possui três recordes bem peculiares: único campeão com 100% de aproveitamento (4 vitórias em 4 jogos) em 1969; a conquistar o título sem tomar gol em casa e ter vindo da antiga fase Pré-Libertadores, esses dois na edição de 2009.



Barcelona Sporting Club-EQU

23 participações
191 jogos – 63 vitórias, 51 empates e 77 derrotas
225 gols a favor e 245 contra (saldo de -20)
240 pontos – 18° no ranking (1° entre os equatorianos)

Vice-campeão 1990 e 1998
Semifinais 1971, 1972, 1986, 1987 e 1992
Quartas 1993 e 1996
Oitavas 1994 e 2004
1ª fase 1961, 1964, 1967, 1969, 1981, 1982, 1988, 1991, 2003, 2013 e 2015

Freguês Cerro Porteño-PAR (eliminou em 2 mata-matas – 1992 e 1998)
Algoz times argentinos (4 vitórias em 20 jogos)
Mais enfrentou Colo Colo-CHI (14J – 4V, 4E, 6D)

Maior vitória 6x1 Unión Maracaibo-VEN (2004 – repescagem oitavas)
Maior derrota 2x5 Peñarol-URU (1969 – 1ª fase)

Você sabia?

Tanto em 1992 quanto em 1998 o time equatoriano eliminou nos mata-matas Colo Colo-CHI e Cerro Porteño-PAR. No primeiro ano parou nas semifinais enquanto que no segundo chegou à final, mas acabou com o vice-campeonato.



Botafogo de Futebol e Regatas

4 participações
32 jogos – 14 vitórias, 6 empates e 12 derrotas
51 gols a favor e 45 contra (saldo de 6 gols)
48 pontos – 66° no ranking (14° entre os brasileiros)

Semifinais 1963 e 1973
Oitavas 1996
1ª fase 2014

Freguês times uruguaios (nenhuma derrota em 4 jogos)
Algoz times brasileiros em mata-matas (2 eliminações em 2 confrontos)
Mais enfrentou Palmeiras (3J – 2V, 1D)
Fora do Brasil 11 times diferentes (2 vezes cada)

Maior vitória 4x0 Deportivo Quito-EQU (2014 – Fase Pré)
Maior derrota 0x4 Santos (1963 – semifinais)

Você sabia?
Dentre os times que um dia chegaram as semifinais de uma Libertadores, o Botafogo é o que atualmente há mais tempo não retorna a essa fase: já são 44 anos desde a última presença, na edição de 1973.



Confrontos entre as equipes do Grupo 1 em Libertadores

1971 Estudiantes x Barcelona (1x0 e 0x1) 1ª fase
2015 Atlético Nacional x Estudiantes (1x1 e 1x0) 1ª fase
      Estudiantes x Barcelona (3x0 e 2x0) 1ª fase
      Barcelona x Atlético Nacional (1x2 e 3x2) 1ª fase


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Definidos os grupos da Copa Libertadores 2017


Atlético Paranaense e Botafogo do Brasil, Atlético Tucumán da Argentina e The Strongest da Bolívia. Esses são os quatro "sobreviventes" dos dezenove times que disputaram as três fases eliminatórias que antecederam a fase de grupos da Copa Libertadores 2017. Daqui pra frente serão oito times do Brasil, seis da Argentina, três da Colômbia e Bolívia e dois representantes dos demais países que irão brigar pelo título da competição interclubes mais importante das Américas.
Ao empatar em casa diante do Deportivo Capiatá o Atlético Paranaense foi ao Paraguai e voltou com uma vitória por 1 a 0, se garantindo no Grupo 4, o mesmo do Flamengo. Já o Botafogo perdeu para o Olímpia-PAR também fora de casa pelo mesmo placar que havia vencido no Rio, mas avançou para a próxima fase (Grupo 1) ao vencer nos pênaltis.
Os adversários de Santos (Grupo 2) e Palmeiras (Grupo 5) também foram definidos: o do time santista será o The Strongest, que goleou os chilenos do Unión Española por 5 a 0 na altitude de La Paz. Já o atual campeão brasileiro fará sua estreia na Argentina após o Atlético Tucumán bater o Junior-COL por 3 a 1. Tanto Olímpia-PAR quanto o Junior-COL deram adeus à Libertadores, mas a partir de agora passarão a disputar a Copa Sul-Americana.

Confira os resultados da terceira fase preliminar e como ficaram os grupos:


terceira fase preliminar - jogos de volta

22/02 quarta-feira
Deportivo Capiatá-PAR 0x1 Atlético Paranaense
Olímpia-PAR 1x0 Botafogo (1x3 pênaltis)

23/02 quinta-feira
The Strongest-BOL 5x0 Unión Española-CHI
Atlético Tucumán-ARG 3x1 Junior-COL


Grupo 1
Atlético Nacional-COL, Barcelona-EQU, Botafogo-BRA e Estudiantes-ARG

Grupo 2
Santa Fé-COL, Santos-BRA, Sporting Cristal-PER e The Strongest-BOL

Grupo 3
Emelec-EQU, Independiente Medellín-COL, Melgar-PER e River Plate-ARG

Grupo 4
Atlético Paranaense-BRA, Flamengo-BRA, San Lorenzo-ARG e Universidad Catolica-CHI

Grupo 5
Atlético Tucumán-ARG, Jorge Wilstermann-BOL, Palmeiras-BRA e Peñarol-URU

Grupo 6
Atlético Mineiro-BRA, Godoy Cruz-ARG, Libertad-PAR e Sport Boys-BOL

Grupo 7
Chapecoense-BRA, Lanús-ARG, Nacional-URU e Zulia-VEN

Grupo 8
Deportes Iquique-CHI, Grêmio-BRA, Guaraní-PAR e Zamora-VEN





quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Sul-Americano Sub-17 2017


Começa hoje no Chile a edição de número dezessete do Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20. Serão dez seleções que brigarão por quatro vagas para o Mundial Sub-17 a ser realizado em outubro na Índia.
A fórmula de disputa será a mesma adotada no Sul-Americano Sub-20, isto é, dez seleções divididas em dois grupos de cinco classificando-se para a fase final as três melhores de cada grupo. Na fase final todos se enfrentam em turno único onde quem somar mais pontos fica com o título e garante vaga para o Mundial juntamente com o vice, terceiro e quarto colocados.
Três cidades sediarão o torneio: Rancagua (Grupo A e fase final) Curicó e Talca (as duas do Grupo B).
E assim como no Sub-20, traremos quatro postagens: após a terceira rodada (dia 1° de março), ao término da primeira fase (dia 05), depois das três primeiras rodadas da fase final (dia 14) e por fim um dia depois do final do torneio, dia 20 de março.


Grupo A (Rancagua - Estádio El Teniente)
Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai

Grupo B (Curicó - Estádio La Granja e Talca - Estádio Fiscal)
Argentina, Brasil, Paraguai, Peru e Venezuela


jogos da primeira fase

23/02 quinta-feira (hoje)
Colômbia x Equador
Chile x Bolívia

24/02 sexta-feira
Venezuela x Argentina
Peru x Brasil

25/02 sábado
Uruguai x Equador
Chile x Colômbia

26/02 domingo
Paraguai x Argentina
Venezuela x Brasil

27/02 segunda-feira
Colômbia x Uruguai
Bolívia x Equador

28/02 terça-feira
Venezuela x Paraguai
Peru x Argentina

01/03 quarta-feira
Bolívia x Colômbia
Chile x Uruguai

02/03 quinta-feira
Peru x Venezuela
Paraguai x Brasil

03/03 sexta-feira
Bolívia x Uruguai
Chile x Equador

04/03 sábado
Peru x Paraguai
Argentina x Brasil


história do Sul-Americano Sub-17

A primeira edição do Campeonato Sul-Americano Sub-17 foi realizada em 1985 na Argentina, sendo vencida pela seleção local. Das dezesseis edições até aqui, onze foram ganhas pelo Brasil e as outras cinco divididas entre Argentina (três títulos) e Colômbia e Bolívia, ambos com uma conquista cada. Além disso, os brasileiros são os que mais representaram a América do Sul em mundiais, tendo ficado de fora apenas uma única vez (em 1993) seguido pela Argentina que se ausentou em três ocasiões (1987, 1999 e 2003). Todas as dez seleções filiadas à Conmebol estiveram em pelo menos uma edição de Mundial Sub-17.
Peru, Paraguai e Equador são os países que mais vezes organizaram a competição (três vezes cada) enquanto que o Brasil, a exemplo do Sub-20 jamais foi sede de um Sul-Americano Sub-17.


os campeões

11 títulos
Brasil (1988, 1991, 1995, 1997, 1999, 2001, 20005, 2007, 2009, 2011 e 2015)

3 títulos
Argentina (1985, 2003 e 2013)

1 título
Bolívia (1986)
Colômbia (1993)


países-sedes

3 vezes 
Peru (1986, 1995 e 2001)
Equador (1988, 2007 e 2011)
Paraguai (1991, 1997 e 2015)

2 vezes 
Argentina (1988 e 2013)
Chile (2009 e 2017)

1 vez
Colômbia (1993)
Uruguai (1999)
Bolívia (2003)
Venezuela (2005)


ranking de pontos

258 Brasil
204 Argentina
150 Uruguai
135 Colômbia
107 Paraguai
 84 Chile
 76 Equador
 64 Peru
 59 Venezuela
 55 Bolívia



sábado, 18 de fevereiro de 2017

Copa Libertadores 2017: Os jogos de volta da 3ª fase preliminar


Botafogo e Junior-COL venceram respectivamente Olímpia-PAR e Atlético Tucumán-ARG pela contagem mínima e largaram na frente nas partidas de ida da terceira fase preliminar da Copa Libertadores 2017. Deportivo Capiatá-PAR e The Strongest-BOL empataram com gols fora de casa e também levam certa vantagem para casa na volta.
Tanto o time carioca quanto o colombiano precisam apenas de um empate fora de casa para avançarem, ou derrota por um gol de diferença, desde que balancem as redes. Para paraguaios e argentinos somente a vitória por dois gols interessa, ou repetição de placar e vitória nos pênaltis.
Já o Atlético Paranaense e Unión Española-CHI precisam vencer fora de casa, ou no mínimo empatar por placar superior ao da ida, enquanto que The Strongest-BOL e Deportivo Capiatá-PAR basta não sofrerem gol que se garantem na fase de grupos.
Os jogos ocorrerão na quarta e na quinta, com o blog trazendo os resultados, os classificados e a formação final dos grupos na sexta-feira:


os confrontos da terceira fase

G1 - Atlético Paranaense x Deportivo Capiatá-PAR
o vencedor entra no Grupo 4 - San Lorenzo-ARG, Universidad Catolica-CHI e Flamengo

G2 - Botafogo x Olímpia-PAR
o vencedor entra no Grupo 1 - Atlético Nacional-COL, Estudiantes-ARG e Barcelona-EQU

G3 - Unión Española-CHI x The Strongest-BOL
o vencedor entra no Grupo 2 - Santos, Santa Fé-COL e Sporting Cristal-PER

G4 - Junior-COL x Atlético Tucumán-ARG
o vencedor entra no Grupo 5 - Peñarol-URU, Palmeiras e Jorge Wilstermann-BOL


terceira fase preliminar - jogos de ida

15/02 quarta-feira
Atlético Paranaense 3x3 Deportivo Capiatá-PAR
Botafogo 1x0 Olímpia-PAR

16/02 quinta-feira
Unión Española-CHI 1x1 The Strongest-BOL
Junior-COL 1x0 Atlético Tucumán-ARG


jogos de volta

22/02 quarta-feira
Deportivo Capiatá-PAR x Atlético Paranaense
Olímpia-PAR x Botafogo

23/02 quinta-feira
The Strongest-BOL x Unión Española-CHI
Atlético Tucumán-ARG x Junior-COL



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Os representantes sul-americanos nos Mundiais Sub-20

Sábado encerrou-se mais uma edição do Campeonato Sul-Americano Sub-20 que classificou Uruguai, Equador, Venezuela e Argentina para o Mundial da Coreia do Sul em maio. Ainda falando do tema, o blog lista pra você todas as seleções que representaram a América do Sul em cada edição do Mundial Sub-20 desde a sua criação em 1977:


todos os participantes (somando 2017)

18 Brasil
15 Argentina
14 Uruguai
 9 Colômbia
   Paraguai
 6 Chile
 3 Equador
 2 Venezuela
 0 Bolívia
   Peru


1977 - Tunísia (campeão União Soviética)
Brasil, Paraguai e Uruguai

1979 - Japão (campeão Argentina)
Argentina, Paraguai e Uruguai

1981 - Austrália (campeão Alemanha)
Argentina, Brasil e Uruguai

1983 - México (campeão Brasil)
Argentina, Brasil e Uruguai

1985 - União Soviética (campeão Brasil)
Brasil, Colômbia e Paraguai

1987 - Chile (campeão Iugoslávia)
Brasil, Chile e Colômbia

1989 - Arábia Saudita (campeão Portugal)
Argentina, Brasil e Colômbia

1991 - Portugal (campeão Portugal)
Argentina, Brasil e Uruguai

1993 - Austrália (campeão Brasil)
Brasil, Colômbia e Uruguai

1995 - Catar (campeão Argentina)
Argentina, Brasil e Chile

1997 - Malásia (campeão Argentina)
Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai

1999 - Nigéria (campeão Espanha)
Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai

2001 - Argentina (campeão Argentina)
Argentina, Brasil, Chile, Equador e Paraguai

2003 - Emirados Árabes (campeão Brasil)
Argentina, Brasil, Colômbia e Paraguai

2005 - Holanda (campeão Argentina)
Argentina, Brasil, Chile e Colômbia

2007 - Canadá (campeão Argentina)
Argentina, Brasil, Chile e Uruguai

2009 - Egito (campeão Gana)
Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela

2011 - Colômbia (campeão Brasil)
Argentina, Brasil, Colômbia, Equador e Uruguai

2013 - Turquia (campeão França)
Chile, Colômbia, Equador e Uruguai

2015 - Nova Zelândia (campeão Sérvia)
Argentina, Brasil, Colômbia e Uruguai

2017 - Coreia do Sul
Argentina, Equador, Uruguai e Venezuela





segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Uruguai campeão Sul-Americano Sub-20 2017

E os uruguaios soltaram o grito de campeão preso na garganta há 36 anos ao conquistarem o oitavo título do Campeonato Sul-Americano Sub-20 no sábado, conquista essa que não vinha desde 1981 quando o Uruguai levantou o sétimo título em dez edições até então. O título poderia ter vindo de forma antecipada, mas a inesperada derrota para a Venezuela e a vitória do Equador colocou os anfitriões na briga pelo título decidido no confronto direto entre ambos na última rodada.
Já a definição das três vagas restantes foi pra lá de emocionante: primeiro a Argentina bateu a Venezuela (2x0), foi aos mesmos sete pontos que seu rival e só se classificaria se o Brasil não vencesse a já eliminada Colômbia na segunda partida da noite. E foi o que aconteceu: empate sem gols, Brasil fora do Mundial pela segunda vez nessa década e Argentina classificada. Por fim na última partida que valeu como final o Uruguai venceu o Equador por 2 a 1 e faturou o tão esperado título Sul-Americano Sub-20.
Com isso, Uruguai, Equador, Venezuela e Argentina representarão a América do Sul no Campeonato Mundial Sub-20 que será realizado na Coreia do Sul entre os dias 20 de maio e 11 de junho:


Os uruguaios levantam pela oitava vez a taça do Sul-Americano Sub-20.

08/02 quarta-feira
Equador 3x0 Colômbia
Uruguai 0x3 Venezuela
Brasil 2x2 Argentina

11/02 sábado
Argentina 2x0 Venezuela
Colômbia 0x0 Brasil
Equador 1x2 Uruguai


classificação final (em vermelho os classificados para o Mundial)

Uruguai 12, Equador, Venezuela e Argentina 7, Brasil 5 e Colômbia 4


todos os campeões

11 títulos
Brasil (1974, 1983, 1985, 1988, 1991, 1992, 1995, 2001, 2007, 2009 e 2011)

8 títulos
Uruguai (1954, 1958, 1964, 1975, 1977, 1979, 1981 e 2017)

5 títulos
Argentina (1967, 1997, 1999, 2003 e 2015)

3 títulos
Colômbia (1987, 2005 e 2013)