Páginas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Libertadores 2017: Resultados de 25 a 27 de abril


Mais uma semana de jogos da Copa Libertadores 2017 com destaque para as vitórias de quatro brasileiros: Palmeiras, que bateu os uruguaios do Peñarol em partida pra lá de polêmica e encerrou um jejum de dez jogos sem vitórias fora de casa; o Atlético Paranaense, que recebeu o Flamengo e deu o troco pelo mesmo placar da ida; o outro Atlético, o Mineiro que venceu o Libertad em Belo Horizonte e por fim o Grêmio, que goleou os paraguaios do Guaraní. Paulistas e gaúchos estão praticamente na próxima fase enquanto que os dois Atléticos deram um enorme passo rumo às oitavas. Apesar da derrota o Flamengo segue dependendo somente de si e a Chapecoense, derrotada pelo Nacional-URU fica em situação difícil na competição.
Entre os times dos outros países, há de se destacar os argentinos, que venceram quatro dos cinco confrontos da semana com o River Plate o único 100% na competição.
Segue abaixo os resultados dos jogos da semana com um histórico de cada um, a classificação de cada grupo e os próximos jogos, lembrando que nos Grupos 4, 5, 6 e 8 já teremos a quinta rodada, que deverá definir os primeiros classificados as oitavas de final. No restante dos grupos haverá jogos apenas no 1 e 2, jogos esses da quarta rodada:




25/04 terça-feira
San Lorenzo-ARG 2x1 Universidad Catolica-CHI
Atlético Tucumán-ARG 2x1 Jorge Wilstermann-BOL
Deportes Iquique-CHI 4x3 Zamora-VEN

26/04 quarta-feira
Melgar-PER 1x2 Independiente Medellín-COL
Atlético Paranaense 2x1 Flamengo
Peñarol-URU 2x3 Palmeiras
Atlético Mineiro 2x0 Libertad-PAR

27/04 quinta-feira
Emelec-EQU 1x2 River Plate-ARG
Sport Boys-BOL 1x3 Godoy Cruz-ARG
Nacional-URU 3x0 Chapecoense
Zulia-VEN 1x1 Lanús-ARG
Grêmio 4x1 Guaraní-PAR


classificação (Grupos 4, 5, 6, 7 e 8 após quatro rodadas)

Grupo 1 Barcelona e Botafogo 7, Estudiantes 3 e Nacional 0
Grupo 2 Santos 5, Santa Fé e The Strongest 4, Sporting Cristal 2
Grupo 3 River Plate 9, Independiente Medellín 6, Emelec e Melgar 3
Grupo 4 Atlético PR 7, Flamengo 6, Univ. Catolica 5 e San Lorenzo 4
Grupo 5 Palmeiras 10, Wilstermann 6, Atlético Tucumán 4 e Peñarol 3 
Grupo 6 Godoy Cruz 10, Atlético MG 7, Libertad 4 e Sport Boys 1
Grupo 7 Lanús e Nacional 7, Chapecoense e Zulia 4
Grupo 8 Grêmio 10, Guaraní 7, Deportes Iquique 6 e Zamora 0


próximos jogos

02/05 terça-feira
Atlético Nacional-COL x Estudiantes-ARG
Botafogo x Barcelona-EQU
Atlético Tucumán-ARG x Peñarol-URU

03/05 quarta-feira
Flamengo x Universidad Catolica-CHI
Atlético Paranaense x San Lorenzo-ARG
Jorge Wilstermann-BOL x Palmeiras
Sport Boys-BOL x Atlético Mineiro
Deportes Iquique-CHI x Grêmio

04/05 quinta-feira
Santos x Santa Fé-COL
The Strongest-BOL x Sporting Cristal-PER
Godoy Cruz-ARG x Libertad-PAR
Zamora-VEN x Guaraní-PAR



  • Essa foi a décima derrota em vinte jogos da Universidad Catolica diante de times argentinos em Libertadores. Já o San Lorenzo voltou a vencer pela competição após onze jogos sem vitória, sendo essa apenas a terceira desde o título de 2014.
  • Estreante desse ano, o Atlético Tucumán continua invicto em casa. Com a vitória sobre o Wilstermann já são quatro as partidas sem derrota enquanto que o time boliviano chegou a sua incrível marca de dezenove jogos sem vencer como visitante, tendo perdido as treze últimas.
  • Na sua primeira partida em casa diante de venezuelanos o Deportes Iquique fez o Zamora conhecer a sua derrota de número catorze como visitante.
  • Ao vencer o Melgar no Peru o Independiente Medellín voltou a vencer como visitante após nove jogos e o time peruano perdeu a sétima de onze jogos que fez como mandante.
  • Diante de times brasileiros o Atlético Paranaense venceu a quarta em oito jogos e o Flamengo perdeu a quinta de 22 jogos.
  • Depois de dez jogos o Palmeiras voltou a vencer como visitante, o que não ocorria desde 2009.
  • Ao derrotar o Libertad o Atlético Mineiro chega a sua sétima vitória seguida em casa e o time paraguaio conhece a nona derrota em dezoito jogos diante de times do Brasil. 
  • Com a vitória sobre o Emelec no Equador o River Plate passou o Peñarol-URU e agora é o time que mais venceu partidas de Libertadores, com 156 triunfos.
  • Segunda vitória fora de casa do Godoy Cruz só nesta edição enquanto que o Sport Boys ainda não sabe o que é vencer em sua primeira participação em Libertadores.
  • Depois de quatro partidas o Nacional voltou a vencer em casa, o que não ocorria desde a edição passada.
  • O Zulia ainda não venceu em casa e o Lanús chegou a terceira vitória em três jogos atuando na Venezuela.
  • Com a vitória sobre o Guaraní o Grêmio desempatou o confronto, que apontava uma vitória por 2 a 1 pra cada lado e um empate por dois gols, o da semana passada.



terça-feira, 25 de abril de 2017

Palmeiras x Peñarol-URU: O 12° confronto internacional a alcançar dez jogos de Libertadores


Jogo de ida da final de 1960: o primeiro dos dez confrontos.
Amanhã em Montevidéu o time uruguaio do Peñarol receberá o Palmeiras em mais uma partida de Copa Libertadores. O jogo será o décimo na história da competição entre os dois times e o 12° confronto entre clubes de países diferentes a atingir a marca de dez jogos.
Dos outros nove jogos entre os dois times o Palmeiras venceu seis, o Peñarol dois e houve ainda um empate. Ambos se cruzaram na decisão de 1960 vencida pelo time uruguaio, nas semifinais de 1968 quando o Palmeiras deu o troco com duas vitórias e avançou à final, na fase de grupos de 1973 com o time paulista vencendo novamente duas vezes, mas ambos eliminados precocemente pelo Botafogo. E por fim o último encontro antes do 3 a 2 a favor do Palmeiras desse mês, o das oitavas de 2000 aonde novamente os brasileiros deixariam os uruguaios pelo caminho ao eliminá-los nos pênaltis após uma vitória pra cada lado.
Essa será também a primeira vez que um clube brasileiro alcança a marca de dez partidas diante de um time estrangeiro, enquanto que o Peñarol jogará pela décima vez com o quarto adversário diferente. Antes desse confronto, os dois últimos a entrarem para a lista foram no ano passado e com o Boca Jrs-ARG, quando o time argentino enfrentou pela fase de grupos Bolívar-BOL e Deportivo Cali-COL.
Dois confrontos do próprio Peñarol estão no topo da lista empatados com quinze partidas cada, e ambos diante dos argentinos Independiente e River Plate. Logo a seguir dois jogos envolvendo o Colo Colo-CHI, contra Barcelona-EQU (14 jogos) e Cerro Porteño-PAR (12). Se somarmos os confrontos entre clubes do mesmo país a liderança passa a ser do maior clássico uruguaio, com incríveis 38 vezes. Mas nas próximas postagens também abordaremos esses confrontos.
Vamos a lista com os doze confrontos internacionais de Libertadores que se repetiram por no mínimo dez vezes:


15 jogos
Independiente-ARG x Peñarol-URU
Peñarol-URU x River Plate-ARG

14 jogos
Barcelona-EQU x Colo Colo-CHI

12 jogos
Cerro Porteño-PAR x Colo Colo-CHI

11 jogos
Bolívar-BOL x Olímpia-PAR

10 jogos
Colo Colo-CHI x Nacional-URU
Olímpia-PAR x Universidad de Chile-CHI
Boca Jrs-ARG x Peñarol-URU
Cerro Porteño-PAR x Nacional-URU
Boca Jrs-ARG x Bolívar-BOL
Boca Jrs-ARG x Deportivo Cali-COL
Palmeiras x Peñarol-URU



domingo, 23 de abril de 2017

Resumo do 1° turno da fase de grupos da Copa Libertadores 2017

E chega ao fim o primeiro turno da fase de grupos da Copa Libertadores 2017, e mesmo faltando apenas uma partida (Emelec-EQU x River Plate-ARG pelo Grupo 2) fizemos um resumo dos jogos até aqui grupo por grupo:





Grupo 1 - surpresas e decepções

De favorito ao título a quase eliminado: estamos falando do Atlético Nacional-COL, que perdeu todas as três partidas até aqui e só um milagre fará o time de Medellín defender o título nos mata-matas. Por outro lado, a maior surpresa da chave é sem dúvida o Barcelona-EQU, tido por todos como mero figurante e que só depende de si para se classificar. Outro que dificilmente deixará de avançar é o Botafogo, que somou quatro pontos fora de casa enquanto que o Estudiantes-ARG terá uma decisão a cada confronto.

Barcelona e Botafogo 7, Estudiantes 3 e Nacional 0
palpite do blog - classificam Botafogo e Barcelona-EQU


Grupo 2 - equilíbrio total

Apenas três pontos separam o líder Santos do lanterna Sporting Cristal-PER, este o único que ainda não venceu no Grupo 2. Como joga somente mais um jogo fora de casa, a classificação do time brasileiro é quase certa com The Strongest-BOL e Santa Fé-COL brigando pela segunda vaga.

Santos 5, Santa Fé e The Strongest 4, Sporting Cristal 2
palpite do blog - classificam Santos e The Strongest-BOL


Grupo 3 - River e mais um

Apesar de um jogo a menos, o River Palte-ARG deverá se classificar com um pé nas costa, classificação essa que poderá vir dos dois confrontos seguidos que fará com o Emelec-EQU. Os demais clubes da chave - Independiente Medellín-COL e Melgar-PER disputam a segunda vaga com o time equatoriano.

River Plate 6, Emelec, Independiente Medellín e Melgar 3
palpite do blog - classificam River Plate-ARG e Independiente Medellín-COL


Grupo 4 - a decepção argentina

Desde o título de 2014 o San Lorenzo-ARG vem colecionando vexames na Libertadores: eliminação ainda na fase de grupos das duas edições seguintes e o pior, apenas duas vitórias dos quinze jogos que fez desde a final que valeu a taça, sendo que está há onze jogos sem vencer. Os brasileiros Flamengo e Atlético Paranaense mais os chilenos da Universidad Catolica deverão brigar entre si pelas duas vagas em um hipotético triangular.

Flamengo 6, Univ. Catolica 5, Atlético PR 4 e San Lorenzo 1
palpite do blog - classificam Flamengo e Universidad Catolica-CHI


Grupo 5 - o fator casa

Assim como o Grupo 2, esse ninguém ainda foi derrotado em casa sendo que apenas o Atlético Tucumán-ARG é o único que não venceu em seus domínios. Apesar das vitórias nos acréscimos, o Palmeiras é o maior favorito a se classificar e terminar como líder da chave. O outro classificado vai depender da performance como visitante, já que o time brasileiro é o único que não voltou para seu país derrotado.

Palmeiras 7, Wilstermann 6, Peñarol 3 e Atlético Tucumán 1
palpite do blog - classificam Palmeiras e Jorge Wilstermann-BOL


Grupo 6 - líder inesperado

Embora todos apontavam o Atlético Mineiro nadando de braçada, eis que o Godoy Cruz-ARG rouba a cena e lidera o Grupo 6 com sete pontos, sendo o único invicto e a vencer como visitante. Libertad-PAR e Sport Boys-BOL não devem fazer frente aos argentinos nem ao time brasileiro.

Godoy Cruz 7, Atlético MG e Libertad 4, Sport Boys 1
palpite do blog - classificam Atlético Mineiro e Godoy Cruz-ARG


Grupo 7 - visitantes dão as cartas

O "Grupo da Chapecoense", como ficou conhecido o 7, tem um fato peculiar: apenas uma partida terminou com vitória dos donos da casa, e que vitória: Lanús-ARG 5x0 Zulia-VEN, a maior da fase de grupos, o que proporcionou ao atual campeão argentino a liderança da chave. Com apenas um ponto em dois jogos atuando como mandante a Chapecoense terá que buscar a classificação fora de casa diante de Lanús e Nacional-URU, os mesmos times que saíram de Chapecó sem derrota.

Lanús 6, Nacional e Chapecoense 4, Zulia 3
palpite do blog - classificam Lanús-ARG e Nacional-URU


Grupo 8 - classificados quase conhecidos

Grêmio e Guaraní-PAR dificilmente deixarão de se classificar as oitavas de final da Copa Libertadores 2017 pois venceram dois jogos e empataram entre si. Depois de perder os dois primeiros jogos para a dupla, o Deportes Iquique-CHI ainda respira após a vitória sobre o saco de pancadas Zamora-VEN.

Grêmio e Guaraní 7, Deportes Iquique 3 e Zamora 0
palpite do blog - Grêmio e Guaraní-PAR



sábado, 22 de abril de 2017

A triste sina dos últimos campeões da Libertadores


Só um milagre põe o Atlético Nacional-COL nas oitavas.
Atual campeão da competição, o Atlético Nacional-COL passou de um dos favoritos ao título a quase eliminado ainda na fase de grupos após perder todas as três partidas que fez até aqui. Pode parecer estranho, mas por incrível que pareça é o que vem ocorrendo com os últimos campeões da Libertadores: não conseguir fazer boa campanha na edição em que defende o título.
O último campeão a ir longe na edição posterior a conquista foi o Santos, campeão em 2011 e semifinalista no ano seguinte, quando foi eliminado pelo Corinthians, que ficaria com o título. O time da capital paulista aliás, sequer passou das oitavas em 2013, ano em que a Libertadores seria conquistada pelo Atlético Mineiro. 
Um ano depois foi a vez dos mineiros caírem também nas oitavas, assim como o Corinthians no ano anterior. Ao eliminar dois brasileiros pelo caminho (Grêmio e Cruzeiro) o título ficou nas mãos do San Lorenzo, que no ano em que defendeu o título sequer passou da fase de grupos, tornando-se o terceiro ex-campeão a atingir tal feito negativo como o Internacional em 2007 e a LDU Quito-EQU dois anos depois. O campeão dessa edição foi o também argentino River Plate, que no ano passado chegou as oitavas e acabou eliminado pelo futuro vice-campeão Independiente del Valle-EQU, derrotado na final pelo Atlético Nacional, que hoje está a um passo da eliminação precoce...
E o campeão de 2017, fará uma boa campanha no ano que vem?


os campeões da década na edição seguinte ao título

edição
campeão
no ano seguinte
2010
Internacional
oitavas de final
2011
Santos
semifinais
2012
Corinthians
oitavas de final
2013
Atlético Mineiro
oitavas de final
2014
San Lorenzo-ARG
fase de grupos
2015
River Plate-ARG
oitavas de final




sexta-feira, 21 de abril de 2017

Libertadores 2017: Resultados de 18 a 20 de abril


Onze jogos da Copa Libertadores 2017 movimentaram a semana, com destaque para as goleadas de Lanús-ARG e Deportes Iquique-CHI, este último fora de casa. Já o desempenho dos brasileiros foi um pouco decepcionante pois nenhum dos cinco que entraram em campo venceram: Botafogo, Santos e Grêmio empataram fora; a Chapecoense empatou em casa e o Atlético perdeu no Paraguai.
Mas a maior decepção da semana sem dúvida fica por conta do Atlético Nacional, que conheceu a sua terceira derrota seguida na competição e com isso o atual campeão e um dos favoritos ao título pode ser eliminado já na próxima rodada, seguindo os exemplos de Internacional em 2007, LDU Quito-EQU em 2009 e San Lorenzo-ARG em 2015, detentores do título que sequer chegaram aos mata-matas.
Confira a seguir os resultados da semana, um pequeno histórico de cada jogo, a classificação e as partidas que movimentarão a próxima semana:


18/04 terça-feira
Sporting Cristal-PER 0x0 The Strongest-BOL
Chapecoense 1x1 Nacional-URU
Lanús-ARG 5x0 Zulia-VEN

19/04 quarta-feira
Estudiantes-ARG 1x0 Atlético Nacional-COL
Santa Fé-COL 0x0 Santos
Libertad-PAR 1x0 Atlético Mineiro
Zamora-VEN 1x4 Deportes Iquique-CHI

20/04 quinta-feira
Barcelona-EQU 1x1 Botafogo
Independiente Medellín-COL 2x0 Melgar-PER
Godoy Cruz-ARG 2x0 Sport Boys-PER
Guaraní-PAR 1x1 Grêmio


classificação após três rodadas

Grupo 1 Barcelona e Botafogo 7, Estudiantes 3 e Nacional 0
Grupo 2 Santos 5, Santa Fé e The Strongest 4, Sporting Cristal 2
Grupo 3 River Plate 6, Emelec, Independiente Medellín e Melgar 3
Grupo 4 Flamengo 6, Univ. Catolica 5, Atlético PR 4 e San Lorenzo 1
Grupo 5 Palmeiras 7, Wilstermann 6, Peñarol 3 e Atlético Tucumán 1
Grupo 6 Godoy Cruz 7, Atlético MG e Libertad 4, Sport Boys 1
Grupo 7 Lanús 6, Nacional e Chapecoense 4, Zulia 3
Grupo 8 Grêmio e Guaraní 7, Deportes Iquique 3 e Zamora 0


próximos jogos

25/04 terça-feira
San Lorenzo-ARG x Universidad Catolica-CHI
Atlético Tucumán-ARG x Jorge Wilstermann-BOL
Deportes Iquique-CHI x Zamora-VEN

26/04 quarta-feira
Melgar-PER x Independiente Medellín-COL
Atlético Paranaense x Flamengo
Peñarol-URU x Palmeiras
Atlético Mineiro x Libertad-PAR

27/04 quinta-feira
Emelec-EQU x River Plate-ARG
Sport Boys-BOL x Godoy Cruz-ARG
Nacional-URU x Chapecoense
Zulia-VEN x Lanús-ARG
Grêmio x Guaraní-PAR


  • Mesmo empatando o Sporting Cristal permanece invicto diante de times bolivianos atuando em casa, agora com sete vitórias e dois empates. Já o Strongest segue sem vencer jogando no Peru.
  • Ao voltar do Brasil com um empate na bagagem o Nacional chegou a incrível marca de sete jogos sem derrota como visitante (duas vitórias e cinco empates) enquanto que a Chapecoense continua sem vencer em casa nessa Libertadores.
  • Foi a segunda vitória em três jogos do Lanús em casa diante de times venezuelanos.
  • Com a vitória sobre o Atlético Nacional o Estudiantes agora soma oito triunfos em quinze partidas diante de times colombianos, e a primeira sobre o atual campeão da Libertadores, que ainda não venceu ao conquistar o título ano passado.
  • Ao empatar com o Sporting Cristal o Santos chegou a nove jogos de invencibilidade enfrentando times colombianos (seis vitórias e três empates). Não perde desde 2004 quando foi eliminado pelo Once Caldas nas quartas daquele ano. Essa foi também a única derrota de 2000 pra cá em quinze jogos.
  • Ao vencer o Atlético Mineiro o Libertad conquistou a quinta vitória em dezessete jogos sobre clubes do Brasil em Libertadores enquanto que o time mineiro completa três jogos seguidos sem vencer adversários do Paraguai.
  • Primeira vitória do Deportes Iquique como visitante em sua curta história de Libertadores (duas participações e onze jogos) e a segunda derrota em casa do Zamora para clubes chilenos.
  • Pela primeira vez o Botafogo não volta do Equador derrotado, já que havia perdido as outras duas vezes em que jogou por lá. E o Barcelona chega a seis jogos seguidos sem vencer times brasileiros.
  • Foi a segunda vitória do Independiente Medellín em dois jogos sobre times peruanos em casa e o Melgar chega a 12ª derrota em catorze jogos de Libertadores como visitante.
  • Enquanto o Godoy Cruz enfrentou times bolivianos pela primeira vez o Sport Boys também fez sua estréia em confrontos diante de argentinos.
  • Terceiro confronto entre Guarani e Grêmio e até agora tudo empatado: uma vitória por 2 a 1 pra cada lado e um empate, o de ontem.



terça-feira, 18 de abril de 2017

Como estão os campeonatos nacionais da segunda divisão da América do Sul

Há exatas duas semanas atrás postamos um pequeno resumo dos campeonatos nacionais da América do Sul, com exceção do Brasil que está previsto para iniciar no mês que vem. Pois bem, hoje é dia de falarmos da segunda divisão desses mesmos campeonatos nacionais, menos do Brasil e Peru que ainda não começaram. O brasileiro começará junto com o da primeira divisão enquanto que o peruano da segunda divisão já no próximo fim de semana:


Argentina – Primera B Nacional 2016-2017

Tem campeão da Libertadores na segundona argentina: é o Argentinos Jrs, rebaixado no ano passado e que lidera essa edição com 49 pontos, quatro a mais que o vice-líder Guillermo Brown e oito a mais que o terceiro Chacarita Jrs. São 23 times que se enfrentam em turno e returno onde campeão e vice conquistam o acesso, e o campeonato está na rodada de número 27 de um total de 44.


Bolívia – Copa Simon Bolívar 2016-2017

O campeonato está na segunda fase, onde nove times estão divididos em dois grupos: um com cinco e outro com quatro times. Ao final dessa fase os dois primeiros vão para as semifinais com os vencedores decidindo o título, onde o campeão garante o acesso.  Destroyers no Grupo A e Aurora no B lideram seus grupos e estão muito próximos das semifinais.


Chile – Primera B de Chile 2016-2017

E já temos campeão no Chile: é o Curicó Unido, que fez 57 pontos em 27 jogos e que perdeu apenas duas partidas até aqui. Com o título, o time da cidade de mesmo nome volta a primeira divisão após oito anos de sua única participação. Já o vice San Marcos de Arica – este com dez pontos a menos – aguarda o vencedor do Torneo de Transición, que será realizado no segundo semestre para disputar a segunda vaga. Bi-vice da Libertadores, o tradicionalíssimo Cobreloa continua na segundona chilena depois de 38 anos ininterruptos na elite. O time de Calama havia disputado a segunda divisão apenas no seu primeiro ano de vida em 1977.


Colômbia – Primera B 2017

Assim como na divisão principal, a competição é dividida em dois torneios curtos (Apertura e Finalización) com os oito melhores classificando-se aos mata-matas de cada torneio curto. Os campeões decidem o título com o vencedor garantindo o acesso e o vice enfrentará o melhor colocado na classificação geral que não tenha vencido nenhum torneio curto pela segunda vaga.
Após onze rodadas do Apertura (de um total de quinze) a liderança pertence ao Deportivo Pereira com 24 pontos, quatro a mais que Real Santander e Llaneros.


Equador – Série B 2017

As doze equipes se enfrentam em quatro turnos e ao final das 44 rodadas os dois primeiros colocados sobem para a Série A, a primeira divisão equatoriana. O campeonato está apenas na sua oitava rodada com o Olmedo deitando e rolando na liderança: 21 pontos, com sete vitórias em oito jogos disputados, sete a mais que o segundo colocado Gualaceo.  Dentre os equatorianos conhecidos estão o Aucas, o Técnico Universitário e a Liga de Loja, times que já estiveram em competições internacionais.


Paraguai – División Intermediária 2017

Com cinco rodadas disputadas de um total de trinta, a segunda divisão paraguaia tem a liderança do Deportivo Santaní com onze pontos, um a mais que o 3 de Febrero. São dezesseis times que se enfrentam em turno e returno com os dois primeiros colocados subindo para a primeira divisão do ano que vem.


Uruguai – Segunda División 2017

No último final de semana catorze equipes começaram a disputa da segunda divisão nacional. A fórmula é simples, todos contra todos e ao final de 26 rodadas os três primeiros garantindo o acesso. Dez desses catorze times são da capital Montevidéu, dentre eles alguns conhecidos no cenário sul-americano, como Rentistas, Progresso e Central Español.


Venezuela – Segunda División 2017


São 24 times divididos em três grupos regionais de oito times cada, com os mesmos se confrontando dentro dos grupos e em quatro turnos, num total de 28 partidas cada time. Ao final dessa fase os quatro melhores avançam, formando dois grupos de seis times. Após turno e returno o campeão de cada hexagonal sobem para a divisão principal, além de decidirem o título da segundona. Depois de nove rodadas a liderança do Grupo A pertence ao Lala FC (19 pontos); o Academia Puerto Cabello é líder do Grupo B (18) e no Grupo C o Atlético Guanare (22) é que está em primeiro.






sábado, 15 de abril de 2017

Maiores sequencias sem vitórias de brasileiros fora de casa em Libertadores

Camilo comemora seu gol: fim do jejum do Botafogo.

Na última quinta-feira o Botafogo conseguiu uma ótima vitória sobre o atual campeão Atlético Nacional em pelo estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Além do feito, o que entrou para a história foi o fim de uma sequencia pra lá de incômoda: o de jejum de vitórias fora de casa do clube carioca.
A última vitória do Botafogo como visitante havia sido na edição de 1973 diante do Nacional em Montevidéu, curiosamente na centésima partida do time uruguaio em Libertadores. De lá pra cá foram doze jogos sem vitórias, sendo ainda mais dois jogos no mesmo ano, quatro em 1996, mais quatro em 2014 e as duas partidas válidas pelas fases preliminares dessa edição, nesse que foi o segundo maior jejum de vitórias fora de casa de um clube brasileiro em Libertadores.
A liderança pertence ao Vasco, que ficou incríveis quinze jogos sem vencer como visitante, que depois da vitória sobre o Deportivo Táchira-VEN por 1 a 0 em 1980 só voltaria a vencer na segundo jogo da final da Libertadores de 1998: 2 a 1 sobre o Barcelona no Equador, em partida que deu o título da competição ao time cruzmaltino.
Já o jejum atual pertence ao Palmeiras, que não vence desde 2009 quando bateu o Colo Colo no Chile por 1 a 0 na última rodada da fase de grupos daquela edição. De lá pra cá já são dez jogos em vencer fora de casa, completados após o empate por um gol diante dos argentinos do Atlético Tucumán.


os doze jogos sem vitória do Botafogo

1973 2x3 Cerro Porteño-PAR e 3x3 Colo Colo-CHI
1996 0x3 Corinthians, 1x2 Universidad Catolica-CHI, 1x2 Universidad de Chile-CHI e 0x2 Grêmio
2014 0x1 Deportivo Quito-EQU, 1x1 Unión Española-CHI, 1x2 Indepediente del Valle-EQU e 0x3 San Lorenzo-ARG
2017 1x1 Colo Colo-CHI e 0x1 Olímpia-PAR


os atuais jejuns de vitórias como visitante (mínimo de cinco jogos)

10 jogos – Palmeiras
última vitória – 2009 (1x0 Colo Colo-CHI – 1ª fase)

2009 0x1 Sport e 0x0 Nacional-URU
2013 0x2 Libertad-PAR, 0x1 Tigre-ARG, 0x1 Sporting Cristal-PER e 0x0 Tijuana-MEX
2016 2x2 River Plate-URU, 0x1 Nacional-URU e 3x3 Rosário Central-ARG
2017 1x1 Atlético Tuucumán-ARG


7 jogos – São Paulo
última vitória – 15/04/2015 (2x1 Danúbio-URU – 1ª fase)

2015 0x1 Cruzeiro (3x4 pênaltis)
2016 1x1 Univ. César Vallejo-PER, 1x1 River Plate-ARG, 1x1 Trujillanos-VEN, 1x1 The Strongest-BOL, 1x3 Toluca-MEX e 1x2 Atlético Nacional-COL


5 jogos – Santos
última vitória – 15/03/2012 (3x1 Juan Aurich-PER – 1ª fase)

2012 1x1 Internacional, 1x2 Bolívar-BOL, 0x1 Velez Sarsfield-ARG e 1x1 Corinthians
2017 1x1 Sporting Cristal-PER


5 jogos – Atlético Mineiro
última vitória – 17/02/2016 (2x1 Melgar-PER – 1ª fase)

2016 0x0 Colo Colo-CHI, 2x3 Independiente del Valle-EQU, 0x0 Racing-ARG e 0x1 São Paulo
2017 1x1 Godoy Cruz-ARG


maiores jejuns dos brasileiros (mínimo de sete jogos)

15 jogos – Vasco
20/04/1980 (1x2 Internacional) a 22/07/1998 (1x1 River Plate-ARG)

12 jogos – Botafogo
26/04/1973 (2x3 Cerro Porteño-PAR) a 22/02/2017 (0x1 Olímpia-PAR)

11 jogos – São Paulo
20/05/1992 (1x1 Criciúma) a 24/08/1994 (0x1 Velez Sarsfield-ARG)

10 jogos – Palmeiras (jejum atual)
12/05/2009 (0x1 Sport Recife) a 08/03/2017 (1x1 Atlético Tucumán-ARG)

9 jogos – Internacional
06/04/2011 (0x1 Jaguares-MEX) a 18/05/2015 (1x1 Emelec-EQU)

8 jogos – São Paulo
28/07/2010 (0x1 Internacional) a 01/04/2015 (0x1 San Lorenzo-ARG)

8 jogos – Grêmio
27/05/2009 (1x1 Caracas-VEN) a 23/01/2013 (0x1 LDU Quito-EQU)

8 jogos – São Paulo (jejum atual)
13/05/2015 (0x1 Cruzeiro) a 13/07/2016 (1x2 Atlético Nacional-COL)

7 jogos – Corinthians
09/04/1977 (1x2 El Nacional-EQU) a 17/04/1991 (1x3 Boca Jrs-ARG)

7 jogos – Grêmio
27/07/1984 (0x0 Independiente-ARG) a 14/03/1995 (2x2 Emelec-EQU)

7 jogos – Palmeiras
12/05/1999 (0x2 Coritnhians) a 04/05/2000 (0x2 Peñarol-URU)

7 jogos – Atlético Mineiro
07/08/1981 (2x2 Flamengo) a 23/05/2000 (1x2 Corinthians)



sexta-feira, 14 de abril de 2017

Libertadores 2017: Resultados de 11 a 13 de abril


Semana pra lá de movimentada com doze jogos da Copa Libertadores, alguns emocionantes como a vitória do Palmeiras sobre o Peñarol-URU nos acréscimos; a grande exibição do Botafogo diante dos atuais campeões na Colômbia e também triunfos de Flamengo, Grêmio e Atlético Mineiro.
Confira a seguir os resultados da semana, a classificação de cada grupo, um resumo de cada jogo e também as partidas da próxima semana:




11/04 terça-feira
Estudiantes-ARG 0x2 Barcelona-EQU
Jorge Wilstermann-BOL 2x1 Atlético Tucumán-ARG
Libertad-PAR 1x2 Godoy Cruz-ARG
Grêmio 3x2 Deportes Iquique-CHI

12/04 quarta-feira
Universidad Catolica-CHI 1x1 San Lorenzo-ARG
Flamengo 2x1 Atlético Paranaense
Palmeiras 3x2 Peñarol-URU
Guaraní-PAR 3x1 Zamora-VEN

13/04 quinta-feira
Atlético Nacional-COL 0x2 Botafogo
Emelec-EQU 1x0 Independiente Medellín-COL
River Plate-ARG 4x2 Melgar-PER
Atlético Mineiro 5x2 Sport Boys-BOL


classificação (apenas os Grupos 4 e 5 com três rodadas)

Grupo 1 Barcelona e Botafogo 6, Atlético Nacional e Estudiantes 0
Grupo 2 Santos 4, Santa Fé e The Strongest 3, Sporting Cristal 1
Grupo 3 River Plate 6, Emelec e Melgar 3, Independiente Medellín 0
Grupo 4 Flamengo 6, Univ. Catolica 5, Atlético PR 4 e San Lorenzo 1
Grupo 5 Palmeiras 7, Wilstermann 6, Peñarol 3 e Atlético Tucumán 1
Grupo 6 Atlético MG e Godoy Cruz 4, Libertad e Sport Boys 1
Grupo 7 Lanús, Zulia, Nacional e Chapecoense 3
Grupo 8 Grêmio e Guaraní 6, Deportes Iquique e Zamora 0


próximos jogos

18/04 terça-feira
Sporting Cristal-PER x The Strongest-BOL
Chapecoense x Nacional-URU
Lanús-ARG x Zulia-VEN

19/04 quarta-feira
Estudiantes-ARG x Atlético Nacional-COL
Santa Fé-COL x Santos
Libertad-PAR x Atlético Mineiro
Zamora-VEN x Deportes Iquique-CHI

20/04 quinta-feira
Barcelona-EQU x Botafogo
Independiente Medellín-COL x Melgar-PER
Godoy Cruz-ARG x Sport Boys-PER
Guaraní-PAR x Grêmio


  • Essa foi a terceira partida entre Estudiantes e Barcelona na Argentina e a segunda vitória do time equatoriano, somando-se ao 1x0 da edição de 1971.
  • Com a vitória sobre o Atlético Tucumán o Jorge Wilstermann chegou a marca de cinco vitórias em seis jogos sobre times argentinos em casa. Já o Tucumán – estreante desse ano – perdeu a terceira partida como visitante de um total de quatro jogos que fez até aqui.
  • Pela primeira vez o Godoy Cruz vence uma partida de Libertadores fora da Argentina após quatro derrotas e um empate enquanto que o Libertad enfrentou o oitavo time argentino diferente em apenas dez anos.
  • A vitória sobre o Deportes Iquique foi a primeira do Grêmio diante de times chilenos em casa, já que havia empatado uma e perdido outras duas. No geral o time brasileiro ainda está em desvantagem com duas vitórias, dois empates e três derrotas.
  • Mesmo empatando em casa a Universidad Catolica segue sem perder para o San Lorenzo em Libertadores (1 vitória e 2 empates) enquanto que o time argentino soma agora sete jogos seguidos sem vitória como visitante.
  • Ao vencer o Atlético Paranaense o Flamengo chega a incrível marca de dez vitórias em 21 confrontos diante de clubes brasileiros. Como mandante perdeu apenas uma partida de onze. Já os paranaenses fizeram a sétima partida contra times do Brasil com três vitórias, três derrotas e um empate.
  • Em cinco jogos que recebeu o Peñarol o Palmeiras chega a sua quarta vitória sobre o time uruguaio, que agora soma vinte derrotas em 41 confrontos diante de adversários brasileiros.
  • Agora o Guarani soma oito jogos seguidos sem perder como mandante e o Zamora continua sem saber o que é vencer fora de casa, com nove derrotas em dez jogos.
  • A vitória sobre o atual campeão da Libertadores encerrou um jejum de doze jogos sem vitória do Botafogo fora de casa (nove derrotas e três empates) e os colombianos perderam pela 13ª vez em 25 jogos contra clubes brasileiros. Dessas treze derrotas, seis foram em casa.
  • Essa foi apenas a quinta vitória do Emelec em dezenove jogos contra times colombianos, e sobre o quinto adversário diferente enquanto que o Independiente Medellín conheceu sua primeira derrota para times do Equador em Libertadores.
  • A vitória do River Plate foi a 11ª em treze confrontos em casa diante de times do Peru, jogo esse que foi a estréia do Melgar em gramados argentinos.
  • Ao anotar quatro gols na vitória por 5 a 2 sobre o Sport Boys, o atacante Fred tornou-se o quarto jogador brasileiro a marcar quatro ou mais gols numa partida de Libertadores, igualando-se a Jairzinho (1976 – Cruzeiro 7x1 Alianza Lima-PER) e Guilherme (2000 – Atlético Mineiro 6x0 Cobreloa-CHI). O recordista é Fernando Baiano, que fez cinco gols na goleada do Corinthians sobre o Cerro Porteño-PAR por 8 a 2 em 1999.



terça-feira, 11 de abril de 2017

Confrontos interestaduais em Libertadores


Amanhã Flamengo x Atlético Paranaense farão o primeiro confronto entre clubes brasileiros nessa Libertadores, em jogo marcado para o Rio de Janeiro. Essa será a terceira vez na história que clubes cariocas e paranaenses duelarão pela principal competição sul-americana, e a segunda envolvendo o Flamengo.
A primeira vez que times dos dois Estados se enfrentaram foi em 1986 com Coritiba e Bangu, com os dois sendo eliminados ainda na fase de grupos. Vinte e um anos depois foi a vez de Flamengo e Paraná Clube caírem no mesmo grupo, mas com final feliz para ambos já que os dois avançaram aos mata-matas. E agora Flamengo e Atlético farão o terceiro confronto Rio x Paraná em Libertadores, que nem de longe é o que mais se repetiu.
Três confrontos interestaduais aparecem empatados como os que mais ocorreram: Rio de Janeiro x São Paulo, São Paulo x Minas Gerais e São Paulo x Rio Grande do Sul, todos esses com onze confrontos cada.
Veja a seguir a lista com os confrontos interestaduais em Libertadores levando-se em conta que foram computados os que ocorreram por mais de uma vez numa mesma edição, como por exemplo Grêmio x Palmeiras em 1995 (1ªfase e quartas), São Paulo x Atlético Mineiro em 2013 (1ªfase e oitavas) etc:


11 confrontos - Rio de Janeiro x São Paulo (RJ x SP)

1963 Botafogo x Santos / 1971 Fluminense x Palmeiras / 1973 Botafogo x Palmeiras / 1984 Flamengo x Santos / 1991 Flamengo x Corinthians / 1993 Flamengo x São Paulo / 1996 Botafogo x Corinthians / 1999 Vasco x Palmeiras / 2008 Fluminense x São Paulo / 2010 Flamengo x Corinthians / 2012 Vasco x Corinthians


11 confrontos - Minas Gerais x São Paulo (MG x SP)

1972 Atlético x São Paulo / 1978 Atlético x São Paulo / 1994 Cruzeiro x Palmeiras / 2000 Atlético x Corinthians / 2001 Cruzeiro x Palmeiras / 2009 Cruzeiro x São Paulo / 2010 Cruzeiro x São Paulo / 2013 Atlético x São Paulo (2 vezes) / 2015 Cruzeiro x São Paulo / 2016 Atlético x São Paulo


11 confrontos - Rio Grande do Sul x São Paulo (RS x SP)

1977 Internacional x Corinthians / 1982 Grêmio x São Paulo / 1995 Grêmio x Palmeiras (2 vezes) / 1996 Grêmio x Corinthians / 2000 Juventude x Palmeiras / 2006 Internacional x São Paulo / 2007 Grêmio x São Paulo e Grêmio x Santos / 2010 Internacional x São Paulo / 2012 Internacional x Santos


10 confrontos - Rio de Janeiro x Rio Grande do Sul (RJ x RS)

1980 Vasco x Internacional / 1983 Flamengo x Grêmio / 1984 Flamengo x Grêmio / 1990 Vasco x Grêmio / 1993 Flamengo x Internacional / 1996 Botafogo x Grêmio / 1998 Grêmio x Vasco (2 vezes) / 2012 Fluminense x Internacional / 2013 Fluminense x Grêmio


6 confrontos - Minas Gerais x Rio Grande do Sul (MG x RS)

1976 Cruzeiro x Internacional / 1977 Cruzeiro x Internacional / 1997 Cruzeiro x Grêmio (2 vezes) / 2009 Cruzeiro x Grêmio / 2015 Atlético x Internacional


4 confrontos - Pernambuco x São Paulo (PE x SP)

1968 Náutico x Palmeiras / 1988 Sport x Guarani / 2009 Sport x Palmeiras (2 vezes)


3 confrontos - Minas Gerais x Rio de Janeiro (MG x RJ)

1975 Cruzeiro x Vasco / 1981 Atlético x Flamengo / 1998 Cruzeiro x Vasco


3 confrontos - Rio de Janeiro x Paraná (RJ x PR)

1986 Bangu x Coritiba / 2007 Flamengo x Paraná / 2017 Flamengo x Atlético


2 confrontos - Bahia x Rio Grande do Sul (BA x RS)

1988 Bahia x Internacional (2 vezes)


2 confrontos - Santa Catarina x São Paulo (SC x SP)

1992 Criciúma x São Paulo (2 vezes)


2 confrontos - Paraná x São Paulo (PR x SP)

2005 Atlético x Santos e Atlético x São Paulo


1 confronto - Minas Gerias x Paraná (MG x PR)

2000 Atlético MG x Atlético PR




segunda-feira, 10 de abril de 2017

Jogos da semana da Copa Libertadores 2017


Depois de quase um mês de paralisação devido as Eliminatórias Sul-Americanas e também jogos da Copa Sul-Americana e decisão da Recopa, a Copa Libertadores estará de volta nessa semana com doze jogos, sendo que nos Grupos 1, 3, 7 e 8 ainda serão jogadas a segunda rodada e nos Grupos 4 e 5 partidas da terceira. Só não teremos jogos válidos pelos Grupos 2 e 7, que ficam pra semana que vem.
Os destaques dessa semana ficam por conta de dois jogos: o primeiro confronto dessa edição envolvendo brasileiros, no caso Flamengo x Atlético Paranaense e um encontro de antigos rivais, Palmeiras x Peñarol.


11/04 terça-feira
Estudiantes-ARG x Barcelona-EQU
Jorge Wilstermann-BOL x Atlético Tucumán-ARG
Libertad-PAR x Godoy Cruz-ARG
Grêmio x Deportes Iquique-CHI

12/04 quarta-feira
Universidad Catolica-CHI x San Lorenzo-ARG
Flamengo x Atlético Paranaense
Palmeiras x Peñarol-URU
Guaraní-PAR x Zamora-VEN

13/04 quinta-feira
Atlético Nacional-COL x Botafogo
Emelec-EQU x Independiente Medellín-COL
River Plate-ARG x Melgar-PER
Atlético Mineiro x Sport Boys-BOL




domingo, 9 de abril de 2017

Os novos estreantes em torneios sul-americanos

Na Copa Libertadores dessa edição tivemos a estreia de seis times, sendo que três debutavam também em competições internacionais organizadas pela Conmebol: Atlético Tucumán-ARG, Sport Boys-BOL e Zulia-VEN, clubes que já mostramos o perfil no nosso Guia da Libertadores. Além desses três, outros oito times da Copa Sul-Americana também estão disputando torneios fora de seus países pela primeira vez e você vai conhecê-los agora:


Argentina - Defensa y Justicia

Situado ao Sul da Grande Buenos Aires, entre as cidades de Quilmes e La Plata, o clube verde-amarelo está apenas em sua quarta temporada na divisão de elite. Embora fundado há 82 anos, estreou em torneios organizados pela AFA somente em 1978. É um dos poucos clubes a estarem em todas as divisões do futebol argentino, sendo campeão nas três últimas.


Bolívia - Petrolero

Com apenas dezessete anos de fundação, o Club Petrolero da cidade de Yacuba não tem nenhuma ligação com o xará tradicionalísimo Oriente Petrolero, da cidade de Santa Cruz de la Sierra ou o Chaco Petrolero, da capital La Paz e que atualmente disputa a terceira divisão daquele país. Campeão logo na estreia da Nacional B, equivalente a segunda divisão, disputou a primeira na temporada seguinte, mas acabou rebaixado. Retornou na edição passada ficando entre os melhores, o que o possibilitou de disputar a Copa Sul-Americana.



Colômbia - Patriotas

Com sede em Tunja, o Patriotas Boyacá foi fundado em 2003 e esteve na segunda divisão desde sua criação até a temporada de 2011, ano em que subiu para a divisão principal e onde permanece até hoje, tendo sua melhor colocação o oitavo lugar no último Torneo Finalización 2016.



Equador - Fuerza Amarilla

Tempos atrás houve na internet uma brincadeira com o nome do time, relacionado-o com o árbitro paraguaio Carlos Amarilla, um dos principais e polêmicos do continente. Brincadeiras à parte, o "Força Amarela" traduzindo para o português esteve na terceira divisão durante dez edições (de 2005 a 2014), ano em que conseguiu o acesso para a segunda, ficando nessa divisão apenas um ano e em 2016 debutava na divisão principal. Com o oitavo lugar no Campeonato Equatoriano garantiu vaga na Copa Sul-Americana apenas três anos depois de sair da terceira divisão.



Peru - Comerciantes Unidos

Outro participante da Copa Sul-Americana fundado nesse século (2002), o pequeno clube da cidade de Cutervo disputava ligas locais até 2014, ano em que avançou à segunda divisão, competição essa que estrou com título e em 2016 alcançava a primeira divisão, terminando em uma honrosa sexta colocação.



Uruguai - Boston River

Mais um caso de clubes que estrearam na divisão principal de seus países e no mesmo ano garantiram vaga na Copa Sul-Americana. Situado em Montevidéu, o Boston River é antigo, de 1939 e até 2006 alternava disputas de ligas amadoras com a terceira divisão e momentos de inatividade. Tudo mudou em 2006 com a estreia na segunda divisão uruguaia, onde permaneceu até 2015 e atualmente disputa apenas sua segunda temporada na divisão principal de seu país.



Venezuela - Atlético Venezuela

Com apenas oito anos de vida, o pequeno clube da capital Caracas estreou na segunda divisão de seu país no mesmo ano de fundação, ocupando o lugar de outro time que se licenciaria. Alcançou a divisão principal em 2011, mas cairia no mesmo ano. Retornaria apenas um ano depois, não sendo mais rebaixado desde então. Por ser um clube novo, tem uma torcida pra lá de pequena, com média de público que raramente supera mil pessoas por jogo.



Venezuela - Estudiantes de Caracas

O caçula da Copa Sul-Americana (fundado em 2010) profissionalizou-se somente em 2014, ano em que estreou na segunda divisão ao adquirir um outro clube que disputava a competição. Permaneceu somente por um ano e em 2016 alcançou a primeira divisão venezuelana.





sábado, 8 de abril de 2017

Resultados da Copa Sul-Americana e da Recopa



Entre terça e quinta-feira tivemos os onze jogos restantes da primeira fase da Copa Sul-Americana e também o jogo de ida da Recopa. Pelo primeiro torneio aconteceram a estreia dos brasileiros: vitórias em casa de Corinthians, Cruzeiro, Fluminense e Sport Recife além dos empates de Ponte Preta (em casa) e São Paulo (fora).
Já pela Recopa a Chapecoense saiu na frente e venceu o Atlético Nacional-COL por 2 a 1 em casa e só precisa de um empate na volta para ficar com mais um título internacional; já ao campeão da Libertadores só a vitória interessa.
Veja a seguir os resultados dos dois torneios:




Copa Sul-Americana - jogos de ida da 1ª fase

04/04 terça-feira 
Petrolero-BOL 1x3 Universidad Catolica-EQU
Independiente-ARG 0x0 Alianza Lima-PER
Cruzeiro 2x1 Nacional-PAR

05/04 quarta-feira
Everton-CHI 1x0 Patriotas-COL
Ponte Preta 0x0 Gimnasia y Esgrima-ARG
Corinthians 2x0 Universidad de Chile-CHI
Fluminense 2x0 Liverpool-URU

06/04 quinta-feira
Estudiantes de Caracas-VEN 2x3 Sol de América-PAR
Sport Recife 3x0 Danubio-URU
Oriente Petrolero-BOL 1x1 Deportivo Cuenca-EQU
Defensa y Justicia-ARG 0x0 São Paulo





Recopa Sul-Americana - jogo de ida

04/04 terça-feira
Chapecoense 2x1 Atlético Nacional-COL


Os jogos de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana e da Recopa serão jogados apenas no mês de maio.



terça-feira, 4 de abril de 2017

Panorama dos campeonatos nacionais da América do Sul

Aproveitando a semana de jogos da Copa Sul-Americana e a decisão da Recopa, o blog traz pra você um resumo dos campeonatos nacionais da América do Sul com exceção do Brasil, que começa somente no mês que vem:


Argentina - Primera División 2016-2017

Depois do recesso de final de ano, o Campeonato Argentino estava previsto para voltar no dia 3 de fevereiro, mas devido a uma crise entre jogadores e dirigentes da AFA (Associación del Fútbol Argentino) a competição retornou apenas no começo de março, pouco mais de um mês depois.
Após dezoito rodadas (de um total de trinta) a liderança pertence ao Boca Jrs com quarenta pontos, cinco a mais que o segundo colocado Newell's Old Boys. Estudiantes, San Lorenzo e River Plate completam o grupo dos que vão à Libertadores do ano que vem.


Bolívia - Torneo Apertura 2017

Doze times se enfrentam em turno e returno no Apertura e ao final das 22 rodadas o campeão será aquele que somar mais pontos. E após oito rodadas a liderança é do Bolívar, com dezoito pontos e um jogo a menos, tendo vencido seis dos sete jogos que fez. Três times dividem a segunda posição com dezesseis pontos (Oriente Petrolero, Guabirá e Blooming) enquanto que o atual campeão The Strongest ocupa apenas a sétima colocação.


Chile - Torneo Clausura 2017

Chegamos na metade do Claurusa 2017, torneio esse que é a centésima edição do Campeonato Chileno com o surpreendente Deportes Iquique na liderança com dezoito pontos em oito rodadas, um a mais que o Colo Colo. Bicampeão da competição após vencer os dois torneios no ano passado (Apertura e Clausura), a Universidad Catolica aparece somente na oitava posição com doze pontos. O campeão do Clausura classifica-se para a fase de grupos da Copa Liberatdores do ano que vem enquanto que o vice enfrenta o segundo colocado do Transición (ex-Apertura) por uma vaga nas fases preliminares do torneio sul-americano.


Colômbia - Torneo Apertura 2017

São vinte times se enfrentando no mesmo número de rodadas (dezenove mais uma de clássicos) onde os oito melhores avançam aos mata-matas até que se chegue ao campeão. E os times de Medellín vão dando as cartas na Colômbia, com o atual campeão da Libertadores Atlético Nacional em primeiro e seu arquirrival Indepediente Medellín em segundo, separados por um ponto. Na terceira posição está o Jaguares, sete pontos atrás do Medellín.
Dos outros grandes colombianos apenas Millonarios e Deportivo Cali estão entre os oito que iriam as quartas de final.


Equador - Campeonato Ecuatoriano 2017

Com duração o ano todo, o Campeonato Equatoriano é disputado em duas etapas com os vencedores fazendo a final. Cada etapa são 22 rodadas e na primeira o líder é o pequenino Delfín, com dezessies pontos após oito rodadas e um dos invictos da competição ao lado de Emelec (terceiro) e Independiente del Valle (quarto colocado). O vice-líder é a Universidad Catolica com um ponto a menos e o atual campeão Barcelona é apenas o sétimo colocado. Já entre os grandes da capital, a LDU Quito ocupa a nona posição e o El Nacional é o penúltimo.


Paraguai - Torneo Apertura 2017

A liderança pertence ao Libertad, que até aqui soma 24 pontos em dez jogos de um total de 22 que estão previstos no Apertura. A diferença para o segundo colocado e atual campeão Guaraní é de cinco pontos. Na terceira posição aparece o Olímpia com dezesseis pontos, um a mais que seu rival Cerro Porteño.


Peru - Campeonato Descentralizado 2017

Pensou em um campeonato confuso, pensou no Peruanão: são três torneios curtos (Verano, Apertura e Clausura) mas só os dois últimos dão vaga para a final com os vencedores decidindo o título. Atualmente é disputado o Torneo de Verano, que classifica o campeão para a fase preliminar da próxima Copa Libertadores. Os dezesseis times foram divididos em dois grupos de oito onde após catorze rodadas o campeão de cada chave decidem o título. No Grupo A o líder é o Melgar com dezenove pontos e no B a liderança pertence ao Universidad Técnica com dezesseis. Destaque negativo para as fracas campanhas dos três grandes da capital, com o Sporting Cristal em terceiro no Grupo A mas com seis pontos a menos que o líder enquanto que no Grupo B o Alianza Lima é o quarto e o Universitário o vice-lanterna não só de seu grupo mas da classificação geral.


Uruguai - Campeonato Uruguayo 2017

Depois de quase dois terços jogados do Apertura - equivalente ao primeiro turno do Campeonato Uruguaio - Montevideu Wanderers e Nacional dividem a liderança com dezenove pontos. Logo a seguir vêm Cerro e Defensor com dezoito pontos e o Peñarol em quinto, este com dois a menos. O vencedor do Apertura garante vaga na final caso algum clube que não vença também o Clausura some mais pontos que o campeão dos dois torneios curtos. Aí o líder na classificação geral é que entraria na final e enfrentaria o vencedor do confronto entre os campeões do Apertura e Clausura, numa espécie de semifinal.


Venezuela - Primera División 2017

Após nove rodadas o Deportivo Táchira lidera o primeiro turno, chamado por lá de Apertura: dois pontos de diferença em relação ao segundo colocado, o Lara. O atual campeão Zamora vem em terceiro e o Monagas em quarto. São dezoito times que se enfrentam e os oito melhores vão para os mata-matas até que se chegue ao campeão do Apertura, classificando-se para a decisão do Campeonato Venezuelano contra o campeão do Clausura (segundo turno).